Megadeth: Ellefson fala da felicidade em ganhar um Grammy

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda
Enviar correções  |  Comentários  | 

O baixista David Ellefson falou, em entrevista à rádio Banana 101.5, de Flint, Estados Unidos, sobre a felicidade que os membros do Megadeth sentiram ao conquistar seu primeiro Grammy. O grupo havia sido indicado por 12 vezes até, enfim, levar para casa o prêmio de "Melhor performance metal", pela música "Dystopia".

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalDeath: "Chuck Schuldiner não era um cara simpático!"

Imagem

"É 12 vezes melhor saber que temos um Grammy. Sempre vamos sabendo que temos uma chance. Ser convidado já é algo grande. A maior coisa é quando você está sentado e dizem: 'e o Grammy vai para...'. E, desta vez, foi ainda melhor quando disseram que iria para 'Dystopia', do Megadeth. Estamos nas nuvens com isto", afirmou.

Ellefson revelou, também, o pensamento comum quando o Megadeth não levava o prêmio. "Nossa gravadora fazia uma festa e nos queria por lá, no tapete vermelho. A noite durava para sempre, o que era fantástico. Era algo como, 'por favor, não deixe esta noite terminar'", disse.

O músico revela que sempre ficou para a festa, exceto da primeira vez em que foi, em 1993. "Era 'Countdown To Extinction', nosso grande disco. Era o primeiro ano com pré-transmissão. Nunca me esqueço quando Mary Chapin Carpenter e Lyle Lovett anunciaram o Grammy ao Nine Inch Nails. Gostamos deles, era uma banda legal, Trent Reznor merecia. Mas estávamos tristes e Marty disse: 'ok, estamos fora'. A limousine não havia nem estacionado e já estávamos indo embora", afirmou.

Comente: Merecido o Grammy do Megadeth?

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Kiko Loureiro
Apelo nas redes por guitarra roubada

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalKiko Loureiro: E se eu for feio e morar no Acre?Megadeth: vídeo de "Symphony of Destruction" tocada no Boot CampKiko Loureiro: Detroit Rock City, Xuxa e New Kids on the BlockTodas as matérias e notícias sobre "Megadeth"

Kiko Loureiro
Ele tem medo da "maldição do terceiro show"

Megadeth
Se você me conhece você não me odeia, diz Mustaine

A Cólera dos Deuses
Como surgiu o Big 4, por eles mesmos

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 21 de fevereiro de 2017

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Megadeth"

Death
"Chuck Schuldiner não era um cara simpático!"

Sexo
Como se comportam os fãs de cada vertente de Metal?

Morre Diabo
Ele aprendeu a tocar guitarra e virou um shredder

Duff McKagan: "Nikki Sixx, do Motley Crue, é um gênio!"Novelas: 10 clássicos do Rock que a Globo ajudou a popularizarDee Snider: quem não é do Metal não deve usar os chifresHeavy Metal: os vinte melhores álbuns da década de 80Megadeth: Dave Mustaine precisava ser chutado do MetallicaAngra: vídeo completo de participação no "Donos da Bola".

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online