Whiplash.NetMenuBuscaReload

Amy Lee: "Love Exists" é o novo single solo

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Pablo Bruno de Paula dos Santos, Fonte: Pablo Santos
Enviar correções  |  Comentários  | 

Lançado oficialmente no iTunes, hoje (11/02), "Love Exists" é o novo single solo da vocalista do Evanescence, Amy Lee.

Evanescence: "Bring Me To Life" não representa o que sinto hojeSlayer: "Tocar com orquestra é masturbação", diz Kerry King

Trata-se da primeira faixa de seu segundo álbum solo, Recover, vol. 2. A canção tem a composição de Michele Canova e Fortunato Zampaglione, e foi produzida por Guy Sigsworth.

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube

Amy também liberou dois remixes e uma versão instrumental do material, ouça nos links abaixo.

https://open.spotify.com/album/1hTa96BDpYeKcxlDHtvls2

"Quando eu estava na Itália gravando o clipe de "Speak to Me", fiquei apaixonada com uma música que ouvi na rádio de lá. "L'amore Esiste" da Francesca Michielin. Parecia que a música me seguia em todo lugar, não a tirava da cabeça. Não parava de escutá-la um monte de vezes até chegar em casa. Comecei a juntar o que a letra significava e escrevi minha própria versão dela em inglês. Mostrei minha ideia pra um dos meus produtores dos sonhos, Guy Sigsworth, e de alguma foma o convenci a vir a Nova York pra recriar a música comigo. Dave Eggar contribuiu com seu deslumbrante arranjo de cordas, e todos nós começamos a viver com essa música durante uma semana no Flux Studios.

Imagem

Mas que experiência incrivelmente gratificante foi fazer essa linda música. E junto com uma equipe muito talentosa, pés no chão e inspirada- sem regras ou limitações além das que criamos. O Guy me impulsionou de novas maneiras, e aprendi algumas coisas. Foi uma honra única trabalhar ao lado de alguém que admiro tanto em algo que na época eu não tinha nenhum plano, nenhum álbum pra lançar e não fazia sentido senão como foi bom sentir. É fácil ficar atolado com o "propósito" às vezes, quando o que mais importa, na minha opinião, na criação de música, é seguir o seu coração. Encontrar uma maneira de satisfazer aquela necessidade profunda de expressar algo que não pode ser dito somente com palavras.

O amor é nada mais do que simples. E ele se manifesta em inúmeras formas. Ele pode ser inconveniente. Doloroso. Mais fácil de ignorar do que confiar. Mas ainda estamos conectados, apesar do quão sozinhos nos sentimos às vezes. Podemos nós ser corajosos o bastante para amar, mesmo sabendo que vai machucar? Podemos nós deixar nosso cinismo de lado tempo suficiente para enxergar além das frustrações, do descontentamento, do medo do desconhecido e da raiva de tudo que não podemos controlar? O amor está por toda parte. Mesmo nos lugares mais obscuros. E tudo vale a pena. Veja, procure. O amor existe.", citou Lee.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Evanescence
"Bring Me To Life" não representa o que sinto hoje, diz Amy Lee

Evanescence: ouça faixa inédita lançada em nova compilaçãoEvanescence: sempre quis provar ser mais que um rostinho bonitoEvanescence: Amy Lee lança mais um clipe de música infantil

Evanescence
Vocalista diz que gravadora arruinou a banda

Evanescence
Jen Majura mostra em vídeo por que não fez audição

Heavy Metal
"Cristãos podem aprender muito com o gênero"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Amy Lee"Todas as matérias sobre "Evanescence"

Slayer
"Tocar com orquestra é masturbação", diz Kerry King

Influências
Folk Metal e Música Celta

Dave Mustaine
Com bom humor, ele comenta gafe do Grammy

Justin Bieber: "Baby" em versões Hard, Metal e Extremo50 a menos: Cientistas descobrem que o Número da Besta é 616Tradução - Abigail - King DiamondSlayer: as dez piores músicas da bandaGuns N' Roses: comova-se com entrevista perdida de 1988Cradle of Filth: vídeo de Dani apanhando de seguranças

Sobre Pablo Bruno de Paula dos Santos

Pablo Bruno de Paula dos Santos é um redator especialista em mídias sociais há mais de 8 anos. Iniciou sua primeira comunidade e fonte brasileira sobre a série de livros Desventuras em Série, reconhecida por Daniel Handler e Companhia das Letras/Seguinte. Com a paixão pela escrita e educação, passou um período produzindo ofícios na sede do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em resposta as investigações de programas educacionais. Atualmente, Pablo atua na Secretaria de Educação de Valparaíso de Goiás, é estudante de Letras e produz artigos e entrevistas exclusivas como colaborador para websites diversos.

Mais matérias de Pablo Bruno de Paula dos Santos no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online