Billy Corgan: ele quis se matar após sucesso de Nirvana e Pearl Jam

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Igor Miranda
Enviar correções  |  Comentários  | 

O frontman do Smashing Pumpkins, Billy Corgan, revelou que quis cometer suicídio após o sucesso comercial de Nirvana e Pearl Jam, no início da década de 1990. A declaração foi dada em entrevista ao podcast "Why Not Now?", de Amy Jo Martin.

Nirvana: Krist Novoselic revela o que fez Kurt Cobain chorarDave Mustaine: 10 coisas que você não sabia sobre ele

Imagem

O sucesso inesperado das duas bandas citadas por Billy Corgan, logo após o lançamento do disco "Gish", do Smashing Pumpkins, fez com que ele se sentisse "inadequado" de uma forma que não se estava "preparado". Isto o fez sentir uma espécie de bloqueio criativo, devido a uma "estranha depressão".

Corgan pensou em suicídio quando compôs a música "Today", lançada no disco "Siamese Dream", de 1993, descrita por ele próprio como uma "amarga observação ao suicídio". "Nessa época, eu estava doando minhas coisas e planejando meu discurso fúnebre", afirmou.

No fim das contas, o sucesso veio a Billy Corgan e ao Smashing Pumpkins. "Siamese Dream" e seu sucessor, "Mellon Collie and the Infinite Sadness", lançado em 1995, venderam como água.

Ouça a entrevista de Billy Corgan na íntegra:

https://soundcloud.com/amyjomartin/episode-25-billy-corgan-f...

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Nirvana
Krist Novoselic revela o que fez Kurt Cobain chorar

Nirvana: exposição sobre a banda virá ao Brasil neste anoRock e Metal: em vídeo, as piores covers da históriaRock e Metal: em vídeo, as 10 despedidas mais épicas da históriaTodas as matérias e notícias sobre "Nirvana"

Courtney Love
Última conversa com Kurt foi sobre dinheiro

Nirvana
Criticado, goleiro do Chelsea remove cover de "Rape Me"

Kurt Cobain
Empresário rezou que sua morte tivesse sido um assassinato

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 05 de março de 2017

Todas as matérias da seção NotíciasTodas as matérias sobre "Smashing Pumpkins"Todas as matérias sobre "Nirvana"Todas as matérias sobre "Pearl Jam"

Dave Mustaine
Dez coisas que você não sabia sobre o vocalista

Mortes
Algumas das mais estranhas do mundo do Rock

Mamonas Assassinas
Músicos já sabiam que iam morrer?

E-Farsas: Papa Francisco era fã do Black Sabbath?Galeria - Tatuagens em homenagem a Pantera e Dimebag DarrellMetallica: Jason Newsted revela truque que usou para ser chamadoKiss: fã embriagado é preso e faz a alegria da políciaDez mitos sobre o metal: o problema dos estereótiposSlipknot: Seria IOWA o maior álbum do século 21?

Sobre Igor Miranda

Jornalista formado pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e apaixonado por rock há mais de uma década. Começou a escrever sobre música em 2007, com o surgimento do saudoso blog Combe do Iommi. Atualmente, é redator-chefe da área editorial do site Cifras e mantém um site próprio (www.IgorMiranda.com.br). Também co-fundou o site Van do Halen, para o qual trabalhou até 2013 – apesar de ainda manter por lá uma coluna semanal, chamada Cabeçote.

Mais informações sobre Igor Miranda

Mais matérias de Igor Miranda no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online