Marcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Marcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista


  | Comentários:

Marcos De Ros começou seus estudos musicais aos 9 anos, copiando alguns acordes e melodias no violão e de lá pra cá não parou. Dos 14 aos 18 anos fez shows com suas primeiras bandas, passando pelo rock, jazz-fusion até o thrash metal. Em 1989 De Ros entrou como violinista na Orquestra Sinfônica de Caxias do Sul, e aos 20 anos formou o power trio De Ros, onde viria dar um novo passo em sua carreira, lançando seus primeiros discos. Integrou também o Akashic, com o qual gravou dois álbuns e excursionou pela Europa. Entre outros trabalhos do incansável músico podem ser citados a turnê "South American Guitar Masters", realizada com o guitarrista argentino Pablo Soler, o CD Rom "Intense Picking", o quadro "Descendo a Lenha" no programa Stay Heavy, e seu recente DVD/CD "Peças de Bravura". Confira abaixo alguns discos que marcaram a vida deste prolífico músico.

Bom, meu primeiro contato com a música realmente marcante se deu em torno dos meus 9 anos de idade. Minha mãe havia enviado meu irmão mais velho para comprar pão e leite na padaria perto de casa. Ele já deveria ter uns 13 anos e como era de costume, ele demorou muito mais do que o esperado. Algumas horas depois ele volta com um vinil do AC/DC, o "High Voltage"! Ele tinha tudo planejado – estava guardando uma grana há algum tempo e, somando com a grana do pão e leite, ele já podia comprar o tão cobiçado disco! Lógico que ele apanhou um pouco, mas valeu muito a pena! Eu fiquei absolutamente encantado com aquela música vibrante e enérgica!

Imagem

Discos que marcaram a minha vida:

AC/DC - "High Voltage"

Imagem
Como eu contei, esse disco marcou a minha vida por ter-me "iniciado" no caminho da música. A partir dele começou meu interesse em descobrir como transformar o barulho que saía de um instrumento em algo que fosse hipnotizante e contagiosamente bom de ouvir. Talvez eu tenha escutado mais vezes o "Back in Black", mas o "High Voltage" foi o pontapé inicial da minha vida profissional.

Van Halen - "1"

Imagem
Esse vinil foi um dos poucos que não tive coragem de me desfazer! Horas e horas tentando desvendar como o Eddie conseguia extrair aqueles sons estranhíssimos da guitarra dele, e me divertindo com as interpretações super legais do David Lee Roth. Poderia citar mais alguns álbuns do Van Halen nessa lista, pois sempre fui um grande admirador da musicalidade de seus integrantes.

Deep Purple - "Machine Head"

Imagem
De todos os grupos da minha infância e juventude, o Deep Purple foi o que eu mais ouví, sem sombra de dúvida! E abaixo uma pequena homenagem, para provar que estou falando a verdade, hehehe!

Bom, voltando ao Purple, escolher um único disco é super difícil, porque não dá para esquecer a fase Coverdale-Hughes! Mas escolho o "Machine Head" por ser o disco que, durante muito tempo, eu colocava para tocar ao acordar de manhã antes de ir para a escola.

Yngwie Malmsteen – "Rising Force"

Imagem
O primeiro disco solo do Malmsteen. Sem mentira, tive que comprar um segundo vinil, porque o primeiro estava “pipocando” demais, de tanto que rodou! Sem contar que eu levei na casa de muitos amigos para ouvirmos juntos, e principalmente, dos amigos que tocavam há mais tempo, pois eu pedia para que eles tirassem para mim algumas partes que eu não conseguia! Algum tempo depois, descobri que eram arpejos, mas isso é outra história... Infelizmente ninguém conseguia tirar, mas todos ficavam fascinados. Um disco revolucionário, para dizer o mínimo.

Steve Vai – "Passion and Warfare"

Imagem
E aqui aparece um outro mago da guitarra. Acho que dos guitarristas surgidos nos anos 80, o Vai foi o que mais ficou, pelo menos para mim, pois até hoje acompanho a sua carreira e ele sempre tem algo novo e interessante para mostrar. Poderia ter escolhido também o "Eat 'Em and Smile", do David Lee Roth, pois também ouvi esse trabalho intensamente, mas acho que o "Passion" é mais representativo. Humm... O "Sex and Religion" também achei genial e poderia estar aqui...

John McLaughlin, Paco de Lucia, Al Di Meola - "Friday Night In San Francisco"

Imagem
Bom, agora saímos um pouco da área do rock/metal para algo totalmente diferente! Esse disco foi a primeira reunião desse trio de malucos (depois gravaram mais dois discos, também geniais). Mais um vinil que eu quase furei de tanto ouvir, hehehe! Escolhi esse disco pois ele tem um papel "representativo" nessa lista. Eu tenho quase a discografia inteira do John McLaughlin, incluindo aí o Mahavishnu Orchestra, a carreira solo e o Shakti e posso dizer o mesmo do Al Di Meola, que talvez, tecnicamente, seja a minha maior influência na guitarra!

Symphony X - "The Damnation Game"

Imagem
Conheci o Michael Romeo através de cartas (sim, lembram disso?), pois ele apareceu na coluna do Mike Varney e lá tinha o endereço para contatos! Trocamos carta e demos, inclusive, tenho o demo do Symphony X, que na altura se chamava Danse Macabre! Depois que eles começaram a lançar CDs, perdi o contato, mas não parei de admirar o excelente trabalho dele na guitarra. "O "The Damnation Game" é o álbum de estréia do vocalista Russel Allen, que sempre foi um cara de talento excepcional, por isso optei por esse disco, mas com certeza toda a discografia da banda tem grandes pérolas musicais!

Dream Theater – "Images and Words"

Imagem
Claro que não poderia deixar de citar um disco do Dream Theater, pois foi umas das bandas que mais influenciou o trabalho do Akashic, juntamente ao Symphony X. Esse álbum em questão me chamou muito a atenção quando ouvi pela primeira vez porque eu já estava trabalhando em algumas coisas bem "quebradas", mas que não se encaixavam na descrição de "progressivo" porque eram mais pesadas! Estávamos prestes a gravar o CD "Universe". Então foi muito divertido chegar para o pessoal da banda De Ros mostrar o vinil e falar – se tivéssemos um vocalista, poderíamos ser assim! Um disco belíssimo, com grandes canções, sem dúvida!

Mr. Big – "Lean Into It"

Imagem
Eu não poderia fazer uma lista sem que o Paul Gilbert aparecesse! Então, que seja no seu trabalho mais conhecido. O Mr. Big é uma banda formada por excelentes músicos, que sabem “tocar para a música”, e isso sempre transpareceu na popularidade do grupo.Adoro o recente trabalho instrumental do Paul, mas esse CD me marcou pelo fato de me mostrar que um grande guitarrista não precisa ficar provando o quanto toca bem em todas as musicas! Baita disco!

"Jesus Christ Superstar"

Imagem
Não é um CD de rock, mas tem a participação genial do Ian Gillan no papel principal e músicas absolutamente tocantes. Impossível eu deixar de citar esse álbum, visto que além de um dos meus CDs favoritos, é também um dos meus filmes favoritos. Tive o prazer de assistir a uma montagem em Londres, há muitos anos atrás, e te digo que cada vez que ouço essa musicas, fico super emocionado! Impossível não se arrepiar ao escutar as intervenções incríveis do Gillan no auge de sua voz, mas no filme, a versão do Ted Neeley é igualmente tocante, suave e arrebatadora!!

Paganini – "The 6 Violin Concertos"

Imagem
Eu tinha que obrigatoriamente colocar algum disco de música erudita, uma vez que já até toquei violino na orquestra sinfônica de Caxias do Sul. Depois de muito pensar, acho que a versão do primeiro concerto para violino, de Paganini, tocado pelo Salvatore Accardo, foi uma das músicas desse gênero que eu mais escutei! Mas não posso deixar de citar Bach, Beethoven, Mozart e Vivaldi, pelo menos, senão vou me sentir culpado mais tarde, hehehe! A música erudita ocupou e ocupa um espaço importante da minha vida, víde os dois CDs "Masterpieces" que lancei há um certo tempo e toda a influência desse gênero no "Peças de Bravura'.

Quer uma prova? Que tal essa homenagem ao Paganini nessa música do "Bravura", chamada Paganiniana:

Espero que tenham curtido essa lista tanto quanto eu curti faze-la!

Abraços e para mais informações: www.deros.com.br

Imagem

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Os responsáveis são citados no texto. Não culpe os editores do Whiplash.Net. :-)

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?

Matérias relacionadas à matéria acima

Clóvis Eduardo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Paulo Finatto Jr: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Ben Ami Scopinho: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Maurício Gomes Angelo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rafael Carnovale: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Bruno Sanchez: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Marcos A. M. Cruz: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Eduardo Contro: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rodrigo Werneck: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rodrigo Simas: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Marcio Baraldi: os álbuns que marcaram o cartunista
Bruno Maia: os álbuns que marcaram o líder do Tuatha de Danann
Ummagumma: os álbuns que marcaram os redatores do site
Tato Deluca: os álbuns que marcaram o vocalista do Aclla
David DeFeis: os álbuns que marcaram o vocalista
Eric de Haas: os álbuns que marcaram o produtor
Haavard Holm: os álbuns que marcaram o lojista norueguês
Aquiles Priester: os álbuns que marcaram o baterista
Tommy Lindal: os álbuns que marcaram o guitarrista
Daniel Piquê: os álbuns que marcaram o músico
Tom Englund: os álbuns que marcaram o vocalista do Evergrey
Eddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentador
Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista
Nando Mello: os álbuns que marcaram o baixista do Hangar
Jeff Scott Soto: os álbuns que marcaram o vocalista
Overkill: os discos que mudaram a vida de Bobby Blitz
Psychotic Eyes: 10 álbuns que marcaram Dimitri Brandi
Kappa Crucis: 10 álbuns que marcaram o batera Fábio Dória
Uganga: os álbuns que marcaram o vocalista Manu Joker
Slippery: os álbuns que marcaram o vocalista Fabiano Drudi
Thiago Bianchi: os álbuns que marcaram o vocalista
Imagery: Os 10 álbuns que marcaram Joceir Bertoni
Hellish War: os álbuns que marcaram o baixista JR
Rosa Tattooada: os álbuns que marcaram o líder do grupo
Amazon: 10 álbuns que marcaram Renato Angelo
Kappa Crucis: os 10 discos que marcaram Gerson Fischer
Hellish War: 10 álbuns que marcaram Daniel Job
Malefactor: Os discos que marcaram Lord Vlad


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Melhores e Maiores
Todas as matérias sobre "Marcos de Ros"
Todas as matérias sobre "Akashic"

Marcos De Ros: "Funiculi" instrumental e Street Market
Marcos De Ros: vídeo da Sinfonia No.5 de Beethoven
Paulo Schroeber: "Ele era um super-herói" diz Marcos De Ros
Marcos De Ros: confira o improviso "Relax"
Marcos De Ros: "Jaws", o novo clipe do guitarrista
Marcos De Ros: a participação na Mostra Música Daqui
Marcos De Ros: indicado pra Melhor Instrumentista no Açorianos
Marcos De Ros: Funiculi, Funiculà com o tenor Giovanni Marquezeli
Marcos De Ros: novo videoclipe, "Fígaro-Largo al Factotum"
Marcos De Ros: O fantástico mundo de De Ros
Marcos de Ros: Disco duplo instrumental do guitarrista
Marcos De Ros: agradecimentos e novos projetos para 2014
Marcos De Ros: o conflito entre Técnica x Feeling
Marcos De Ros: como lidar com críticas e "haters"
Marcos De Ros: vídeo "Making of" da sessão de fotos Eagle

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Emanuel Seagal

Descobriu o metal com clássicos como Iron Maiden e Black Sabbath. Hoje em dia, entre outros gêneros musicais, e sem se limitar a rótulos, ouve principalmente doom, viking e folk metal. Sempre que possível está em busca de novas bandas que tenham algo a transmitir alem de clichês, e mesmo em meio a tantas novidades não dispensa pérolas como o bom e velho Candlemass. Acompanha o Whiplash! desde os primórdios, tendo iniciado sua vida de internauta no mesmo ano de criação do site (1996). Há algum tempo está envolvido com metal, seja trabalhando com eventos, bandas, gravadoras ou imprensa, na tentativa de contribuir de alguma forma para o crescimento desse que é um dos segmentos mais apaixonantes da música, o metal.

Mais informações sobre Emanuel Seagal

Mais matérias de Emanuel Seagal no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas