Rodrigo Simas: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Rodrigo Simas: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net


  | Comentários:

Acabei de receber um e-mail pedindo para escrever alguma coisa pra essa sessão. Na hora me empolguei, mas quando parei pra pensar, é realmente bem difícil definir os álbuns que mais marcaram minha vida. Tentei focar nos discos que mais me influenciaram, que abriram novas portas, ou até mesmo que me fizeram enxergar a música de outro ponto de vista.

Acho que comecei como muitos da minha geração, e embora alguns não assumam, Guns ‘n’ Roses foi um marco na vida das pessoas que nasceram por volta de 78-79 e tiveram a sorte de acompanhar o início da banda americana. Depois do interesse inicial pelo rock, a coisa deslanchou e surgiram na minha vida Iron Maiden, Metallica, Megadeth e Rush.

Imagem
Guns ‘n’ Roses – Appetite For Destruction

Seria uma mentira deslavada não citar esse disco como o primeiro da lista. Um clássico. O mais legal é saber que na época que eu comecei a ouvir música e não tinha idéia do que era isso, já achava o Apetite bom demais. E hoje, depois de quase 20 anos, continuo achando.

Imagem
Iron Maiden – Seventh Son of a Seventh Son

Assim como o Guns, dei sorte com o Iron Maiden. E também não mudei minha opinião sobre o CD: continua sendo até hoje o melhor da Donzela. Talvez seja o disco que mais ouvi na minha vida, junto com pouquíssimos outros.

Imagem
Megadeth – Rust In Peace

Outro que mantém o posto até hoje. Fico imaginando o real impacto que Holy Wars deve ter feito na minha cabeça aos 11 anos de idade. Devia ser obrigatório para crianças nessa idade.

Imagem
Rush – Exit... Stage Left

O Rush talvez tenha sido, na época, a banda que mais abriu minha cabeça para o que era música. A variedade das composições, a musicalidade, o instrumental, tudo me fascinava. E ainda me fascina.

Imagem
Jethro Tull – Aqualung

O Jethro foi a primeira banda que me fez prestar maior atenção nas letras. E se o Aqualung não fizer você pensar, dificilmente algum outro vai fazer.

Imagem
Helloween – Keeper Of The Seven Keys part.2

Fui apresentado à música dos Alemães por um amigo que me mostrou o Live In the UK. Preciso dizer que esse também mantém o posto até hoje? Era o auge da banda e tempos que não voltam mais. Ficou a lembrança.

Imagem
Dream Theater – Image and Words

Quando esse CD foi lançado, o Dream Theater virou febre entre todos meus amigos. Achei que ia cansar, mas não foi o que aconteceu. Não é meu preferido deles, mas foi o que mais marcou, e o que mais influenciou meu gosto para o que viria em seguida.

Imagem
Skyclad – The Wayward Sons Of Mother Earth

Poucos conhecem a fundo a carreira do Skyclad. Posso dizer que sou um felizardo. Lembro que ouvi pela primeira vez esse CD numa fita K7, e foi o suficiente. Martin Walkyier é um dos melhores e mais inteligentes letristas que o mundo já viu.

Imagem
Dave Matthews Band – Before These Crowded Streets

A partir de 1988-1999 minha noção do que era música mudou completamente, graças a esse CD e a essa banda. Facilmente o disco mais importante da minha vida. Com ele percebi que música é muito mais que um estilo musical pré-determinado e o que é ser artisticamente livre. E isso é raríssimo.

Imagem
Lenine – Na Pressão

Lenine abriu minha cabeça para a música brasileira. Me mostrou que há muita coisa boa sendo feita por aqui. É saber procurar. Como o próprio canta, é preciso ter paciência.

Depois disso, a partir de 2000, outras bandas me marcaram, outros CDs, outras experiências. Tentei organizar os CDs até um certo momento da minha vida, mas não poderia deixar de pelo menos citar alguns (não que eu considere os melhores de cada banda, mas sim os que mais me marcaram – tentando ainda descrever em ordem cronológica do que fui conhecendo e ouvindo):

Metallica – ... and Justice For All
Led Zeppelin – IV
Deep Purple – Made In Japan
Black Sabbath – Vol. 4
Queen – A Night at The Opera
Fates Warning – Awaken The Guardian
Annihilator – Never, Neverland
Queensryche – Operation Mindcrime
Pink Floyd – Dark Side Of The Moon
The Gathering – Nightime Birds
Rage – Trapped!
Black Crowes – Southern Harmony and Musical Companion
Radiohead – Ok Computer
Ben Harper – Burn to Shine
Béla Fleck and The Flecktones – Left Of Cool
Chico Buarque – Construção
Los Hermanos – Bloco do Eu Sozinho
Moska – Tudo Novo de Novo
Jeff Buckley – Grace
System Of a Down – Toxicity
Peter Gabriel – Growing Up
Muse – Absolution
Jazon Mraz – Mr. A to Z
Fiona Apple – Extraordinary Machine

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?

Matérias relacionadas à matéria acima

Clóvis Eduardo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Paulo Finatto Jr: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Ben Ami Scopinho: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Maurício Gomes Angelo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rafael Carnovale: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Bruno Sanchez: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Marcos A. M. Cruz: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Eduardo Contro: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rodrigo Werneck: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Marcio Baraldi: os álbuns que marcaram o cartunista
Bruno Maia: os álbuns que marcaram o líder do Tuatha de Danann
Ummagumma: os álbuns que marcaram os redatores do site
Tato Deluca: os álbuns que marcaram o vocalista do Aclla
David DeFeis: os álbuns que marcaram o vocalista
Eric de Haas: os álbuns que marcaram o produtor
Haavard Holm: os álbuns que marcaram o lojista norueguês
Marcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista
Aquiles Priester: os álbuns que marcaram o baterista
Tommy Lindal: os álbuns que marcaram o guitarrista
Daniel Piquê: os álbuns que marcaram o músico
Tom Englund: os álbuns que marcaram o vocalista do Evergrey
Eddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentador
Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista
Nando Mello: os álbuns que marcaram o baixista do Hangar
Jeff Scott Soto: os álbuns que marcaram o vocalista
Overkill: os discos que mudaram a vida de Bobby Blitz
Psychotic Eyes: 10 álbuns que marcaram Dimitri Brandi
Kappa Crucis: 10 álbuns que marcaram o batera Fábio Dória
Uganga: os álbuns que marcaram o vocalista Manu Joker
Slippery: os álbuns que marcaram o vocalista Fabiano Drudi
Thiago Bianchi: os álbuns que marcaram o vocalista
Imagery: Os 10 álbuns que marcaram Joceir Bertoni
Hellish War: os álbuns que marcaram o baixista JR
Rosa Tattooada: os álbuns que marcaram o líder do grupo
Amazon: 10 álbuns que marcaram Renato Angelo
Kappa Crucis: os 10 discos que marcaram Gerson Fischer
Hellish War: 10 álbuns que marcaram Daniel Job
Malefactor: Os discos que marcaram Lord Vlad


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Melhores e Maiores

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Rodrigo Simas

Designer, carioca e tricolor. Começou a ouvir música aos 11 anos, com Iron Maiden, Metallica e Rush. Tem como hobby quase profissional, a música. Além de produzir shows e eventos, trabalhou por 5 anos em loja especializada em Heavy Metal, e já escreveu para alguns sites e revistas de música. Hoje escuta de tudo um pouco, e cada vez mais descobre que existem apenas dois tipos de música: a boa e a ruim, independente do estilo. Bandas e artistas favoritos: Dave Matthews Band, Peter Gabriel, Rush, Iron Maiden, Led Zeppelin, Ben Harper, Radiohead, System of a Down... e a lista continua…

Mais informações sobre Rodrigo Simas

Mais matérias de Rodrigo Simas no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas