Rafael Carnovale: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Rafael Carnovale: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net


  | Comentários:

Estes albuns abaixo são muito especiais para mim. Não são nem de longe os dez melhores do rock/metal/punk, mas foram os 10 que me ajudaram a formar o meu gosto musical e a entender cada estilo que apresentavam. Faltaram álbuns? Faltaram bandas? Com certeza... mas eu vejo que nestes álbuns surgiram as primeiras pontes para que eu pudesse curtir metal e hard-rock do mesmo jeito que curtia o punk na minha adolescência. Antes de tudo, citei aqueles que mexeram comigo de maneira contundente. Se fosse fazer a lista completa acho que não teria entregue até agora.

Imagem
Ultraje a Rigor – Nós Vamos Invadir Sua Praia!

Foi numa festa de aniversário quando eu tinha uns 10 anos. O aniversariante ganhou esse disco (em 1984 ainda tinha vinil!) e tocou direto... eu achei super legal porque era um rock básico, fácil de escutar, e muito bem humorado. Me lembro de ter comprado logo depois e ficar ouvindo direto esse álbum. Anos depois assisti a banda ao vivo, mas não tinha o mesmo impacto, nem “MaryLou” era a mesma!

Imagem
Toy Dolls – Wakey, Wakey!

Eu tinha um amigo que era meio maluco (ainda é). Ele chegou um dia na sala de aula (nisso eu tinha 13 anos) e falou “achei a maior banda do mundo!”. Me mostrou em seguida um K7 com esse disco, que tratei de copiar rapidamente. Foi meu primeiro contato com o punk-rock, e foi com classe, porque o OLGA é um senhor guitarrista. Ouvi, amei a banda, e ainda ouço até hoje.

Imagem
Ramones – Ramonesmania

Era a época do punk. Me lembro que tinha uma loja aqui em Niterói (RJ) e eu comprava os discos que queria por lá mesmo. O cara me indicou Ramones, e eu comprei o “Brain Drain” (que tinha “Pet Semetary”). Mas logo depois comprei esse. Trinta porradas ramonicas em sequência... haja pescoço. Um dos grandes arrependimentos que tenho é nunca ter visto um show do Ramones... foram tantas chances. Minha banda favorita de todos os tempos.

Imagem
Faith No More – The Real Thing

O “vírus” do Rock In Rio II chegou em 1991, e eu acabei indo no famoso dia 20, que tinha Guns n’Roses, Billy Idol e Faith No More como bandas internacionais (Titãs e Nenhum de Nós faziam a parte nacional). A banda de Mike Patton (que estreava naquela época) me cativou, e o curioso é que uma das faixas que eu menos curti foi a mega-tocada-ouvida-espalhada “EPIC”. Foi um showzaço, que eu veria de novo no Maracanãzinho no mesmo ano.

Imagem
Guns And Roses – Appetite For Destruction

Não há como negar que estamos diante de um puta álbum. “Welcome To The Jungle”, “It’s So Easy”, “Mr. Brownstone” e outras faziam deste um disco indispensável para quem curtia o hard-rock (a expressão viria depois). Axl Rose e trupe chamavam atenção pelas besteiras que faziam, mas ainda tinha espaço para a música, coisa que eles andam devendo.

Imagem
Iron Maiden – Fear Of The Dark

Admito que o heavy metal entrou meio tarde em minha vida, mas pelo menos foi com um bom CD (já tinha o CD!), que um amigo meu comprou quando eu tinha uns 18 anos. Logo depois tratei de comprar para mim, e aos poucos fui conhecendo a discografia monstruosa do maiden, mas esse foi o marco zero. Alguns meses depois puder ver o Maiden na turnê do “Fear Of The Dark” e foi um showzaço.

Imagem
Helloween – Master Of The Rings

O mais legal de descobrir um estilo é que ele te faz ir a fundo dentro do mesmo e vários nomes bons aparecem para você escutar. O Helloween foi um deles. Comprei este CD mais por curiosidade, porque era o primeiro com Andi Deris e Uli Kusch na formação. “Soul Survivor”, “Why?” e “Mr. Ego” mostraram uma banda forte e revigorada. Graças a este CD pude conhecer os Keepers logo depois... já valeu a pena.

Imagem
Metallica – ... And Justice For All

Mesmo com o vídeo de “One” passando exaustivamente na MTV, nunca me liguei quando via os discos/CD’s do Metallica nas lojas ou com amigos. Mas um dia resolvi aproveitar uma grana extra (o primeiro décimo-terceiro), e comprei este CD, junto com o “Somewhere In Time” do maiden. Ganhei dois puta CD’s, um que é até hoje o meu favorito do maiden e este monstro pesado do thrash metal.

Imagem
Titãs – Titanomaquia

“Será que é isso que é eu necessito?”. Sempre ouvi os Titãs de um jeito ou de outro, mas nunca me liguei em ter algo deles. Essa música me mostrou uma banda diferente. Até engolia as caras de mau meio marketeiras que os caras faziam (porque de “Bad Boys” eles nunca tiveram nada), mas o CD é foda. Assim como boa parte da discografia deles.... hoje escuto até uns CD’s mais pop que eles fizeram nos anos 80.

Imagem
Motorhead – March Or Die

“Hellraiser” foi um hit do Motorhead. E me deixou curioso de escutar essa banda da qual eu só conhecia o famoso quebra-quebra do show no Rio de Janeiro em 1989 (to certo?). Comprei o LP e adorei. Sensacional escutar “Too Good To Be True”, “Stand” e a balada “Ain’t No Nice Guy” (com Ozzy Osbourne). Hoje escuto muito Motorhead, uma de minhas bandas favoritas.

Os 10 que não entraram por falta de espaço, mas que merecem citação:

Slayer – Divine Intervention
Ministry – Psalm 69
AC/DC – Back In Black
Motley Crue – Dr. Feelgood
Scorpions – World Wide Live
Stratovarius – Episode
Living Colour – Time’s Up
Sepultura – Arise
Rage – XIII
Judas Priest - Painkiller

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Matérias relacionadas à matéria acima

Clóvis Eduardo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Paulo Finatto Jr: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Ben Ami Scopinho: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Maurício Gomes Angelo: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Bruno Sanchez: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Marcos A. M. Cruz: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Eduardo Contro: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rodrigo Werneck: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Rodrigo Simas: os álbuns que marcaram o redator do Whiplash.Net
Marcio Baraldi: os álbuns que marcaram o cartunista
Bruno Maia: os álbuns que marcaram o líder do Tuatha de Danann
Ummagumma: os álbuns que marcaram os redatores do site
Tato Deluca: os álbuns que marcaram o vocalista do Aclla
David DeFeis: os álbuns que marcaram o vocalista
Eric de Haas: os álbuns que marcaram o produtor
Haavard Holm: os álbuns que marcaram o lojista norueguês
Marcos De Ros: os álbuns que marcaram o guitarrista
Aquiles Priester: os álbuns que marcaram o baterista
Tommy Lindal: os álbuns que marcaram o guitarrista
Daniel Piquê: os álbuns que marcaram o músico
Tom Englund: os álbuns que marcaram o vocalista do Evergrey
Eddie Trunk: os álbuns que marcaram o apresentador
Andreas Kisser: os álbuns que marcaram o guitarrista
Nando Mello: os álbuns que marcaram o baixista do Hangar
Jeff Scott Soto: os álbuns que marcaram o vocalista
Overkill: os discos que mudaram a vida de Bobby Blitz
Psychotic Eyes: 10 álbuns que marcaram Dimitri Brandi
Kappa Crucis: 10 álbuns que marcaram o batera Fábio Dória
Uganga: os álbuns que marcaram o vocalista Manu Joker
Slippery: os álbuns que marcaram o vocalista Fabiano Drudi
Thiago Bianchi: os álbuns que marcaram o vocalista
Imagery: Os 10 álbuns que marcaram Joceir Bertoni
Hellish War: os álbuns que marcaram o baixista JR
Rosa Tattooada: os álbuns que marcaram o líder do grupo
Amazon: 10 álbuns que marcaram Renato Angelo
Kappa Crucis: os 10 discos que marcaram Gerson Fischer
Hellish War: 10 álbuns que marcaram Daniel Job
Malefactor: Os discos que marcaram Lord Vlad


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Melhores e Maiores

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Rafael Carnovale

Nascido em 1974, atualmente funcionário público do estado do Rio de Janeiro, fã de punk rock, heavy metal, hard-core e da boa música. Curte tantas bandas e estilos que ainda não consegue fazer um TOP10 que dure mais de 10 minutos. Na Whiplash desde 2001, segue escrevendo alguns desatinos que alguns lêem, outros não... mas fazer o que?

Mais matérias de Rafael Carnovale no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas