Chaos Synopsis: "O lugar de uma banda é na estrada"

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vicente Reckziegel, Fonte: witheverytearadream
Enviar correções  |  Comentários  | 

Imagem
Chaos Synopsis: capa e tracklist do novo álbum Gods of ChaosSeparados no nascimento: Nicko McBrain e Dolph Lundgren

O Chaos Synopsis é uma das principais bandas de Metal Extremo da atualidade, mantendo um alto nível em seus mais recentes discos, como em Art of Killing (2013), Seasons of Red (2015), e o Split com a banda Terrordome, “Intoxicunts” (2016)

Para falar sobre o atual momento da banda, os planos futuros do Chaos e sobre o mundo da música em geral, realizei esta entrevista com o Vocalista/Baixista Jairo Neto. Confiram o trabalho da banda, e entenda o porquê os mesmos são uma das melhores bandas de Death/Thrash Metal do Brasil...

Vicente - O Chaos Synopsis foi formado em 2005. Quais as lembranças da época de formação da banda e como você avalia a sua trajetória ate o momento?

Jairo Neto: tenho muitas lembranças boas, no começo era um monte de moleques querendo tocar rock e ir pra tudo que é lugar, algo que ainda não mudou muito. A diferença agora é que somos mais experientes, já rodamos o Brasil e Europa algumas vezes, lançamos três álbuns e já estamos quase batendo a marca de 200 shows feitos nesse tempo todo.

Vicente - “Seasons of Red”, o mais recente álbum da banda, foi lançado em 2015. Como vocês avaliam o resultado alcançado por este disco, que colecionou resenhas positivas tanto no Brasil como no exterior?

Jairo: “Seasons” trouxe novidades com a inclusão de mais melodias e ainda assim acabou saindo mais pesado que os antecessores, esse foi dos pontos mais comentados nos reviews. Conseguimos atingir mais gente, o álbum foi lançado no Brasil e teve relançamento no exterior pela Concreto Records, além de uma grande quantidade de shows. Ele só fez elevar o nome da banda ainda mais.

Imagem

Vicente - No início de 2016 vocês lançaram um split junto com a banda polonesa Terrordome, o “Intoxicunts”. Como surgiu essa ideia?

Jairo: Todas as três vezes que fomos para a “gringa” fizemos shows com os Terrordome e acabamos ficando muito amigos. No meio de uma conversa, o Uappa (vocal/guitar) deles falou dessa ideia e aceitei na hora. O tenso foi que tínhamos dois meses pra compor as músicas, gravar e finalizar para que o split ficasse pronto para a tour deles aqui no Brasil.

Vicente - Em “Intoxicunts” vocês gravaram um cover do Metallica (de Damage Inc.). Qual a influência deles em sua sonoridade e o que acharam do novo disco da banda?

Jairo: Metallica é influência de 10 entre 10 bandas que tocam Thrash, todos nós ouvíamos muito quando éramos mais novos e continuamos ouvindo até hoje, inegável a importância deles para o cenário musical e também para nós como músicos. Gostei muito do que ouvi no CD novo, além da ideia genial de gravar um clipe para cada som, mostrando que o audiovisual pode ser o futuro para todo gênero musical.

Imagem

Vicente - E podemos esperar um novo lançamento do Chaos Synopsis para 2017? Quais os planos futuros da banda?

Jairo: já estamos em estúdio gravando o sucessor de “Seasons of Red”, que tem previsão para ser lançado em abril, durante nossa nova tour na Europa. Acompanhem as notícias.

Vicente - Vocês já tiveram a oportunidade de tocar várias vezes no exterior. Qual acredita ser a principal diferença de tocar lá fora e no Brasil. Em que parte acha que ainda temos de avançar para fazer um trabalho verdadeiramente profissional?

Jairo: uma das coisas mais legais é rolarem shows praticamente todos os dias, e a galera comparecer, já produzi show aqui no Brasil dia de semana e é algo complicado de fazer. Na primeira vez que fomos, a diferença de equipamento disponível para as bandas foi gritante pra mim, todo mundo lá tem equipamento foda e aqui você chegava nos locais e dava até medo (risos). Hoje em dia isso tem mudado e muitos produtores conseguem produzir um show legal com equipamentos bons.

Imagem

Vicente - Uma vez vocês falaram que o interesse da banda era fazer que nem nos anos oitenta, lançar discos de dois em dois anos, e assim mantendo o nome da banda sempre ativo. Acreditam ser viável essa proposta, já que o mercado musical mudou tanto desde aquela época?

Jairo: é um pouco difícil, mas é viável, depende um pouco da banda querer. Quando saímos pra shows, costumamos vender bastante merchan e isso gera dinheiro pra banda, que no nosso caso é reinvestido em mais merchan, propaganda e tal. Não da pra viver da música, mas da pra não gastar dinheiro, que pro nosso cenário, já é um ganho e tanto.

Vicente - Cite os cinco álbuns que marcaram sua vida, aqueles que não saem do seu aparelho de forma alguma.

Jairo: isso varia de tempos em tempos, mas dos preferidos posso citar:
- Behemoth – Demigod
- Iron Maiden – Piece of Mind
- Rotting Christ – Genesis
- Iced Earth – Horror Show
- The Offspring – Americana

Vicente - Por fim, deixem um recado para os fãs da banda e para todos aqueles que querem conhecer mais sobre o Chaos Synopsis

Jairo: fiquem de olho nas novidades vindouras, logo mais anunciaremos tudo sobre o novo álbum e novas datas de shows, porque lugar de banda é na estrada! Nos vemos no rock. Ouça nossa música gratuitamente no spotify e caso goste, compre conosco em nossa loja virtual.

http://chaossynopsis.loja2.com.br/

https://play.spotify.com/artist/4bEvW5G5byDd20C86z1P5y

Imagem

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Chaos Synopsis: capa e tracklist do novo álbum Gods of ChaosChaos Synopsis: confira a web série "Um dia de Corre" no SescChaos Synopsis: Não é só um álbum pesadoTodas as matérias e notícias sobre "Chaos Synopsis"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção EntrevistasTodas as matérias sobre "Chaos Synopsis"

Separados no nascimento
Nicko McBrain e Dolph Lundgren

Kiss
Como seria o último dia de Gene Simmons na Terra?

All Star
Converse lança tênis com pedal wah-wah embutido

Jack Black: "Nirvana foi a última grande banda do rock"Courtney Love: "Antes de morrer, Kurt odiava o Nirvana"Slash: A lição aprendida após espalhar que Paul Stanley era gayCarcass: frontman defende Babymetal das críticas dos puristasMetallica e Lady Gaga: Para quebrar a República da Geração MimimiTarja Turunen: vídeo da cantora no The Voice Finlandês

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online