Michael Kiske: vocalista fala sobre sua espiritualidade

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Michael Kiske: vocalista fala sobre sua espiritualidade

Traduzido por Vitor Chaves | Fonte: Metal Blast

  | Comentários:

Após o show do AVANTASIA em Amsterdã, em Abril de 2013, o site Metal Blast (www.metalblast.net) realizou uma entrevista descontraída com o cantor MICHAEL KISKE (AVANTASIA, UNISONIC, Ex-HELLOWEEN) onde se falou sobre diversos assuntos. O que se segue é o trecho no qual Michael Kiske fala sobre sua espiritualidade.

P.S.: Onde há NT lê-se “Nota do Tradutor”

Metal Blast: É uma hipocrisia no meio do metal. Eu sou agnóstico, então não tenho uma religião, mas se você disser que acredita em Cristo...

Michael Kiske: Eu acredito.

MB: Tudo bem, deixe-me finalizar (risos). Se você disser que acredita em Cristo, as pessoas reagirão, “Oh, seu estúpido, você acredita em um amigo imaginário”, mas se você disser que acredita em Satanás, eles dirão, “Oh, tudo bem!”.

MK: (risos)

MB: É uma coisa completamente ridícula…

MK: Existe um seriado americano chamado “I Survived: Beyond and Back”. São entrevistas com pessoas que foram clinicadas mortas, que deixaram seus corpos e estiveram no outro lado. Eles viram anjos, demônios e todas estas coisas. Eles encontraram Cristo, ele está lá, ele não é uma ilusão, você tem que encontrar o caminho. Eu não ligo para religiões. Eu não ligo para a Igreja, mas o lado espiritual da nossa existência é um fato e você precisa encontrar um caminho para isso. Não estou te dizendo em quê acreditar. Eu não digo a ninguém em quê acreditar, mas agnosticismo significa apenas que você desistiu, que você abandonou a verdade. Você precisa encontrar um caminho. Confira este seriado, são pessoas sendo entrevistadas sobre o que elas experimentaram e muitas encontraram Cristo, ele não é uma ilusão, ele é real, ele é o Segundo Logos. Eu não posso explicar isso agora... [NT: “Segundo Logos”: doutrina da Antroposofia] Mas o materialismo significa que cortamos o mundo espiritual, é tudo o que significa. Agnosticismo significa que cortamos o mundo espiritual, e isto é você ou qualquer pessoa que é agnóstica. Não importa, você escolhe quem deseja ser, você escolhe para onde quer ir.

MB: Eu acho que há um equívoco aqui. Agnosticismo se refere à posição que a existência ou a não existência de Deus está além da compreensão humana.

MK: Oh, mas ele existe, ele realmente existe. É por isso que você está aqui. Você veio dele e você retornará para ele.

MB: Não se sinta ofendido por isto mas Nietzsche disse que “Um passeio casual através de um hospício mostra que a fé não prova nada." [NT: citação simplificada do livro O Anticristo]

Imagem

MK: Fé? Claro. Eu não estou falando sobre fé. Quando você assistir aquela série, as pessoas as quais eles entrevistaram tiveram experiências enquanto tiveram um infarto, quando seus cérebros estiveram parados, algumas vezes por horas. Eles deveriam ter danos cerebrais totais, mas não tiveram. Isto são apenas fatos, e estas pessoas, quando você conferir estas entrevistas que eles gravaram, não todo caso, mas a maioria deles, os mais interessantes, você poderá realmente ver que não é explicável em nenhum outro modo a não ser que a alma se separou do corpo. Eles contam coisas que eles não poderiam saber, porque estas coisas aconteceram em outro quarto. Discussões que eles tiveram, instrumentos que foram usados, eles viram tudo e puderam contar tudo o que aconteceu em detalhes.

MB: Você acha que ser uma pessoa de fé...

MK: Eu não sou uma pessoa de fé. Eu sou uma pessoa espiritual.

MB: OK… Acreditar em Jesus é fé.

MK: Não. Eu sei. Eu o conheço. Você pensa que é fé.

MB: Não estou dizendo que você está errado, apenas que acreditar em Jesus é fé, e não fato.

MK: Não, isto é um fato. Isto é tipicamente agnóstico. Você não sabe, eu sei.

MB: Não é agnóstico. Até a igreja diz que é fé.

MK: O limite da sua mente não é o fim do limite do mundo. Eu conheço pessoas que podem vê-lo (Jesus). Eu conheço pessoas que veem anjos. O que você pensa que eles são? Loucos?

MB: Muito provavelmente, sim.

MK: Viu? Isto é arrogante. Pois o teu limite mental não é o limite do mundo, mas é isto o que você está fazendo.

MB: Eu não estou tentando ofender...

MK: Não se preocupe, você não está.

MB: Mas você tem que entender que se eu te dizer que ao meu lado está um unicórnio...

MK: (risos). Não é sobre isso que estou falando. Apenas imagine: nós temos olhos físicos, onde podemos ver coisas físicas. Mas imagine que há outros órgãos em você, outros olhos os quais você pode treinar para ver outras coisas. Até mesmo a física hoje sabe que há outras dimensões que não são físicas. Fala-se em até 11 dimensões na física [NT: string theory], que existem mas não são físicas.

MB: Até mesmo a igreja católica, quando eles falam sobre isso...

MK: Eles são muito materialistas.

MB: Todo o Cristianismo...

MK: Eu não acho que eles são cristãos.

MB: O quê? Cristianismo é definido pela crença em Cristo como o filho de Deus.

MK: E ele é. Ele é o Segundo Logos.

MB: Tudo bem, mas isto seria o requisito para ser cristão.

MK: Não necessariamente. Eu honestamente penso que você não precisa crer em nada. Se você realmente quer saber, você pode saber. Seus olhos podem ser abertos e você pode ver estas coisas.

MB: Você está parecendo Tom Cruise quando ele fala sobre a Cientologia.

MK: Cientologia é lixo (risos).

MB: “Você sabe porque você tem que saber”

MK: Você é o exemplo perfeito de alguém que está preso na visão materialista de olhar as coisas, e você pensa que quem diz qualquer coisa diferente, algo que você não compreende, é loucura.

MB: Nós vivemos em um mundo material...

MK: Isto é o quê você vê.

MB: ...e eu sou uma garota material [NT: o entrevistador é homem]

MK: (risos). Você também é um espírito, e você apenas esqueceu de onde você veio. Lembre-se minhas palavras: quando você morrer, assim que você deixar teu corpo, você verá que todas estas coisas são verdadeiras.

MB: Vamos fazer um acordo.

MK: OK!

MB: Se você morrer antes de mim...

MK: Sim, provavelmente eu vou (risos).

MB: …você terá que voltar e me dizer, “você estava errado”.

MK: Mas e se as pessoas tentam, mas você não pode ouví-las? Porque seus sentidos estão fechados. Você precisa desenvolver certos sentidos para abrí-los. É como a matemática. Você não pode começar aprendendo com a alta matemática, você deve começar simples, na escola. É a mesma coisa com as coisas espirituais. Você tem que desenvolver certos pensamentos, certos órgãos para ser capaz de compreender estes tipos de coisas. Não é algo que voccê pode simplesmente julgar assim.

MB: Eu respeito pessoas de fé... ou “de fato”, com você preferir, mas...

MK: Eu posso te dar um nome. Eu posso te dar um nome onde você pode aprender que isto não é fé. Rudolf Steiner. Você já ouviu sobre ele? O mais interessante é que ele estudou ciências da natureza, assim ele estava capacitado para expressas certas coisas em termos científicos. Ele escreveu os livros “Verdade e conhecimento” (“Wahrheit und Wissenschaft,”) e “A filosofia da liberdade” (“Die Philosophie der Freiheit,”). São livros de filosofia, mas abrem a porta para o lado espiritual. Não conheço alguém que tenha feito algo semelhante a ele, com a força para compreender o mundo espiritual que é o próximo passo e que o materialismo não tem sentido. Se você realmente estudar ciências naturais com a mente aberta, você verá o Espírito em tudo. Não há evolução, não haveria nem ao mesmo pensamento.

MB: Você não acredita na evolução?

MK: Claro que acredito. Não haveria nenhuma evolução sem a espiritualidade.

MB: Então você acredita em evolução.

MK: CLARO! Esqueça aquele lixo que acontece na América. Não sou como eles. Claro que a evolução é real.

MB: Era uma questão importante!

MK: Evolução é como Deus cria as coisas.

MB: Eu estudei em uma escola católica e quando perguntávamos ao nosso professor como Gênesis e Evolução coexistiam ele respondia, “Bem, foi assim que Deus fez”

MK: Estes criacionistas na América... ambos os lados são ignorantes. As ciências materialistas são ignorantes porque ignoram o lado espiritual de nossa existência e as pessoas religiosas são ignorantes porque ignoram o lado físico. O ponto é que não haveria evolução sem estas forças inteligentes espirituais que evoluem. Se não houvesse espiritualidade haveria apenas pedaços de pedras mortas nos cosmos e não haveria evolução. Eu não estaria aqui e você também não. Ambos os lados são reais. São dois lados e uma moeda. O lado físico e o lado espiritual.

MB: ...

MK: (risos)

MB: Eu quero continuar, mas não consigo deixar este tema. Eles repetiram a mesma energia do Big Bang.

MK: O Big Bang é um fato, sim.

MB: Quero dizer que ele poderia acontecer sem a intervenção celestial.

MK: Sim... é o que você pensa! O mundo materialista não faz sentido algum. Se você cavar profundamente a matéria, no final você terá átomos e elétrons voando... no final há apenas energia, que é tudo o que resta no fim.

MB: Você acha que estes assuntos te confrontam no meio do metal?

MK: Eu não me importo.

MB: Independente do que você se importa, assim como eu mencionei antes que há uma hipocrisia na religião, você acha que os fãs te veriam diferente se você é aberto, que agora você é, sobre suas crenças?

MK: Eu sempre foi aberto. Não acredito que nada disso tenha mudado. Eu li muito durante os 17 que estive fora. Eu lidei com filosofia, ciências naturais e todos estes assuntos. Eu tinha um grande anseio por estes assuntos, afinal eu não acredito em prejuízos, eu não acredito em pessoas que têm respostas prontas e não procuram por outras respostas. Eu lidei com estes temas por anos, eu tive tempo para estudá-los, o dia todo. Isto mudou, agora tenho muito mais a dizer sobre estes assuntos, mas o meu olhar na vida e meu modo de me aproximar das coisas não mudou. Eu não penso que algo mudou.

MB: Foi interessante no ano passado no “Bloodstock Open Air”, um festival no Reino Unido, quando eu entrevistei uma banda sueca de black metal chamada WATAIN, conhecida por ser satânica. Eu perguntei ao Erik, o vocalista, se ele acreditava em Deus, ele disse que sim, então perguntei o porquê que ele escolheu adorar ao demônio.

MK: Sim, é estranho.

MB: Não há diferença entre acreditar em Deus ou Satã.

MK: Ambos são reais.

MB: A meu ver, não há diferença.

MK: Claro, eles são seres espirituais.

MB: Eu fiquei como, “Cara, a única fonte que temos sobre este assunto é a Bíblia e a Bíblia é muito clara em dizer que ele é o cara mau!”

MK: Não é exatamente a única fonte.

MB: Para o cristianismo? Sim. A Bíblia e os Evangelhos Gnósticos.

MK: Mas isto é a igreja. Não identifique a Bíblia com a igreja.

MB: Realmente, não há “versão de diretor” da Bíblia.

MK: Eu acho que não. Honestamente, penso que houve mistérios em todas culturas por milhares de anos.

MB: Mas Jesus existiu 2000 anos atrás...

MK: Sim, isto foi o que a igreja forjou. A questão é que há muitas revelações. Você sabe como a Bíblia se formou?

MB: O Concílio de Trento? [NT: na verdade, o concílio em questão deve ser o Concilio de Nicéa]

MK: Veja, por exemplo, o Apocalipse. O autor (João) diz que teve uma visão, que viu algo espiritual e escreveu sobre isso. Como eu disse antes, isto é uma questão de abrir seus sentidos. Se você puder desenvolver certos sentidos espirituais, você poderá ver anjos, como naquela série da qual eu falei, onde as pessoas ficaram fora de seus corpos e de repente eles viram outras dimensões. E alguns deles não eram religiosos, eles não se preocupavam sobre estas cosas. Depois disso, eles se tornaram religiosos, pois viram estas coisas.

MB: Sobre o Apocalipse, acadêmicos interpretaram o simbolismo no livro. Por exemplo, o roxo era a cor do império romano...

MK: Eu não quero entrar neste assunto. Eu o mencionei para mostrar como ele (João) se envolveu com isso. Foi devido uma revelação. Há uma abertura espiritualizada e pode-se ver certas coisas, as quais são raras hoje em dia, pois temos uma mente racional. Mas, quanto mais voltamos na história, mais as pessoas tinham estes sentidos abertos. Agora nós olhamos para eles com arrogância como “Eles eram infantis, eles estavam fantasiando”, e coisas do tipo, mas eles não estavam. Toda a cultura egípcia, por exemplo, é uma cultura centrada na espiritualidade, em certas coisas que eles ainda veem. Se voltarmos à Zaratustra, na Pérsia, tudo era baseado nas informações espirituais. Se voltarmos à Índia, o que eles podiam ver era ainda mais alto. Você pode ver que regredimos em nossa evolução espiritual, a “queda do homem” [NT: do alemão, “Sündenfall“, i.e., o pecado original] diante do ver destes assuntos. Vamos supor que estaríamos no paraíso, de alguma forma, e que fossemos seres espirituais que caímos na dimensão física, perdemos toda nossa espiritualidade, tornamo-nos indivíduos. Esquecemos sobre Deus e agora deveríamos voltarmos para cima. Eu penso que é aí onde estamos. Depende de você, de mim e de cada indivíduo. Ninguém pode fazer isso por você. Se você quiser conhecer, se você quiser realmente saber, você encontrará as respostas. Se você tiver algumas perdas, se você quiser ser agnóstico, ateu ou qualquer coisa, isto é o que você será e assim é como você viverá e assim é como você morrerá. Mas cabe a você. Eu acredito honestamente que se você quiser conhecer, você pode. Eu acho que Cristo se referia a isso, quando disse que ao batermos à porta ele se abrirá. Quando você pergunta, você recebe respostas. Realmente é assim que acontece.

Traduzido por Vitor Chaves
Entrevista pela equipe Metal Blast
http://www.metalblast.net

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Michael Kiske"

Starchild: ouça faixa com participação de Michael Kiske
Michael Kiske: Helloween já tem um vocalista, se chama Andi Deris
Helloween: Kiske aceitaria reunião por 2 milhões de Euros?
Michael Kiske: cantando clássicos do Helloween em show de Natal
Michael Kiske: tocando clássicos do Helloween em turnê de Natal
Michael Kiske: a importância de Sammet no seu retorno ao Metal
Michael Kiske: elegendo suas faixas preferidas do Place Vendome
Rob Rock e Michael Kiske: em nova Opera Metal de Timo Tolkki
Place Vendome: Michael Kiske de volta ao melodic hard rock
Place Vendome: concorra ao novo álbum Thunder In The Distance
Place Vendome: assista clipe de "Talk To Me" com Michael Kiske
Helloween: O line up clássico nunca disse tudo o que gostaria
Helloween: do que Michael Kiske se arrepende?
Helloween: possível reunião só depende de Michael Kiske?
Separados no nascimento: Michael Kiske e Lord Varys (GoT)

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Vitor Chaves

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas