Yekun: desde que surgiu, com a proposta de nadar contra maré

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Yekun: desde que surgiu, com a proposta de nadar contra maré


  | Comentários:

O Yekun é aquele tipo de banda que desde que surgiu, em 2011, veio com a proposta da nadar contra a maré. Em meio a turbilhões e o caos que impera na brutalidade do Metal atual, aonde bandas insistem em soar cada vez mais agressivas, nem que pra isso seja preciso apelar para a desconexão, o Yekun produz uma sonoridade focada sim no peso, mas com um som mais arrastado, climático e psicodélico. Contando com JP Carvalho (vocal), Dio (guitarra), Gerson Camera (baixo) e Vlad (bateria), a banda vem divulgando seu 1º EP intitulado "Inside My Headache" e já se prepara para o debut. Falamos com JP e Vlad por e-mail sobre a divulgação do atual trabalho, conceitos e o futuro da banda. Confira nas linhas abaixo.

Imagem

Apesar de ser formada em 2011, ou seja, uma banda relativamente nova, o Yekun conta com músicos experientes. Fale-nos como a banda se formou e qual a experiência anterior de vocês na música pesada.

JP Carvalho: Exatamente, o Yekun se formou da vontade que tínhamos de partir para um som não tão rápido e com muito groove. Todo mundo aqui já tocou em algumas bandas. O Gerson já tocou no Noise, Spiral Zone e no Broken Heads com o (produtor) Ciero, eu vim de bandas como Inner Voices, RRRAICT TUFF!!!, Ódio Social, Heresia 666, o Dio Toca com mais de 400 bandas ao mesmo tempo, mas a prioridade dele é mesmo o Gritando HC. Já o Vlad e eu tocamos juntos em bandas Thrash nos anos 80/90, começamos a tocar juntos na verdade, e ele passou por diversas bandas, do eletrônico ao Death Metal, e hoje tem uma outra banda meio jazz, meio Rock também.

Como foi compor o EP "Inside My Headache"?

JP Carvalho: Um prazer incomensurável! Tudo ali saiu de forma rápida e espontânea, como tudo tem sido, aliás. Quando fizemos o Yekun tínhamos ideia do que queríamos, mas nada já pronto, fomos pro estúdio de ensaio e a primeira música que saiu foi Around, a primeira no "Inside My Headache", de pronto, em duas horas essa música estava como é no EP.

Há muitas bandas hoje em dia que já optam por gravar um álbum oficial logo de cara, sem lançar nenhum tipo de material demo ou EP. Tudo isso devido às facilidades que a tecnologia nos proporciona hoje me dia. Vocês optaram por gravar um EP com produção profissional e tudo. Por que essa opção e qual a importância a banda vê nesse tipo de trabalho?

JP Carvalho: Queríamos algo que mostrasse às pessoas o que é o Yekun, não adianta você dizer para uma pessoa que sua banda soa de uma determinada forma, tem que ter algo para mostrar. Então optamos por gravar esse EP e disponibilizá-lo gratuitamente na internet, foi um investimento alto para esse tipo de trabalho, mas um investimento muito maior na imagem da banda e claro, com a qualidade que exigimos de nós mesmo.

Vlad: Acredito que um EP ou um single seja bastante funcional sim para uma banda mostrar seu trabalho inicialmente. Apesar de termos mais material, nós queríamos mostrar o que é o Yekun. Não podíamos e queríamos abrir mão da qualidade que desejávamos para nós e para quem fosse ouvir o trabalho. E o Yekun, para nós, é a expressão de nossos sentimentos. Nós buscamos nos expressar de forma franca, transparente. Nada mais justo, então, que este trabalho fosse colocado para download gratuito, de uma forma livre.

Aliás, "Inside My Headache" foi produzido pelo mago Ciero, no DaTribo Studio. Como chegaram até Ciero e como foi trabalhar com ele?

JP Carvalho: Ciero é um amigo antigo do Gerson e do Dio, já sabíamos da qualidade do seu trabalho. Pesquisamos outros estúdios, mas todos os caminhos nos levaram direto para o DaTribo, até porque queríamos uma produção orgânica e com muito peso.

Vlad: A escolha do estúdio e do Ciero esta totalmente ligada ao que buscávamos como resultado final. O que desejávamos é que o som fosse o mais fiel possível à banda, que o resultado espelhasse nossos sentimentos ao criar as músicas no Yekun. Queríamos algo orgânico, humano, pesado, climático, verdadeiro, o que nos levou naturalmente a buscar métodos de gravação analógica.

A sonoridade do Yekun prioriza a cadência no andamento, mas possui muito peso com influência de Metal e algo de experimental psicodélico que segue uma linha do Rock clássico setentista. Como você definiria o som da banda?

Vlad: O Yekun realmente nasceu com a proposta de ser mais lento e mais climático. Todos na banda têm pontos em comum e pontos diferentes, seja em influências ou experiências. Mas um ponto a ressaltar é a amizade, a cumplicidade e a sinceridade. Isto permeia todo nosso trabalho. E o Yekun é como uma tela onde nós juntamos todos nossos sentimentos como se fossem cores e formas e nos expressamos livremente. Quando me perguntam como é o som do Yekun, eu digo que é pesado e verdadeiro.

JP Carvalho: Somos uma banda de Heavy Metal, ponto final! Essa é a idéia do Yekun e esse é o ponto em comum dos 4 cérebros que compõem a banda.

Fale-nos um pouco sobre a temática das letras, qual a importância que vocês vêem nas mensagens e o que vocês pretendem passar com elas.

JP Carvalho: Bom, antes de mais nada, é interessante dizer que eu e o Vlad monopolizamos tudo no que se refere a letras no Yekun (risos). Claro, se os caras escreveram alguma coisa, vai ser muito bem vindo, mas 100% delas são feitas por nós. Falar de temas é muito difícil já que no nosso som cabe tudo, histórias reais, ficção, pontos de vista, não somos limitados e nem limitamos nada, escrevemos o que vem na cabeça e uma hora ou outra vai estar em alguma música da banda.

Vlad: Um ponto importante e que procuramos praticamente sempre utilizar é que a forma como escrevemos não obriga ou leva o ouvinte/leitor a uma única forma de interpretação. Isto vai de encontro ao caráter livre que permeia os sons e a estética do Yekun. Pessoalmente, vejo isso como uma forma de reinterpretação, um caminho para que a pessoa possa ler nas entrelinhas, buscar o seu resultado, a sua visão. Não sou e não somos senhores da verdade ou portadores de soluções para as questões que estão aí, flutuando e interagindo na humanidade. Mas, posso dizer: "Ei! Olhem! Pensem..."

Como tem sido a repercussão de "Inside My Headache" tanto pela crítica quanto pelo público até então?

JP Carvalho: Cara! Tem sido muito além de todas as expectativas, minhas e de toda a banda. Todas as resenhas foram ótimas, a quantidade de downloads extrapolou muito, todas e quaisquer ideia que tivéssemos com relação a isso.

Vlad: Nós já estávamos realizados ao ouvir o trabalho final e ver que todas nossas expectativas haviam sido favoravelmente superadas e que o trabalho estava com a nossa cara, mas a resposta do público, da crítica foi tão grande e inesperada, que nos ficamos surpresos e imensamente felizes.

Há algo novo para o possível lançamento de um álbum completo? O que vocês podem nos adiantar sobre isso? Podemos esperar a mesma sonoridade do EP?

JP Carvalho: Sim, estamos planejando entrar em estúdio logo após o carnaval pra gravar um álbum completo, pode acontecer de demorar mais do que esperado, mas a ideia é lançar até novembro de 2013. Certeza que vai seguir a mesma linha do "Inside my Headache", vamos continuar gravando com o Ciero no DaTribo, mas, sinto que desta vez as músicas estão mais brutais, e em contrapartida mais climáticas.

Além disso, quais são os planos para 2013? Como está a agenda de shows?

JP Carvalho: Quando eu e o Vlad pensamos o Yekun a ideia era nem tocar ao vivo, seria só estúdio mesmo, mas além de vermos que existe sim um nicho para o Yekun no mercado da música pesada (nossa sessão de cordas quer muito tocar ao vivo) estamos tendo pedidos de tocar, então a gente meio que já abriu mão desse nosso lado Bathory.

Este espaço é para vocês deixarem uma mensagem aos leitores.

JP Carvalho: Eu gostaria de agradecer a todas as pessoas que de uma forma ou de outra nos motivam a seguir em frente. A reação das pessoas ao Yekun tem sido tão espetacular, tão acima da média que às vezes eu acho que tudo isso não passa de um sonho. A lista é imensa e agradecemos a todos mesmo de coração.

Vlad: Só temos a agradecer e para cada um que ouviu, apoiou, motivou. Se isso é um sonho... Obrigado, vocês ajudaram a transformar um sonho em realidade.

http://www.myspace.com/yekun
http://www.facebook.com/yekunmusic

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Yekun"

Heavy Metal On Line: Ricardo Batalha, Yekun e Delicta Carnis
Yekun: banda pronta para entrar em pré-produção no Da Tribo
Yekun: compondo sucessor de 'Inside My Headache'
Yekun: desde que surgiu, com a proposta de nadar contra maré
Yekun: resenhas positivas em veículos especializados
Yekun: disponibilizado making of de 'Inside My Headache'
Yekun: uma mistura de diversas influências
Yekun: mescla momentos de brutalidade e introspecção
Yekun: primeiro trabalho do grupo disponível para download
Yekun: gravações de primeiro EP finalizadas
Yekun: Capa, título e tracklist de novo EP são divulgados
Yekun: Banda pronta para entrar no estúdio DaTribo

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas