Germ: além do Black Metal experimental

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Germ: além do Black Metal experimental


  | Comentários:

No Metal o experimental nunca foi bem quisto, raras são as exceções. O músico profissional Tim (Austere, Grey Waters, Woods of Desolation, Nazxul, etc) consegue atingir essa raridade. Além de um amante da música extrema, o australiano, que leva esse projeto sozinho, compõe e grava músicas pop e eletrônica. Um pouco disso acaba afetando o Germ que se envereda por um Black Metal viajante, com diversos elementos incomuns ao estilo. Conversamos com ele, que vem divulgando o álbum “Loss” e trabalhando em mais um álbum desse surpreendente projeto.

Imagem

Tim, conte-nos como surgiu a ideia do projeto Germ?

Tim: Eu tive a ideia do Germ há muito tempo. Eu acho que eu queria criar algo que combinasse os gêneros da música que eu amo. Eu realmente nunca pensei sobre como o público iria aceitar a música, mas tem funcionado bem até agora!

Você é um músico profissional e participa de diversos projetos que envolvem música pop, dentre outros estilos. De que forma, ou seja, o que o Germ representa para você? É a sua prioridade?

Tim: Sim e não. Germ virá sempre do meu coração, como ele é, e sempre será, minhas ideias e visão. É claro que às vezes compor músicas para outros artistas será prioridade, pois isso geralmente envolve um prazo muito estrito, mas o Germ é o que há de mais próximo de mim, com certeza.

E como esses seus projetos influenciam na sonoridade do Germ?

Tim: Eu acho que diretamente eles realmente não me influenciam tanto assim, eu acho que escrever diferentes estilos de música é o que realmente está me ajudando a evoluir como músico e compositor. É claro que às vezes eu realmente gosto de um elemento de outra coisa, e talvez lembro que aquilo serve para Germ, mas não há nenhuma influência real direta.

A sonoridade do Germ em “Loss” mescla diversos gêneros como pop, Dark Metal, Atmospheric e Black Metal. É uma mescla atípica, mas que funciona. A que você acha que se deve este fato?

Tim: Obrigado! Como eu disse anteriormente, eu nunca realmente pensei sobre qualquer outra pessoa compondo para o Germ. Foi uma reação muito positiva para a maior parte, e eu acho que um monte de pessoas concorda que funciona, embora, claro, há algumas pessoas que ainda não estão convencidas disso. Eu acho que é bom, no entanto. Eu acho que algo como Germ nunca pode agradar a todos.

Essa mescla poderia fazer com que as composições de “Loss” soassem muito experimentais e inacessíveis, mas aconteceu o contrário. Quando compôs o trabalho você esperava este reconhecimento todo?

Tim: Eu estava esperando as pessoas dizerem que ele é uma merda completa, sintetizadores demais (risos). Eu realmente não acho que eu tenha criado nada muito experimental, eu acho que algumas pessoas não estão acostumadas a ouvir tais elementos com guitarras distorcidas e vocais gritados. Seja qual for o caso, é claro que eu estou feliz que as pessoas possam ouvir algo nessas músicas!

Há algum conceito por trás dos temas de “Loss”? Fale-nos um pouco sobre o conceito geral do trabalho, tanto lírico quanto do som.

Tim: Não há nenhum "conceito" real como tal. Mas eu acho que todos os temas têm algo em comum. Coisas como a perda, a traição, o vício, o desespero, etc, todos eles têm um sentimento negativo.

Há alguma possibilidade do Germ se apresentar ao vivo?

Tim: Muitos têm me perguntado isso! Eu adoraria responder que sim, mas, infelizmente, neste momento não posso. Por o Germ ser um projeto solo, seria uma empreitada muito difícil encontrar os músicos adequados dispostos a trabalhar comigo ao vivo. Talvez no futuro pense mais sobre isso, mas por agora o Germ permanece apenas como um projeto de estúdio.

Como tem sido a divulgação do trabalho do Germ?

Tim: Eu não faço um monte de promoção a mim mesmo, além de coisas como manter a página no Facebook para Germ atualizada e dar entrevistas. Eu acho que eu prefiro deixar a Eisenwald (gravadora) e as pessoas da PR (Infektion Production) cuidar da promoção. Eu prefiro muito mais compor músicas a ficar postando coisas na internet.

Quais os planos para o projeto?

Tim: Eu tenho um novo álbum escrito, e eu estou atualmente no "ajuste final", alguns acertos das músicas antes de eu entrar no estúdio para gravá-las. Espero fazer isso no início do ano seguinte, no entanto, como é sempre o caso do Germ, eu não tenho certeza de quanto tempo o processo de gravação irá tomar. Talvez o próximo álbum seja lançado em 2013, talvez 2014, não tenho certeza ainda.

Muito obrigado Tim. Pode deixar uma mensagem.

Tim: Obrigado pela entrevista. Eu apenas gostaria de agradecer a todos do exterior pelo apoio, e, por favor, fiquem de olho em www.facebook.com/germofficial para notícias e atualizações!

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Germ"

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas