Slippery:"a internet não é a vilã das bandas".

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Slippery:"a internet não é a vilã das bandas".


  | Comentários:

Com inspiração total na cena Hard/Heavy oitentista, o SLIPPERY, de Campinas, vem se destacando por seu trabalho extremamente profissional. Para falar um pouco sobre essa história, o Blog Van do Halen bateu um papo com o vocalista Fabiano Drudi e o baixista Erico Moraes – completam a formação os guitarristas Dragão e Kiko Shred, além do baterista Rod Rodriguez -, que contaram sobre o passado, o presente e o futuro do SLIPPERY em uma entrevista muito interessante.

Imagem

Van do Halen: Inicialmente, gostaria de saber um pouco da história da banda. Apesar do primeiro full-length estar sendo lançado agora, vocês já possuem alguns anos de estrada.

Fabiano Drudi: A SLIPPERY surgiu de fato em 2003 e foi fundada por Dragão e Rod, os únicos que permanecem desde o princípio. A banda passou por algumas formações até eu entrar em 2007 e logo após o Kiko, no mesmo ano. Foi justamente na época da gravação do EP “Follow Your Dreams”. A partir daí começamos a nos apresentar mais em bares, festivais e até em algumas aberturas de shows, para JIMI JAMISON (ex- SURVIVOR), JEFF SCOTT SOTO e L.A. GUNS. Em 2007 começou o processo de composição para o que seria nosso primeiro trabalho completo, o álbum “First Blow”.

Van do Halen: Em 2007 saiu o primeiro EP do grupo, “Follow Your Dreams”. Como foi a repercussão?

Erico Moraes: A repercussão foi muito boa considerando toda a nossa inexperiência. Em todos lugares que tivemos comentários e resenhas relacionadas a ele foram com elogios. O mesmo ocorreu em shows com o público se interessando e comprando, apesar da conhecida guerra entre CD e MP3. No fim toda a prensagem foi esgotada.

Capa de First Blow, primeiro disco completo do SLIPPERY

Van do Halen: Em “First Blow” podemos notar uma banda ainda mais entrosada em comparação ao EP. A que podemos atribuir essa evolução?

Fabiano Drudi: Esse entrosamento se deve ao fato da banda ter se apresentado mais ao vivo e também à intensificação dos ensaios na fase de composição, fazendo com que nos tornássemos mais íntimos com nosso som e como pessoas.

Van do Halen: Como vocês chegaram até o produtor Átila Ardanuy? Qual foi a importância dele para o resultado final?

Erico Moraes: O contato com o Átila veio com a apresentação do nosso EP pelo Kiko para o Ivan Busic (DR. SIN). Ele nos indicaram o Átila com a idéia de que ele tem o conhecimento e o feeling do tipo de som que estávamos procurando, e isso se provou totalmente durante o trabalho todo, sempre dando suas idéias e deixando a qualidade sonora das nossas gravações vários degraus adiante.

O baixista Erico Moraes. Foto: San Martins

Van do Halen: Algo que fica claro ao escutarmos as músicas é a espontaneidade sonora do trabalho. As influências oitentistas surgem de maneira natural, sem forçar a barra. É correto afirmarmos que a objetividade musical foi alcançada plenamente no disco?

Erico Moraes: Com certeza! A nossa busca sempre foi essa, de fazer o tipo de som que realmente gostamos e que nos influenciamos. Com certeza existe um publico carente por músicas que andam nesse caminho, com refrões fortes e solos marcantes de guitarra, e acreditamos que podemos suprir essa carência.

Van do Halen: Com certeza é difícil escolher alguma faixa como destaque devido ao envolvimento pessoal de todos. Mas qual pode ser considerada como um belo cartão de visitas para quem ainda não está familiarizado com o trabalho?

Erico Moraes: Na minha opinião a melhor forma de apresentar o nosso trabalho é através da faixa “Follow Your Dreams”, que aposta em um refrão forte que acaba ficando na mente de quem ouve. Por outro lado, isso não significa que ela poderia ser um resumo das nossas músicas, pois, ao mesmo tempo que temos a “Follow Your Dreams” como uma música mais para cima e cadenciada, temos outras mais pesadas, e também baladas. O melhor a ser feito é apreciar o trabalho por completo.

Van do Halen: Um detalhe interessante vai para o cover de “Night Of The Demon”. Apesar de ser uma ótima banda, o DEMON não chegou a alcançar o estrelato de outras formações de sua época. Como aconteceu essa escolha?

Fabiano Drudi: Assim como o DEMON, outras ótimas bandas dos anos 80 sempre estiveram no nosso set list. PICTURE, ROUGH CUTT, ICON, RATT, DOKKEN, QUIET RIOT, W.A.S.P., FASTWAY entre outras. Essa escolha foi meio que natural. Alguém sugeriu num ensaio e todos concordaram. Isso poderia ter acontecido com qualquer outra dessa lista.

O vocalista Fabiano Drudi. Foto: San Martins

Van do Halen: Como a banda encara a nova realidade do mercado musical, com internet, downloads e o contato direto com os fãs através das redes sociais?

Fabiano Drudi: Muita gente acha que a internet foi uma vilã que apareceu para complicar a vida das bandas, o que não é verdade. É lógico que em alguns aspectos ela realmente dificultou as coisas, como vendas de CDs, por exemplo. Mas por outro lado deu a oportunidade para que muitas bandas boas se tornassem acessíveis às pessoas, o que não acontecia tão facilmente antes dessa era. A Slippery nasceu numa época em que ela (internet) já estava fortemente presente nas nossas vidas. É uma coisa natural pra nós. Ela tem ajudado muito na divulgação de nosso trabalho, antes mesmo de “Follow Your Dreams” e “First Blow” existirem, e nessa proximidade com os fãs, o que antigamente era muito difícil, a não ser que um contrato com uma boa gravadora existisse, onde eram feitos grandes trabalhos de Marketing.

Van do Halen: Quais são os planos para o futuro?

Erico Moraes: Com o lançamento oficial do CD estamos agendando mais shows para divulgar nossas músicas por todos os cantos, mas ao mesmo tempo continuando esse trabalho todo com novas composições e planejando a edição de um videoclipe. Existem muitos outros planos, mas eles devem ser executados com o passar do tempo.

Sites relacionados:

Van do Halen:
http://www.vandohalen.com.br/

SLIPERY:

http://www.slippery.com.br/
http://www.facebook.com/slipperytheband/
http://www.twitter.com/slipperymusic/
http://www.myspace.com/slipperytheband/
http://www.youtube.com/slippery80s/
http://www.palcomp3.com.br/slippery/

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Slippery"

Slippery: guitarrista leciona gratuitamente pela Sec. de Cultura
Slippery: banda lança versão para "Trick Or Treat" do Fastway
Slippery: banda regrava "Trick Or Treat" do Fastway
Slippery: banda comemora vendas de disco de estréia
Slippery: "sereno em excesso fez baterista perder gravação"
Slippery: hard metal em comercial, patrocínio e vídeo novo
Slippery: banda é entrevistada no programa Heavy Nation da UOL
Slippery: carisma, competência. público no Triumph Of Metal
Triumph of Metal: dois dias de agito para os headbangers
Slippery: os álbuns que marcaram o vocalista Fabiano Drudi
Separados no nascimento: Érico Moraes e Paul Stanley
Slippery: sucesso nos estúdios e nos palcos
Slippery: prensagem quase esgotada e vários shows agendados
Slippery: "é fantástico o renascimento do Hard Rock"
Slippery: comparado com o Sebastian Bach em texto

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Willba Dissidente

Willba Dissidente é fã das bandas de hard rock dos anos 70 e 80 e de metal oitentista dos mais variados países. Quem quiser saber mais deve acessar seu canal no youtube. Obrigado! Stay Hard (True As Steel)!

Mais matérias de Willba Dissidente no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas