Em 29/04/2008 | Dave Mustaine: detratores são cruéis, mas não burros

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Dave Mustaine: detratores são cruéis, mas não burros

Traduzido por Maria Fernanda Cals | Fonte: Blabbermouth

  | Comentários:

Jeff Kerby, do site KNAC.COM, conduziu em maio de 2008 uma entrevista com o frontman do MEGADETH, Dave Mustaine, onde um dos tópicos foi sua relação com os ex-colegas de banda no METALLICA.

Knac.com: Há uma declaração sobre a qual eu gostaria de ouvir um esclarecimento. Diz respeito a um comentário feito no documentário "Some Kind Of Monster", do METALLICA - quando você afirma que às vezes não enxergava suas próprias realizações de forma tão maravilhosa quanto outras pessoas.

Mustaine: "É porque foi editado, e você não entendeu o contexto".

Knac.com: É importante saber disso, porque a edição final do filme faz parecer que você não está satisfeito com a sua carreira simplesmente porque não a acha comparável com aquela feita pelo METALLICA.

Mustaine: "É claro, e se você conhece a mim ou a minha carreira suficientemente bem até agora como artista - eu sei como as coisas são. A forma com que as frases foram colocadas... até quando eu estava bêbado, ainda era coerente (risos)".

Knac.com: É importante que você explique, no entanto. Quer dizer, porque o filme de fato mostrou você como se julgasse sua carreira inferior à do METALLICA basicamente devido à popularidade e às expressivas vendas de discos deles.

Mustaine: "Você tem que pensar assim: de quem era o filme? Deles. Lars (Ulrich, baterista do METALLICA) e eu fomos amigos em uma época, porém... não é mais o caso. Acredito ser apropriado chamarmos um ao outro de 'conhecidos'. 'Some Kind of Monster' mostrou uma visão muito negativa e feia do lado particular de algumas pessoas que eram heróis para muitos. É por isso que alguns dizem, 'Não conheça seus heróis - você pode se decepcionar'. Quando aquela parte foi filmada (Mustaine reencontrando Ulrich), era 13 de setembro de 2001. Dois dias depois que os EUA haviam sido atacados. Também era o dia em que eu comemorava meu 40º aniversário. Um dia em que eu devia ter voltado para casa e jantar com minha família, fazer amor com minha mulher, comprar uma nova Mercedes de presente para mim mesmo. Você acha que eu queria passá-lo com Lars? Que tipo de piada cruel é essa? Enquanto filmávamos, Lars disse, 'se você não gostar, não precisa aprovar'. Eu achei ótimo. Quando recebi a cópia, no entanto, eu falei para Lars que não aprovava, e ele ignorou e lançou o filme assim mesmo. Eu disse, 'falei que não aprovava a edição final'".

"Foi então que Lars resolveu usar o Blabbermouth como fórum para me difamar (provavelmente Mustaine faz referência a um artigo de 2006 publicado no site em que Ulrich afirmava achar as críticas de Mustaine 'tristes e patéticas' - nota do editor), e não funcionou. É claro que há muitas pessoas no Blabbermouth que não gostam de mim, mas há um número igual de pessoas que não gostam dele. Se fossem escolher entre duas pessoas - fãs de Heavy Metal e fãs do Blabbermouth podem ser maldosas, porém certamente não são burras... Acho que a maioria das pessoas que acompanhou o que estava acontecendo acreditou que eu estava bem, apesar de alguns ataques loucos e sem sentido. Simplesmente mostra a forma com que as coisas estavam acontecendo".

"Não há muitas pessoas que conseguiriam agüentar o abuso psicológico que rolava. Quer dizer... eu gosto de James (Hetfield, frontman do METALLICA). Gosto dele mais do que de Lars, e acredito que o mundo inteiro pense da mesma forma. Mas simplesmente resumir o que eu fiz e o que eles fizeram - não importa o que eu faça, posso estar me divertindo, sempre haverá perguntas sobre essa época. Merdas acontecem. É como se você visse uma ex-namorada quando estivesse se divertindo, e é como se sentisse a correia saindo de sua bicicleta; dá pra sentir que você está girando pouco os pneus. Esse comentário foi sobre Lars e como foi difícil suportar as merdas que eles falavam a meu respeito sem que nunca tivessem me oferecido qualquer ajuda em relação ao meu alcoolismo. Se isso fosse mesmo um problema... éramos todos alcóolatras... era esse o contexto. Fora do contexto, contudo, parece que eu sou ingrato e que nada do que eu faço é bom o suficiente. Sabe, eu tive êxito. Tenho dois filhos que amo, viajei pelo mundo inteiro, e não posso reclamar de nada".

A matéria completa (em inglês) pode ser lida no knac.com

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Megadeth"
Todas as matérias sobre "Metallica"

Bob Rock: Rei Midas do Metal faz 60 anos; conheça melhor sua obra
Metallica: confira "One" e "Orion" na Argentina
Faixas Instrumentais: VH1 elege as 20 melhores do Hard e Metal
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Falsificação: polícia inglesa apreende camisetas falsas
Dio: Tributo faz jus à sua importância para a música pesada
Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate
Metallica: Vídeo oficial de "One" e "Orion" em Buenos Aires
Metallica: as mil expressões faciais de Lars Ulrich
Metallica: "Sempre seremos criativos", diz Kirk
Metallica: monstro de Jump In The Fire em edição limitada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Metallica: saiba quanto a banda faturou na América do Sul
Metallica: Confira "The Unforgiven" e "And Justice" na Argentina
Kiss: Paul Stanley continua questionando o Rock Hall Of Fame

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Maria Fernanda Cals

Carioca, nascida em 1984 sob o signo de escorpião, é musicista. Além disso, trabalha também com jornalismo, publicidade, webwriting e webdesign/programação. É visitante assídua de portais dedicados ao rock e heavy metal e fã das bandas Opeth, Behemoth, Katatonia, Dark Funeral, Belphegor, dentre outras.

Mais matérias de Maria Fernanda Cals no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas