Tom Araya explica capa de "Christ Illusion"

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Tom Araya explica capa de "Christ Illusion"


  | Comentários:

Kris Swales, da revista australiana Time Off, conduziu em abril de 2007 uma entrevista com o frontman do SLAYER, Tom Araya.

Sobre o que acontece num dia normal na vida de um mestre do Metal: "Eu estava na escola primária do meu filho numa feira de livros! Eu estava vendendo livros para tentar arrecadar dinheiro para a escola! Para mim, o lado família das coisas é prioridade número um agora. A banda é o que eu faço, e o que eu ajudei a criar, se é que você me entende. Mas para qualquer outra coisa a família sempre vem primeiro".

Sobre se isto significa que ele vai procurar um novo emprego em breve: "Ainda é a mesma coisa, eu não me sinto mais velho. O nosso público definitivamente mudou, apesar disso. Eu acho que há vinte e cinco anos atrás eu também não estava vendendo livros na feira de livros do meu filho, mas naquela época eu não era nem casado! Eu não posso dizer que o pensamento (de sair do SLAYER) não passou pela minha cabeça, mas tudo toma seu rumo, e você deve deixar tudo tomar seu rumo. Eu não sei quanto percurso temos pela frente, mas tudo tem que ter sua vez."

Sobre o retorno do baterista Dave Lombardo: "Nós íamos começar uma turnê, e o nosso manager teve a iniciativa de chamar o Dave, e perguntá-lo se ele gostaria de estar presente, e ele aceitou. Quando estávamos fazendo a turnê, ele ficou sabendo que começaríamos a trabalhar num novo álbum, e era por isso que queríamos achar um baterista, para que pudéssemos trabalhar em material novo. Ele deixou que ficassem sabendo que ele estava interessado em fazer um álbum, e uma coisa levou até a outra, se você me entende. Então, nós simplesmente paramos de procurar um baterista, e começamos a trabalhar em novo material com o Dave".

Se o "Christ Illusion", um disco que chega bem perto da brutalidade dos clássicos do SLAYER, poderia ter sido gravado em 1985: "Nosso processo de composição não mudou muito, tudo que fizemos foi trocar de baterista e pronto. Dave ajudou o Kerry a trabalhar nas suas música, e Jeff deu ao Dave uma demo com todo o seu material, que ele aprendeu e aperfeiçoou. Esse é o modo como sempre fizemos as nossas composições, e com o Paul era exatamente igual. Com o Dave voltando, as coisas não mudaram; ele ajuda o Kerry, ajuda o Jeff, daí nós quatro trabalhamos nas músicas juntos, já que o Dave fez a parte dele. Se nós tocamos e gostamos, então mantemos - e se não gostamos, descartamos. Nós só nos juntamos e escrevemos as músicas. Não pegamos influências de nada, a gente não tenta colocar algo propositalmente nas composições. Nós só tentamos compor músicas muito boas. Temos que gostar delas, se não gostarmos elas não são gravadas. À medida que gostamos, elas entram no álbum, daí ficamos esperando que todos gostem".

Sobre a arte da capa do "Christ Illusion", desenhada novamente pelo antigo cartunista político Larry Carroll (que fez a capa do "Reign In Blood", "Seasons In The Abyss" e "South of Heaven": "O nosso manager achou que seria ótimo ter ele de volta com o retorno do Dave, para meio que completar aquela coisa da formação. Nós enviamos a ele as letras, porque não tínhamos títulos para músicas naquele estágio, e ele nos mandou aquilo, ou ao menos algo parecido com aquilo, e nós perguntamos sobre o que seria, era um cara que estava com suas mãos em seus bolsos na água, e ele disse: 'É Cristo, ele é um viciado em heroína'. Daí dissemos: 'Bom, então você tem que fazê-lo parecer mais drogado!', daí ele veio sem um braço, um tapa-olho, os olhos prá fora, as plantas na cabeça, e ele estava sangrando e tal, e nós respondemos: 'Isso parece bom'. Daí ele voltou com outro desenho, no qual ele está sem o outro braço e com corpos em volta. Então olhamos para o desenho e decidimos chamar de 'Christ Illusion', como na música 'Cult', onde eu canto 'Revelation, Revolution, I see through your Christ illusion.' Foi nisso que eu pensei quando vi a imagem, e nós tínhamos uma grande lista de títulos, mas todos acabaram enxergando as coisas do meu jeito!"

Sobre o fato de a arte ter causado controvérsias (32 anúncios de parada de ônibus foram removidos de uma pequena cidade californiana depois da reclamação de um morador): "Não dá para agradar algumas pessoas. Vai ser desse jeito, e se você fala alguma coisa, vai gastar mais dinheiro. Nós somos meio assim, 'bem, está foda', mas o que vamos fazer? Nós não precisamos daquelas placas de ônibus - nós temos a internet e todos os nossos fãs".

Imagem

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Capas"
Todas as matérias sobre "Slayer"

Separados no nascimento: Tom Araya e Saddam Hussein
Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Dave Lombardo: o Philm tem uma expressão musical diferenciada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Gary Holt: resistência matadora por tocar em duas bandas
E Se...: Sua banda favorita mudasse de gênero musical?
Slayer e Exodus: Gary Holt fala como é tocar em duas bandas
Dave Lombardo: Jeff não gostaria de ver o Slayer dessa forma
Lombardo: ele acha que nunca mais tocará novamente com o Slayer
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
Slayer: a trágica e não revelada história do fim de Jeff Hanneman
Pylon: recrutando Tim Gaines, do Stryper, para cover do Slayer
Slayer: Lombardo mente quanto a seu salário, afirma biógrafo
Dave Lombardo: menos de mil dólares por show com o Slayer
Dave Lombardo: eles não eram amigos, apenas parceiros de negócios

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Felipe Augusto Rosa Miquelini

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Mais matérias de Felipe Augusto Rosa Miquelini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas