Em 18/11/2005 | Epica - O furacão Simone...

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Epica - O furacão Simone...


  | Comentários:

Depois de Katrina, Rita, e Wilma, é a vez de Simone. Felizmente o furacão que chega ao Brasil em dezembro não causa danos, tampouco faz necessária a evacuação de enormes áreas. Pelo contrário, o que essa fantástica cantora quer é muita gente por perto para acompanhar a turnê de sua banda, o Epica, que tocará nos dias 3, 4, e 10 de dezembro, respectivamente em São Paulo, Rio de Janeiro, e Belo Horizonte. Numa das entrevistas mais especiais que já fizemos, contando com a imensa dedicação e simpatia de Simone Simons e Mark Jansen, trazemos um autêntico presente aos fãs do Epica, numa conversa exclusiva após o retorno da banda à Holanda e a gravação do Programa do Jô, exibido pela TV Globo nesta madrugada (de quinta para sexta). Confira o que a vocalista holandesa teve a nos dizer sobre a participação especial na atração Global, e muito, muito mais...

Whiplash! – O que vocês acharam de gravar o Programa do Jô no Brasil e de se apresentarem para mais de nove milhões de telespectadores?

Imagem
Simone Simons - Foi incrível realizar a gravação sabendo que tantas pessoas estariam nos acompanhando. Não conversei muito com o Jô, mas ele é legal e ficou bastante impressionado com o Epica. Acho que o programa já terá sido transmitido quando essa entrevista for publicada, e espero sinceramente que os brasileiros tenham gostado de nossa performance, e venham nos ver ao vivo em dezembro.

Whiplash! - Antes de vir ao Brasil, o Epica lançou dois registros novos. O primeiro deles o álbum “The Score”. O que você poderia nos dizer desse projeto de Mark Jansen e da ausência de seus vocais no CD?

Simone Simons - Este álbum foi originalmente composto para um filme holandês chamado “Joyride”. Porém, nossa gravadora européia, a Transmission Records, teve a idéia de lançar um disco do Epica contendo apenas músicas instrumentais, para filmes, já que muitos de nossos fãs gostam deste elemento cinematográfico bem característico do som da banda. Felizmente recebemos ótimas respostas a “The Score” e se houver um próximo trabalho no mesmo estilo, com certeza cantarei as músicas.

Whiplash! – Temos também o single “Quietus”. Gostaria que você nos falasse um pouco mais sobre este lançamento e também o porquê de terem disponibilizado o mesmo em duas versões. Quais as diferenças entre elas?

Simone Simons - De fato temos dois novos singles. Um deles contém duas faixas, e o outro vem com quatro canções. O primeiro traz apenas “Quietus”, e a bônus inédita “Linger”, que vocês brasileiros conferiram com exclusividade, já que foi a segunda música que tocamos no Do Jô (N. do E.: maneira como Simone se refere ao Programa do Jô). O segundo é um maxi-single com duas versões bem distintas tanto para “Quietus” quanto para “Crystal Mountain”. Acho que as pessoas não esperavam que gravássemos essa última música, pois é uma composição da banda Death, e o estilo deles era bem diferente do nosso. Porém, é uma das músicas favoritas de Mark, e ficou fantástica com as orquestrações preparadas por Yves.

Whiplash! – O Epica está também apresentando um novo vídeo clip aos fãs, para a faixa-título do single “Quietus”. Como foram as gravações e o que você achou do resultado final?

Simone Simons - É sem dúvida alguma o melhor vídeo clip do Epica gravado até hoje. Todos ficamos muito felizes com ele. Particularmente amo gravar clips, pois acho que é uma parte importante de todo o produto e do trabalho de uma banda. Sempre levo minhas idéias para os diretores e tento representá-las perfeitamente. Desta vez, no entanto, meu avô morreu no dia em que começamos as gravações. Eu estava muito triste, mas me dediquei ainda mais, para que ele se orgulhasse. Chorei muito no estúdio, e tínhamos que arrumar a maquiagem o tempo inteiro.

Whiplash! – Em Junho você teve problemas de saúde e infelizmente o Epica foi obrigado a cancelar alguns shows. Como foi isso, e também a sua recuperação? Seus fãs ficam apavorados quando lêem essas notícias, posso dizer-lhes que você já está ok?

Imagem
Simone Simons - Claro, faça isso, por favor. (risos) Fico feliz em ver a preocupação que os fãs demonstram quando tenho qualquer problema, é algo reconfortante. O Epica tem uma agenda muito cheia e eu já passei por alguns momentos ruins, mas isso me tornou ainda mais forte. Tenho minhas gripes, como todo mundo, mas estou bem melhor e me cuido bastante, já que meu trabalho depende de uma boa condição de saúde, e minha voz muda quando estou doente. Fiquem tranqüilos, pois estou ótima agora. Temos uma turnê européia e já está chegando a hora dos shows no Brasil e na América do Sul.

Whiplash! – O Epica tem uma relação muito interessante com a América Latina. Além do sucesso, o último álbum, "Consign To Oblivion", é totalmente inspirado na cultura do povo Maia. De onde vem toda essa admiração?

Simone Simons - Eu admiro muito as civilizações antigas, mas tenho ligação maior com os egípcios. Mark, porém, é completamente inspirado pela cultura Maia. Ele sabe muito sobre o assunto, leu vários livros e fez questão de ir a museus e ver de perto a arte dos maias, quando tocamos no México.

Whiplash! – E finalmente chega a hora de vocês descerem um pouco mais, e tocarem na América do Sul. Nessa turnê o Epica será acompanhado pelo Kamelot, numa parceria que já deu muito certo anteriormente. Como é essa estreita relação entre as duas bandas?

Simone Simons - Nos damos muito bem, e nossa união é admirada por muitos fãs de heavy metal, e por nós mesmos, claro. Participamos um do álbum do outro nos últimos lançamentos; gravamos vídeo clip, e também excursionamos juntos. É muito bom tocar com o Kamelot, e ter a companhia de músicos tão maravilhosos. Além disso, sempre nos divertimos bastante em turnês.

Whiplash! – Você gravou dois duetos com o vocalista do Kamelot, Roy Khan, nas músicas “Trois Vierges” (Epica) e “The Haunting” (Kamelot). Como foram essas experiências e quais as diferenças e similaridades que você destacaria entre essas duas composições?

Simone Simons - “Trois Vierges” é mais uma balada, e foi composta para o filme holandês que lhe falei anteriormente. Na versão original, eu canto toda a música, mas nós queríamos muito que Roy Khan gravasse um dueto comigo, pois a voz dele é realmente especial. “The Haunting” é mais pesada, tem ótimos riffs, e foi gravada quando o Kamelot estava finalizando o álbum “The Black Halo” na Alemanha, onde nós também nos encontrávamos, trabalhando em “Consign To Oblivion”. Eles queriam uma vocalista naquela primeira música de trabalho, e me procuraram. Obviamente eu não perderia a oportunidade, e aceitei o convite.

Whiplash! - O Kamelot estará gravando o primeiro DVD de sua carreira durante as apresentações aqui no Brasil, o que torna essa turnê ainda mais especial. Quais as suas expectativas em relação aos shows?

Simone Simons - Todos nós estamos muito ansiosos para tocar no Brasil, e tenham certeza de que cantarei “The Haunting” com o Kamelot. Espero que possamos nos divertir muito, e tenho certeza de que isso irá acontecer. Estaremos saindo da Holanda em pleno inverno, congelando, e chegaremos no verão brasileiro; esse já é outro aspecto muito positivo! (risos)

Whiplash! – Como o Epica vem lidando com o assédio dos fãs? Especialmente você e Mark Jansen que são, além de tudo, namorados...

Simone Simons - Nós dois recebemos bastante atenção dos fãs. Com Mark é um pouco diferente, pois as mulheres vão mais longe com ele do que os homens comigo. Tentamos conhecer, conversar, e atender a todos, na medida do possível, mas sempre sem expormos nossas vidas pessoais, e principalmente, nossa relação.

Whiplash! – Sua voz encantou pessoas por todas as partes, porém, não há muito como escapar da admiração de todos por sua beleza, e em alguns momentos isso aparece em primeiro lugar. Como administrar essa situação? É algo que te incomoda?

Imagem
Simone Simons - Não me incomoda, porém, eu sou uma cantora, não uma modelo. A aparência é muito importante hoje em dia, mas o melhor elogio que posso receber de uma pessoa é quando ela me diz que sou uma boa cantora, pois esse é o meu trabalho. Quero ser boa naquilo que estou fazendo. Depois disso, aí sim presto atenção na maneira como me apresento, inclusive esteticamente.

Whiplash! - Por sinal, a ex-vocalista do Epica, Helena Iren Michaelsen, que cantou na banda quando o nome ainda era Sahara Dust, fez um ensaio para a capa de uma recente edição da Penthouse grega. Qual a sua opinião sobre isso?

Simone Simons - A Playboy holandesa já me convidou, e eu recusei a proposta. Não me vendo pra ninguém. Minha nudez é algo particular, não é para todo mundo ver. Acho que cantar já é uma exposição grande demais, e não vou mais longe que isso. Se Helena quer se apresentar assim, tudo bem, não posso impedi-la.

Whiplash! – Sei que você é uma grande admiradora do Nightwish. O que achou da saída de Tarja Turunen da banda?

Simone Simons - Nightwish e Tarja já não formavam um time vencedor. Não estavam dando certo, e decidiram se separar, mas estou muito otimista. Tarja tem uma ótima voz e já é bastante conhecida. Não temo pelo futuro dela, pois acho que fará sucesso onde quer que esteja. E o Nightwish vai seguir em frente, mas com uma cantora diferente. Sei que vou ter de me acostumar aos novos vocais, porém, tenho certeza de que a qualidade das composições será a mesma.

Whiplash! – Simone, muito obrigado pela entrevista, simpatia, e disponibilidade. Estamos felizes em tê-la como atração principal no Whiplash! e esperamos ansiosos pelo Epica no Brasil...

Simone Simons - Obrigada a todos vocês. Recebo muitas mensagens de fãs brasileiros, e todos eles são muito simpáticos e apaixonados pelo Epica. Já tive a oportunidade de conhecer alguns deles na minha curta estadia no Brasil, e até ganhei um presente. Desde que “The Phantom Agony” foi lançado, vemos recebendo apoio de vocês, e nunca nos esqueceremos disso. Faremos o nosso melhor show, e transformaremos essas apresentações no Brasil em noites únicas, a serem eternamente lembradas.

Site Oficial - http://www.epica.nl

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Entrevistas
Todas as matérias sobre "Epica"

Epica: banda lança mais um single e vaza encarte do novo álbum
Epica: Ouça a nova faixa "Unchain Utopia"
Simone Simons: "Quero dar umas boas palmadas no Joffrey"
Epica: assista o lyric video de "The Essence of Silence"
Epica: ouça o primeiro single do novo álbum
Epica: "The Quantum Enigma" é uma espécie de novo começo
Epica: segunda parte do documentário sobre novo álbum
Epica: banda lança documentário das gravações do novo álbum
Epica: Relançamento do primeiro álbum em versão especial
Epica: Comemorando 10 anos com presentaço aos fãs
Epica: divulgadas informações sobre o novo álbum
Epica: confira a capa de "The Quantum Enigma"
Epica: holandeses apresentam "The Quantum Enigma"
Epica: guitarrista comenta novo álbum de estúdio
Avalon: revelado nome do álbum e os músicos restantes

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Sarkis

Thiago Sarkis: Colaborador do Whiplash!, iniciou sua trajetória no Rock ainda novo, convivendo com a explosão da cena nacional. Partiu então para Van Halen, Metallica, Dire Straits, Megadeth. Começou a redigir no próprio Whiplash! e tornou-se, posteriormente, correspondente internacional das revistas RSJ (Índia - foto ao lado), Popular 1 (Espanha), Spark (República Tcheca), PainKiller (China), Rock Hard (Grécia), Rock Express (ex-Iugoslávia), entre outras. Teve seus textos veiculados em 35 países e, no Brasil, escreveu para Comando Rock, Disconnected, [] Zero, Roadie Crew, Valhalla.

Mais matérias de Thiago Sarkis no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas