Filmografia dos Rolling Stones

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Filmografia dos Rolling Stones


  | Comentários:

Shows e documentários

Charlie Is My Darling (1965, documentário 60 min.)

Direção: Peter Whitehead
Produção: Andrew Loog Oldham
Produtora: Lorrimer

Elenco e Participações: The Rolling Stones

Documentário da excursão de dois dias dos Stones na Irlanda em 1965. Muitas entrevistas com o público e a banda, restando pouco tempo para assistirmos músicas realmente ao vivo. Trilha incluída porém nem sempre ao vivo: "Get Off My Cloud", "Heart Of Stone", "Goin' Home", "The Last Time", "It's Alright" e "Satisfaction".

One Plus One (1968, documentário, 110 min.)

Direção e Roteiro: Jean-Luc Godard
Produção: Michael Pearson e Jan Quarier
Produtora: New Line/Fox Vid

Elenco: The Rolling Stones, Anne Wiazemsky, Iain Quarrier, Bernard Boston, Danny D. Daniels, Joanna David, Frankie Dymon, Jr. , Glenna Forster, Sean Lynch, Francoise Pascal, Illario Pedro, Nike Arrighi, Roy Stewart

Godard oferece cenas da banda Rolling Stones gravando a música "Sympathy For The Devil" entrelaçadas a cenas de jovens revolucionários franceses discutindo assuntos como pornografia, racismo, marxismo, o movimento black power, entre outros assuntos. A lenta evolução do processo de criação da canção dos Stones, detalhadamente demonstrado no filme, serve como contraponto, permitindo ao diretor injetar comentários políticos e metafísicos à natureza do cinema, como também à música moderna de então e sua relevância política. O filme também é conhecido pelo nome "Sympathy For The Devil".

The Rolling Stones Rock n' Roll Circus (1968)

Direção: Michael Lindsay-Hogg
Roteiro: Rolling Stones
Produção: Robin Klein

Trilha: Jethro Tull, The Who, Taj Mahal, Marianne Faithfull, John Lennon, Yoko Ono, Ives Gitlis, Eric Clapton, Mitch Mitchel, The Rolling Stones.

Filme histórico por diversas razões, sendo a principal por ser a última vez que os Rolling Stones se apresentam ao vivo com Brian Jones, o mentor da banda em seu começo. Para divulgar o novo álbum da banda, "Beggar's Banquet", foi organizado um show de rock com mote circense, feito especialmente para a televisão. Filmado entre 10 e 13 de dezembro de 1968, este filme capturou alguns momentos únicos, como, por exemplo, a banda Jethro Tull se apresentando com Tony Iommi na formação; Taj Mahal contando ainda com Jesse Ed Davis na guitarra; The Who na única apresentação de sua primeira opereta "A Quick One While He's Away"; e a apresentação única de um supergroupo formado por Eric Clapton, John Lennon, Mitch Mitchell e Keith Richards batizado de Winston Legthigh And The Dirty Macs.

Problemas contratuais com os diversos artistas envolvidos e suas repectivas gravadoras atrasaram o lançamento do programa previsto incialmente para agosto de 1969. A saída e posterior morte de Brian Jones e a sua substituição por Mick Taylor faz desta formação datada, aumentando os motivos para o filme permanecer nos cofres. Mais o maior motivo talvez seja que os Rolling Stones, já cansados por supervisionar a feitura do filme, já estavam cansados quando chegou sua vez de tocar. A apresentação embora muito boa, foi julgada como sendo aquém às dos convidados. Acabou sendo lançado no final da década de noventa.

In The Park (1969, show, 58 min.)

Direção e Produção: Jo Durden-Smith e Leslie Woodhead

Elenco e Participações: the Rolling Stones e Ian Stewart.

Versão de 1983 re-editada do filme "The Rolling Stones At Hyde Park" que nunca chegou a ser lançada oficialmente. In The Park é bem melhor do que seu antecessor. Embora o filme não respeite a cronologia real dos fatos, ele compensa com boas edições que dão maior dinamismo visual a toda apresentação. A qualidade de imagem é muito boa e o som fica só um pouco atrás. O filme procura oferecer um panorama geral do parque e seus freqüentadores mas fixa suas atenções nos Stones. A apresentação inclui "I'm Yours And She's Mine", "Jumpin' Jack Flash", "Midnight Rambler", "I'm Free", "Satisfaction", "Love In Vain", "Honk Tonk Woman" e "Sympathy For The Devil".

Analisando o momento histórico da banda e os eventos que os rodeiam, temos que voltar no tempo. Os Stones lançam o LP "Let It Bleed" e preparam-se para sua primeira excursão americana desde 1966. Mas antes de viajarem, a banda oferece uma apresentação gratuita em Hyde Park, sábado dia 05 de Julho de 1969.

Embora em franca ascendência na retomada de sua vida, Brian Jones foi dispensado da banda por não reunir condições de excursionar com o grupo, uma vez que teve seu visto de entrada negado pelos Estados Unidos. No dia 03 de Julho de 1969 ele seria encontrado morto dentro de sua piscina. Aparentemente enquanto nadava sentiu cãibra e acabou se afogando de tão bêbado. Um triste desfecho para esse talentoso multi-instrumentista que é um dos responsáveis pela maior divulgação do blues na Inglaterra e no mundo, além de ser um dos responsáveis pela popularização do slide guitar dentro do rock.

Mick Taylor estréia como um Rolling Stone para um publico sedento pela banda. Com a morte de Brian Jones há apenas dois dias o show toma contornos de homenagem póstuma. Jagger lê um trecho do poema "Adonais" de Mary Shelly e no final roadies soltam das caixas, centenas de borboletas brancas. A idéia seria de uma revoada de borboletas brancas voando sobre o público como talvez a alma de Brian estando ali. Infelizmente as caixas ficaram tempo demais no sol de Julho e grande parte das borboletas voaram poucos metros para caírem sem vida sobre o palco e público.

Gimme Shelter (1971, documentário, 90 min.)

Direção: David Maysles, Albert Maysles e Charlotte Zwerin
Produção: Ronaldo Schneider
Produtora: Cinema V

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Ike & Tina Turner, The Jefferson Airplane.

Após o termino da excursão americana em 1969, os Rolling Stones oferecem um concerto gratuito que acabou sendo realizado em Altamont Raceway, um autódromo utilizado para corridas de demolição perto de San Francisco, no dia 06 de Dezembro. Os Stones contrataram os irmãos Albert e David Mayles para filmar o evento e, como em Hyde Park, utilizaram os serviços dos Hell's Angels como segurança. A diferença entre os Hell's Angels da sua filiação londrina presentes em Hyde Park na mesma função, para os Hells Angels de sua matriz americana é registrada na memória de todos que estavam no concerto naquele sábado. O filme não registra a quinta parte do que se passou em Altamont. Porém registrou algumas cenas grotescas por parte da segurança do evento.

O filme narra a problemática de onde realizar o festival quando a banda aunciou o show gratuito antes mesmo de fechar contrato com um local. Quando finalmente foi decido levar o evento para Altamont, os organizadores tinham cerca de 78 horas para montar toda a estrutura para receber a legião de fãs que chegavam. A falta de infraestrutura em conjunção a má escolha dos seguranças resultaram na morte de quatro pessoas durante a realização do festival. As atrações incluiram Jefferson Airplane, que encerrou seu set depois de o cantor Marty Balin ser agredido por um dos seguranças com um taco de sinuca, o cantor tendo que ser retirado do palco desmaiado. Ike & Tina Turner oferecem uma espetacular versão para "I've Been Loving You Too Long" que ganhou mutos comentários pela maneira que Tina manuseia o microfone.

Os Stones que chegam de helicóptero alheios ao que está acontecendo, fizeram um set que incluiu entre outras, "Jumpin' Jack Flash", "Carol" (Chuck Berry), "Sympathy For The Devil", "Midnight Rambler", "Under My Thumb", "Gimme Shelter" e "Honky Tonk Woman". É durante "Under My Thumb," que os eventos marcam definitivamente a história desse festival, quando um rapaz negro e armado, acompanhado por uma loira vistosa, seria assassinado. Foi tudo tão rápido mas alguém da equipe de filmagem conseguiu registrar parte da cena. No final do filme os Stones em um estúdio e você, o público em casa, assistem tudo em câmara lenta e opinam. A conclusão da maioria é que o evento serviu como exemplo de organização apressada e extremamente falha. De fato os Stones rapidamente passaram de uma banda cujas apresentações continham atrasos de até quatro horas para se tornarem uma banda modelo de organização para os outros grupos.

Ladies And Gentlemen, The Rolling Stones At The Marquee (1971, show, 30 min.)

Direção e Produção: Hal Ashby

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Bobby Keys, Jim Price e Ian Stewart.

Os Rolling Stones se apresentam no Marquee Club em 26 de março de 1971 para um especial de televisão. Keith chega atrasado, de barba mal feita e se queixa de terem colocado o nome da casa em um letreiro no fundo do palco. O dono da casa Harold Pendelton, antigo desafeto da banda desde 1962, recusa-se a tirar a placa e Keith quase acerta Pendelton com sua guitarra. Nada disto está no filme, é claro! A banda está excelente, com o LP "Sticky Fingers" sendo a principal fonte desta meia hora de ótima música da melhor banda do mundo. O título "Ladies And Gentleman" acaba sendo reaproveitado para o longa metragem, bem mais conhecido.

Ladies And Gentlemen, The Rolling Stones (1974, documentário, 83 min.)

Direção: Rollin Binzer
Produção: Marshall Chess, Bob Fries, Rollin Binzer e Steve Gebhardt
Produtora: Dragon Aire

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Nicky Hopkins, Bobby Keys, Jim Price e Ian Stewart.

Excelente documentário da excursão americana de 1972. Com contrato novo com gravadora nova, a Atlantic Records, que oferece à banda seu selo exclusivo, The Rolling Stones Records, e tendo dois excelentes discos, "Sticky Fingers" (71) e "Exile On Main Street" (72) com aceitação absoluta nos dois lados do Atlântico, fica mesmo faltando apenas um filme para registrar tudo. Este é o filme! As melhores versões nas maiores casas de espetáculos da America. O show inclui todos os medalhões lançados até então como "Brown Sugar", "Gimme Shelter", "Monkey Man", "Honky Tonk Woman", "Tumblin' Dice", "Love In Vain", "Midnight Rambler", "Street Fighting Man", além dos sempre presentes "Satisfaction" e "Jumpin' Jack Flash".

Cocksucker Blues (1976, documentário, p&b/cor, 95 min.)

Direção: Robert Frank e Daniel Seymour
Produção: Marshall Chess

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Nicky Hopkins, Bobby Keys, Jim Price, Ian Stewart, Marshall Chess, Stevie Wonder, Dick Cavett, Muddy Waters, Andy Warhol, Truman Capote, Terry Southern, Tina Turner, Bianca Jagger

Anárquico documentário da excursão americana de 1972. O filme teve uma aparição relâmpago em algumas poucas cidades, dado a seu nome e conteúdo. Poucas cenas dos shows, alguns ensaios e o resto é bastidor. Seja nos hotéis ou durante as viagens, as câmeras não param de filmar. O filme oferece cenas antológicas, como quando Keith, Bobby e Marshall resolvem jogar a televisão pela janela antes de deixarem o hotel. Ao sair, a gerência aparece no lobby fazendo questão de apertar a mão das celebridades, sem demonstrar saber sobre a TV. Há momentos mais arrastados, como quando a caminho para a cidade vizinha, encosta em um bar de beira de estrada e encontram Muddy Waters jogando sinuca. Assistimos então a tropa bebendo cerveja e jogando sinuca com Muddy Waters.

A cena mais comentada do filme possivelmente seja quando o cameraman registra Bobby Keys no avião, encenando praticar sexo oral com uma groupie para, em seguida, amigavelmente estuprar outra groupie presente. A camera chega ao requinte de focalizar em algumas reminiscências do ato que ficaram pingados sob as costas da parceira. Tudo isso enquanto Keith, Mick, Marshall e outros estão rindo, bebendo e levando uma batucada de inglês. O filme é bem chato, mas muito das historias sobre a vida "on the road" você vê acontecendo aqui.

O filme abre com a canção ainda inédita, "Cocksucker Blues". Porque uma música chamada "Cocksucker Blues"? A banda em 1970 já estava com tudo acertado para assinar com Atlantic Records quando é cobrado pela Decca Records, a gravar mais uma música inédita, por exigência contratual. Mick Jagger prontamente pegou seu violão, compôs e gravou "Cocksucker Blues", música tão cheia de palavrões e insinuações sexuais que deve permanecer nos cofres da Decca por mais alguns milênios.

Time Is On Our Side (1982, show, 91min.)

Direção: Hal Ashby
Produção: Ronaldo L. Schwary

Elenco e Participações: the Rolling Stones com Ron Wood, Ernie Watts, Ian Stewart, Ian McLagen e Bobby Keys.

Antes de prepararem o filme "Let's Spend The Night Together," foi feito este que apresenta apenas dois dos shows da excursão americana, no Sun Devil Stadium da Universidade Estadual de Arizona na cidade de Tempe e no Meadowlands Arena em Nova Jersey. Um show de ângulos por parte dos cameramen e um show de música por parte da banda, que apresenta aqui 24 canções.

Let's Spend The Night Together (1983, show, 94min)

Direção: Hal Ashby
Produção: Ronaldo L. Schwary
Produtora: Embassy Films

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Ernie Watts, Ian Stewart, Ian McLagen.

Shows da excursão americana de 1981 divulgando o álbum Tatto You. Excelentes apresentações da banda por toda América, tocando "Start Me Up", "Waiting On A Friend", "Going To A Go-Go", "Just My Imagination", "Twenty Flight Rock", "Under My Thumb" e muitos outros além dos clássicos de sempre.

Video Rewind: Greatest Video Hits (1984, show, 60min.)

Produtora: Warner Videos

Elenco e Participações: the Rolling Stones

Coleção de vídeos recentes dos Rolling Stones

25x5 - The Continuing Story Of The Rolling Stones (1989, documentário, 130 min.)

Direção: Nigel Finch
Produção: Andrew Solt
Produtora: CBS Music

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Nicky Hopkins, Bobby Keys, Jim Price, Ian Stewart, Marshall Chess, Stevie Wonder, Tina Turner, Dick Cavett, Muddy Waters, Billy Preston, Mick Taylor, Ron Wood.

Documentário e biografia da banda com entrevistas, apresentações e clipes nem sempre na íntegra. Ótimo para quem quer conhecer sua historia pregressa como para veteranos exigentes.

Rolling On (1991, documentário, 57 min.)

Elenco e Participações: The Rolling Stones.

Documentário da carreira da banda através dos clipes, entrevistas e apresentações ao vivo.

At The Max (1992, show, 94 min.)

Direção: Christine Strand e Julien Temple
Produção: Michael Cohl, Nicolas J. Gray, Roman Kroiter, Andre Picard e Martin Walters.

Elenco e Participações: Mick Jagger, Keith Richards, Ron Wood, Bill Wymann e Charlie Watts, Bobby Keys, Chuck Leavell e Bernard Fowler.

Apresentações da banda em Turin, Berlim e Londres. Filmado no sistema IMAX, o que oferece uma imagem de 70mm e surround sound.

Voodoo Lounge (1994, show)

Produtora: Warner Videos

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Robert Cray, Bo Diddley

Apresentação da banda durante a tour "Voodoo Lounge Tour" com aparições de Bo Diddley e Robert Cray e narração de Whoopi Goldberg.

Bridges To Babylon (1998, show)

Produtora: Warner Videos

Elenco e Participações: the Rolling Stones, Dave Matthews, Joshua Redman

Apresentação de show realizado pela banda em 1997 que faz parte da "Bridges to Babylon Tour". Entre outras canções você verá "Start Me Up", "Across The Bridge", "Tumbling Dice", "Miss You" e "Gimme Shelter". Convidados especiais incluem Dave Matthews e Joshua Redman.

Shine a Light (2008 - Documentário)

Leia comentário sobre o filme na matéria abaixo.


Filmes com participação dos membros dos Rolling Stones

Performance (1970, drama, 105min.)

Direção: Donald Cammell e Nicholas Roeg
Roteiro: Donald Cammell
Produção: Sanford Lieberson
Direção Musical: Randy Newman
Produtora: Warner Brothers

Elenco: James Fox, Mick Jagger, Anita Pallenberg, Michele Breton

Primeiro filme do Jagger, segundo do diretor Nicolas Roeg. James Fox é melhor lembrado pela sua atuação no filme "Those Magnificent Men In Their Flying Machines" ["Esses Homens Maravilhosos e Suas Maquinas Voadoras"]. O grande desafio de Performance era de juntar duas pessoas diametralmente opostas numa situação de convívio. Assim o filme coloca um Chas (Fox), gangster heterossexual tão violento, que tem prazer quase sexual de esmurrar sua namorada e Turner (Jagger) um astro do rock, aposentado, bissexual, cheio do dinheiro porém entediado com a vida. Com o convívio, os personagens começam a questionar suas certezas. O filme oferece também a primeira gravação de Jagger fora dos Rolling Stones, a canção "Memo For Turner."

"Performance" é visto hoje como o filme cult supremo, com o qual se encerra a década de sessenta. Filme feito em 1968, suas imagens de decadência explicita amedrontaram a Warner Brothers que segurou o filme por dois anos. Ainda assim, somente chegou aos cinemas depois de sete editores serem escalados para cortar e mudar o filme, em uma pífia tentativa de não "ofender o público". Cinco edições diferentes estavam sendo exibidas em cinemas ao redor do mundo. No Brasil ele se manteve censurado durante o governo militar.

O filme carrega consigo uma áura de tortura psicológica e abuso químico, sentida por todos os envolvidos com ele. Dos atores principais, James Fox entrou em crise existencial, abandonando a profissão de ator para se tornar pastor de uma missão cristã. Anita Pallenberg entraria em uma fase de excesso de drogas, bebidas e envolvimento com o estudo do oculto. Essa fase duraria cerca de dez anos. Michelle Breton, também entraria em crise existencial, se mudaria para Marselles e se tornaria traficante de heroína, entrando e saindo de instituições para se livrar de seu vício. Desapareceu e presume-se estar morta. Mick Jagger parece ser o único a ter conseguido sair do filme no lucro. O diretor Donald Cammell levou nove anos para conseguir fazer outro filme. Passivo a constantes crises de depressão, quando outro filme seu foi censurado pela produtora, se suicidou com um tiro na cabeça.

Ned Kelly (1970, drama, 100min.)

Direção: Tony Richardson
Roteiro: Ian Johnson e Tony Richardson
Produção: Neil Hartley
Produtora: Flower Filmes
Trilha: Shel Silverstein

Elenco e Participações: Mick Jagger, Jack Allan, Claire Balmford, Tony Bazell, Kurt Beimel

Personagem lendário do folclore Australiano, Ned Kelly foi um ladrão que com vinte anos de idade já havia passado tempo na cadeia. Não conseguindo prendê-lo novamente, teve a sua mãe falsamente acusada de assassinato. Kelly se oferece a se entregar em troca da mãe mas com a recusa das autoridades ele e seus irmãos atacam e saqueiam cidades impiedosamente.

Burdon of Dreams (1982, documentário, 95 min.)

Direção e Produção: Les Blanc
Roteiro: Michael Goodwin
Produtora: Flower Filmes

Elenco e Participações: Werner Herzog, Klaus Kinski, Claudia Cardinale, Mick Jagger, José Lewgoy.

Les Blank segue o diretor Werner Herzog adentro da floresta Amazônica no Peru registrando como se passavam as gravações do filme "Fitzcarraldo". Mick Jagger acabou abandonando o projeto e, portanto, não pode ser visto na edição final do filme de Herzog. Outro músico fazendo uma ponta em "Fitzcarraldo" é Milton Nascimento.

The Nightingale (1983, ficção, 60 min.)

Direção: Ivan Passer
Roteiro e Produção: Arthur e Evelyn Barron
Produtora: Continental

Elenco e Participações: Bud Cort, Barbara Hershey, Mick Jagger, Malo.

Ficção baseada no conto de Hans Christian Anderson. Um cruel imperador (Jagger) é presenteado com um pássaro (Nightengale) por uma ajudante de cozinha. O imperador troca seu presente por um pássaro mecânico. No final da historia, uma pequena lição.

Running Out Of Luck (1986, musical, 88 min.)

Direção: Dennis Hopper
Produtora: CBS/Fox Video

Elenco e Participações: Mick Jagger, Jerry Hall, Ritchie, Rae Dwn Chong, Dennis Hopper.

O filme é uma tentativa de unir em uma história nove clips do álbum "She's The Boss" de Mick Jagger. A maioria das cenas rodadas no Brasil foram realizadas no Rio de Janeiro. Nas cenas no Aeroporto Santos Dumont, Jagger contracena com o cantor Ritchie. O cassino visto no filme foi filmado na sede social do Fluminense Futebol Clube em Laranjeiras.

Freejack (1992, ficção, 110 min.)

Direção: Geoff Murphy
Roteiro: Dan Gilroy, Steven Pressfield e Ronald Shusett
Produção: Stuart Oken e Ronald Shusett
Trilha: Trevor Jones e Michael Boddicker

Elenco e Participações: Emilio Esteves, Mick Jagger, Anthony Hopkins, Rene Russo, David Johansen e Jerry Hall.

Alex é um piloto de corridas (Esteves) que escapa da morte certa quando segundos antes do inevitável, é transportado para o ano 2009, graças a McCandless, um milionário enfermo (Hopkins) que quer o corpo jovem do piloto para substituir o seu. Com a recusa de Alex e sua subsequente fuga, McCandless manda seu capataz Vacendak (Jagger) caça-lo e trazê-lo de volta.

Bent (1997, drama, 117 min.)

Direção: Sean Mathias
Produção: Dixie Linder e Michael Solinger
baseado na peça de Martin Sherman
Trilha: Philip Glass

Elenco e Participações: Lothaire Bluteau, Mick Jagger, Ian McKellen, Clive Owen

O Nazismo começa sua caça aos homossexuais dentro da Alemanha durante a Segunda Guerra. A polícia invade festa/orgia dada pelo travesti conhecido como Greta (Jagger) onde grande parte de seus participantes são membros do partido. Max (Owen) , conhecido playboy bissexual e seu amante Rudy (Webber), conseguem fugir mas acabam presos e mandados a um campo de concentração. Pelo caminho, Max consegue trocar sua identidade e passar por um judeu, povo que seria executado logo, enquanto os homossexuais sofrem um tratamento pior pelos guardas. Max conhece Horst (Bluteau), que assume totalmente sua condição de homossexual e eles se apaixonam. Filme lançado em duas versões, uma com maior quantidade de cenas sexuais explicitas e outra com essa cenas retiradas.

Keith Richards and the X-Pensive Winos: Live (1991, show)

Elenco e Participações: Keith Richards e banda

Keith Richards com sua banda X-Pensive Winos se apresentam ao vivo, promovendo o seu álbum solo "Talk Is Cheap." Entre outras canções, Keith apresenta "Talk Is Cheap" e "Time Is On My Side."

Digital Dreams (1983, documentário, 72 min)

Direção: Robert Dornhelm
Roteiro: Richard O'Brien
Produção: Bill e Astrid Wyman
Produtora: Ripple Productions Ltd.
Trilha: Mike Batt e Bill Wyman

Elenco e Participações: Bill Wyman, Astrid Wyman, James Coburn, Richard O'Brien, Stanley Unwin, Patrick Moore

Filme documentário contando a vida, amores e aspirações de Bill Wyman baixista dos Rolling Stones, que deixou a banda em 1981 após a "Steel Wheel Tour". A música de Wyman é executada pela London Symphoney Orchestra.

Green Ice (1981, aventura, 119 min.)

Direção: Ernest Day
Roteiro: Edward Anhalt, Robert de Laurentiis, Anthony Simmons e Ray Hassett
Produção: Jack H. Wiene
Produtora: ITC Films International
Trilha: Bill Wyman

Elenco e Participações: Ryan O'Neal, Anne Archer, Omar Shariff

Um engenheiro (O' Neal) e uma amiga (Archer) vão à América do Sul com o propósito de roubar um contrabandista de esmeraldas (Shariff) de sua fortuna.

Willie and the Poor Boys (1985, documentário, 30 min.)

Direção: Mark Innocenti e Eddie Arno
Produtora: JEM Music

Elenco e Participações: Bill Wyman, Mel Collins, Andy Fairweather, Mickey Gee, Ken Jones, Raf Ravenscroft, Chris Rea, Henry Spinetti, Ringo Starr, Terri Taylor, Geraint Watkins, Charlie Watts, Ron Wood

Entre outras canções estão "Poor Boy Boogie", "Chicken Shack", "All Night Long", "Baby Please Don't Go".

Eat The Rich (1987, comédia, 89 min)

Direção: Peter Richardson
Roteiro: Peter Richardson e Pete Richins
Produção: Tim Van Rellim
Produtora: New Line Cinema
Trilha: Motorhead

Elenco e Participações: Lanah Pellay, Nosher Powell, Fiona Richmond, Ronald Allen, Lemmy Kilmister, Paul & Linda McCartney, Bill Wyman, Koo Stark, Jennifer Saunders

Filme de humor negro. Sujeito (Pellay) é mandado embora de um restaurante barato. Revoltado, retorna com um bando de terroristas que resolvem alimentar os clientes novos com os clientes mais antigos.

Bad City Blues (1999, drama 116 min.)

Direção: Michael Stevens
Roteiro: Tim Willocks
Produção: Michael Stevens e Tim Willocks
Trilha: Max Middelton e Mick Taylor
Produtora: Bad City Pictures

Elenco e Participações: Michael Massee, Michael McGrady, Dennis Hopper, Judith Hoag, Jim Metzler, Ruth Livier

Quatro histórias se entrelaçam partindo de um mesmo ponto, o roubo de um banco.

The Wild Life (1984 - comédia - 96 min.)

Direção: Art Linson
Roteiro: Cameron Crowe e Don Phillips
Produção: Art Linson, Don Phillips e Cameron Crowe
Trilha: Eddie Van Halen
Produtora: Universal Pictures

Elenco e Participações: Ilan Mitchell-Smith, Eric Stoltz, Jenny Wright, Lea Thompson, Brin Berliner, Rick Moranis, Randy Quaid, John Linson, Leigh Lombardi, Cameron Crowe, Chris Penn, Leo Penn, Ben Stein, Nancy Wilson, Ron Wood

Várias histórias independentes que ocorrem dentro de sete dias antes do início das aulas.

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Esta é uma matéria antiga do Whiplash.Net. Por que destacamos matérias antigas?


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Curiosidades
Todas as matérias sobre "Cinema e TV"
Todas as matérias sobre "Rolling Stones"

Mick Jagger: Luciana Gimenez diz que ele a usou para ficar famoso
Astros do Rock: como seriam suas versões tatuadas
Mick Jagger: L'Wrenn Scott deixou US$ 9 milhões para ele
Rock in Rio: Fim do mistério, The Rolling Stones em Lisboa
Rolling Stones: banda publica mensagens de apoio a Mick Jagger
Rolling Stones: Público assiste banda que tem medo de arriscar
Mick Jagger: tabloide conta como ele soube da morte da namorada
Rolling Stones: Jagger se manifesta sobre suicídio da namorada
Rolling Stones: show cancelado após morte da namorada de Jagger
Mick Jagger: Namorada do músico é encontrada morta
Rock In Rio: Stones no Brasil em 2015 pode ser a surpresa?
Rolling Stones: censura ataca banda na China
Rolling Stones: fazendo lenda na China
Bon Jovi: no topo dos que mais faturaram com o rock em 2013
Rolling Stones: estreando música de 40 anos no Japão

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Márcio Ribeiro

Nascido no ano do rato. Era o inicio dos anos sessenta e quem tirou jovens como ele do eixo samba e bossa nova foi Roberto Carlos. O nosso Elvis levou o rock nacional à televisão abrindo as portas para um estilo musical estrangeiro em um país ufanista, prepotente e que acabaria tomado por um golpe militar. Com oito anos, já era maluco por Monkees, Beatles, Archies e temas de desenhos animados em geral. Hoje evita açúcar no seu rock embora clássicos sempre sejam clássicos.

Mais matérias de Márcio Ribeiro no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas