The Cross: pioneiros do Doom nacional finalmente lançam seu debut

Resenha - Cross - Cross

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fabio Pitombeira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Apesar de ser a primeira banda de Doom Metal do Brasil, tendo iniciado sua carreira no final dos anos oitenta, apenas agora, em 2017, o THE CROSS se lança no mercado através da Eternal Hatred Records, com seu debut álbum homônimo. Se compararmos este aqui com o EP "Flames Through Priests", lançado em 2016, a evolução é gritante. Desde a competente produção no Revolusom Studios, até as composições e, principalmente, a atuação dos seus músicos.

Cópia Infiel: Ato 1, Raul Seixas e o Dolo de OuroEsquisitices: algumas exigências bizarras para shows

Imagem

"The Cross" é indicado para um nicho muito específico de fãs, mas isso não tira em nenhum momento a relevância deste disco, muito pelo contrário. Ou seja, se você é fã do BLACK SABBATH, vai encontrar as portas abertas aqui. Os fãs do TROUBLE, AHAB, ISOLE, SOLSTICE, SWALLOW THE SUN e SOLITUDE AETURNUS também se sentirão em casa, pois o THE CROSS bebe de todas estas referências para moldar o seu som. O vocalista Eduardo Slayer, único membro da formação original dá as cartas, com uma atuação sorumbática e muito bem encaixada em todas as canções. Além dele, o guitarrista Felipe Sá é o encarregado de estabelecer bases frias, contrastadas com melodias carregadas de densidade, garantindo assim todo o clima que um trabalho voltado para o Doom precisa ter.

Como destaques do CD gostei bastante de "The Last Prayer", "Resquiat In Pace" (esta em memória do seu falecido guitarrista Elly Brandão), "House Of Suffering" e "Poe’s Silence", esta última provavelmente a melhor do trabalho. Este registro vale como uma espécie de documento histórico da nossa cena underground nacional, o que por si só já vale o investimento! Espero, apenas, que os seus próximos trabalhos não tardem a ser lançados, principalmente agora que contam com uma grande gravadora no Brasil.

Eternal Hatred Records - 2017

Track List:
01. Cold Is The Night Beyond Death
02. The Final Nail In The Coffin
03. The Skull & The Cross
04. The Last Prayer
05. Resquiat In Pace
06. Garden Of Silence
07. House Of Suffering
08. Poe’s Silence

Formação/Formation:
Eduardo Slayer: vocalista/vocalist
Felipe Sá: guitarrista/guitarist
Paulo Monteiro: guitarrista/guitarist
Mario Baqueiro: contrabaixista/bass guitarist
Louis: baterista/drummer

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Cross - Cross

The Cross: Se reafirmando no topo do Doom Metal nacional

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cross"

Raul Seixas
Os plágios da carreira do artista

Esquisitices
Algumas exigências bizarras de astros para shows

Burzum
Varg é condenado por xenofobia e racismo na França

Slash: "grunge não teve nada a ver com o fim do Guns"Kiss FM: as 500 mais escolhidas pelos ouvintes da rádio em 2012Herói: Astros da música transformados em heróis de HQSoulfly: Max relembra seu momento mais surreal ao vivoGaleria - Tatuagens em homenagem ao Guns N' RosesSteven Tyler: problemas do mundo se resumem à falta de sexo

Sobre Fabio Pitombeira

Trabalha desde 2002 com produção de shows em Teresina. Teve a oportunidade de trabalhar com grandes nomes do Heavy Metal e Rock and Roll como Paul Di Anno, Ira!, Hangar, Angra, Shaman, Andralls, Drowned, Clamus, Dark Season, Megahertz, Anno Zero Empty Grace, Mordydia, Káfila, entre outros.

Mais matérias de Fabio Pitombeira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online