Stratovarius: "Destiny" relançado em versão mais que especial

Resenha - Destiny - Stratovarius

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Junior Frascá
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Em 1998, quando “Destiny” foi originalmente lançado, o STRATOVARIUS era a maior banda de Power metal melódico do mundo. Seu disco anterior, “Visions”, fez grande sucesso, alavancando a carreira da banda tanto na Europa como fora dela, e em especial no Brasil. E agora o trabalho acaba de ser relançado em uma verão deluxe, em CD duplo, com vários atrativos para os fãs.

Nirvana: quem é o bebê da capa de Nevermind?Frances Bean Cobain: filha de Kurt posa para ensaio sensual

Imagem

A formação da banda naquela época estava estável há alguns anos, trazendo tudo aquilo que o estilo exigia: uma cozinha forte, técnica e veloz, formada por Jari Kainulainen (baixo) e o monstro Jorg Michael (bateria); um tecladista criativo e audacioso, Jens Johansson; um vocalista com timbres cristalinos que alcançava tons altíssimos com facilidade (o clichê do clichê do estilo), Timo Kotipelto; e um guitarrista com fortes influências de música clássica, grande capacidade de técnica, velocidade e ótimo compositor, com facilidade de criar melodias fáceis e grudentas, Timo Tollki.

E, com isso, era tudo jogo ganho, e temos mais um grande registro dos finlandeses, como fica claro pela receptividade de faixas como a épica e progressiva “Destiny”, e os hits “S.O.S.”, “No Turning Back” e “Anthem of the World”, que retratam bem como a banda era excelente naquele período, veloz e melódica na medida certa, e sem nunca abrir mão do peso.

As ótimas baladas “4000 Rainy Nights” e “Years Go By” (com um show de Kotipelto) também são excelentes pedidas, demonstrando o lado mais sentimental do quinteto.

Também fica claro que “Destiny” era um disco mais carregado e melancólico que seu antecessor, com faixas mais obscuras, letras mais tensas, e um clima introspectivo abordando todo o material.

Essa nova versão, em seu CD 1, traz ainda mais três faixas bônus, inclusive com o cover de “Blackout”, do SCORPIONS, e a ótima “Cold Winter Nights”.

O álbum foi todo remasterizado nesta nova versão, embora não sejam perceptíveis grandes mudanças (só o baixo, que ficou bem mais evidente aqui), pois o original já possuía uma grande qualidade.

Mas não é só: no CD2, temos um show ao vivo da banda na tour de divulgação do álbum, gravado na Finlândia, e denominado “Visions of Destiny”. A qualidade de gravação é excelente, e temos um grande apanhado de clássicos, não só da banda, como do metal dos anos 90, como “Paradise”, “Black Diamond”, “The Kiss of Judas”, “Speed of Light”, dentre outras.

Depois de “Destiny”, o STRATOVARIUS lançou seu outro grande álbum, “Infinite”, que culminou novamente com um grande sucesso mundial. Todavia, depois deste álbum, nunca mais conseguiram o sucesso dos anos 90, e a banda acabou passando por diversos problemas, culminando com a loucura e saída de seu líder Tolkki, dentre várias outras insanidades que não convêm aqui abordar (quem viveu a época e não se lembra da vocalista Miss K, hein?!?)

Portanto, temos aqui um registro histórico, de uma banda que marcou época, e que é item indispensável em sua coleção, mesmo que você já tenha a versão original, pois há diversos novos atrativos por aqui.

E vale lembrar que o material foi lançado no mercado nacional via Shinigami Records em duas versões: em digipack e acrílica. Imperdível.

Destiny - Stratovarius
(2016 – Shinigami Records)

Track List:

CD 1:

1. Destiny
2. S.O.S.
3. No Turning Back
4. 4000 Rainy Nights
5. Rebel
6. Years Go By
7. Playing With Fire
8. Venus in the Morning
9. Anthem of the World

Bonus Tracks:

10. Cold Winter Nights
11. Dream With Me
12. Blackout

CD 2:

1. Destiny
2. Paradise
3. Speed of Light
4. S.O.S.
5. Anthem of the World
6. Forever
7. Black Diamond
8. The Kiss of Judas
9. Distant Skies
10. Forever

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Destiny - Stratovarius

Tradução - Destiny - Stratovarius

Todas as matérias e notícias sobre "Stratovarius"

Power metal
Os 10 discos essenciais segundo o TeamRock

Apocalipse
Confira 5 das melhores músicas sobre o tema

Revolution Renaissance
Timo Tolkki é o Milli Vanilli do Metal?

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 29 de janeiro de 2017

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Stratovarius"

Quem é ele?
A história do bebê imortalizado na capa de Nevermind

Frances Bean
Filha de Kurt Cobain posa para ensaio sensual

Ramones
Perguntas e respostas e curiosidades

Dream Theater: Como John Petrucci vê os fãs da banda?Orange.co.uk: site lista os rockstars mais controversosRegis Tadeu: uma declaração apimentada sobre público de Metal ExtremoIndústria: ouvir MP3 tendo as tecnologias de 2015 é estupidezEminem: Rap God em 40 estilos diferentesDaniel Johns: cover irreconhecível de Smells Like Teen Spirit

Sobre Junior Frascá

Junior Frascá, casado, é advogado, e apaixonado por heavy metal em todas as suas vertentes (em especial thrash, stoner, doom e power metal) desde seus 15 anos. Também é fã de filmes de terror e séries americanas, faz parte da equipe da revista digital Hell Divine e do site My Guitar, e é guitarrista da banda de metal tradicional MUD LAKE.

Mais matérias de Junior Frascá no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online