Whiplash.NetMenuBuscaReload

Powerfull: Em nova banda, Mario Pastore aposta em som tradicional

Resenha - Warrior Soul - Powerfull

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ricardo Seelig, Fonte: Collector's Room
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Mario Pastore é um dos vocalistas mais conhecidos e veteranos da cena metal brasileira. Com passagens por Delpht, Acid Storm, Heaviest, além do projeto Hamlet e da banda que batizou com o seu sobrenome, o músico está com uma nova banda, para alegria de seus fãs.

Marilyn Manson: 7 coisas que você não sabia sobre eleGuns N' Roses: contrato de Slash está pior que nos anos noventa?

Imagem

O Powerfull traz Pastore ao lado do guitarrista Jones Jones e do baterista Vagner Gilabel - o nome do baixista que gravou o disco não foi divulgado. "Warrior Soul", estreia do grupo, saiu no final do ano, e é indicado para quem curte o speed metal de nomes como Viper, Helloween, Primal Fear e afins - aliás, só eu acho que Pastore possui uma semelhança física, além do timbre vocal, com Ralf Scheepers? A proposta da banda é fazer um som bem tradicional, que bebe na linguagem do gênero e não se preocupa em buscar inovações ou apresentar novas ideias. Pelo contrário: a sensação é que os músicos estão mesmo revisitando o seu passado e prestando tributo à trajetória que cada um deles fez no gênero.

Com uma produção mediana, "Warrior Soul" é aquele disco feito sob medida para quem curte a pegada oitentista, com boas melodias de guitarra, linhas vocais bem construídas, bateria rápida e os vocais agudos característicos de Pastore, que é o destaque do trabalho. Esses ingredientes tem tudo para agradar uma parcela do público, ainda que alguns possam achar estes mesmos elementos cansativos e repetitivos.

Com um tracklist bem homogêneo, "Warrior Soul" possui momentos que farão a alegria dos fãs - a abertura com “Fireball" é um deles, assim como a cadenciada “Screaming Inside” e a bela instrumental acústica “Spain”, que encerra o disco com um agradável acento flamenco -, e dá continuidade a longa e brava trajetória de Mario Pastore.

Pra fechar, um adendo: vi que a banda também gravou uma versão para “I Want Out”, do Helloween, mas a versão disponibilizada para audição não continha a faixa.

Lançamento via Marquee Records.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

 Compartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Warrior Soul - Powerfull

Powerfull: Banda de Mário Pastore com pegada de metal tradicional

Pastore
Infelizmente esse é o país do Carnaval, e não do Metal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Powerfull"Todas as matérias sobre "Pastore"

Marilyn Manson
7 coisas que você não sabia sobre ele

Guns N' Roses
Contrato de Slash está pior que nos anos noventa?

Metallica
Para Hetfield, algumas bandas deveriam morrer

Corey Taylor: "não comprem a playboy da Lindsay Lohan"Música clássica: Bach, Beethoven e Vivaldi em versão MetalTony Iommi: vendo um fantasma durante ensaio de 1973Grunge: as 10 bandas mais influentes do estiloGuns N' Roses: Ellen Jabour conta como foi estar com bandaMax Cavalera: mais histórias insanas de sua autobiografia

Sobre Ricardo Seelig

Ricardo Seelig é editor da Collectors Room - www.collectorsroom.com.br - e colabora com o Whiplash.Net desde 2004.

Mais matérias de Ricardo Seelig no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online