The Birthday Massacre: Pregos e Agulhas?

Resenha - Pins and Needles - Birthday Massacre

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Surgido em 1999, no Canadá, o The Birthday Massacre nos trouxe uma musicalidade curiosa, para ser ouvida com a mente aberta, devido ao mix entre Gothic Rock, Alternativo, Electro e SynthPop, e, que provavelmente pode desagradar a muitos aficionados por sons mais pesados. Todavia, é interessante dar uma conferida no que se trata primeiro, antes de sair apedrejando-os, pois gostando ou não, é algo verdadeiro!

Roger Moreira: "Jovem é de esquerda quase que 100% porque o pai sustenta"Noisecreep: as 10 guitarras mais icônicas do metal

Imagem

O passar dos anos, não nos entrega apenas desvantagens, e um dos benefícios a serem ganhos é a experiência, no caso aqui a musical. O peso, que flui de maneira natural, e nem um pouco forçada, é notado através de guitarras e baixo mais "na cara', pois apesar dos estilos supracitados, não significa que temos aqui um disco em demasiado leve, mas um disco de Rock (sim!) que soa balanceado. Mas, existem sim, momentos mais acessíveis, principalmente por causa dos vocais 'suaves' de Chibi, algumas melodias e teclados mais "light", porém no fim, tudo se completa de maneira envolvente.

A abertura ficou por conta de "In the Dark", uma das mais pesadas, e que ganhou um clipe razoavelmente sinistro, enquanto que 'Always' e 'Secret' estão na ala das mais tranquilas. Destaco também as faixas 'Pale', 'Control' e a própria título, 'Pins and Needles', ressaltando que todas estas são muito marcantes e contam com bons refrãos.

Não que tenha ficado ruim, mas na minha humilde opinião, os responsáveis pelos processos de produção e gravação, poderiam ter uma preocupação maior com a qualidade sonora, mas, como disse, nada que tenha afetado muito o resultado final. Ah, e apenas como conselhos, esqueça o lado visual (pelo menos das fotos antigas), que certamente o desanimará, aperte logo o 'play' e então faça suas próprias deduções!

Faixas:
1 -- In the Dark
2 -- Always
3 -- Pale
4 -- Control
5 -- Shallow Grave
6 -- Sideways
7 -- Midnight
8 -- Pins and Needles
9 -- Two Hearts
10 -- Sleepwalking
11 -- Secret

Formação:
Chibi -- vocal
Rainbow -- Guitarra, Sintetizador, Vocal de Apoio
Falcore -- Solo, Sintetizador
Rhim -- Bateria
Owen -- Teclado
Nate Manor -- Baixo

Lançamento: Setembro de 2010 / Metropolis Records.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Birthday Massacre"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Birthday Massacre"

Roger Moreira
"Jovem é de esquerda porque o pai sustenta"

Noisecreep
As 10 guitarras mais icônicas do metal

Iron Maiden
Os três álbuns preferidos de Bruce Dickinson

Duff McKagan: as lembranças de quando tocou no Rock In RioGaleria - Tatuagens em homenagem a artistas e bandas - Parte 1Como fazer biscoitos e macarrão em versão Black MetalSammy Hagar: "os caras do Van Halen não pensam nos fãs"Axl Rose: o que ocorreu quando o confundiram com Bon JoviAC/DC: Onde está Phil Rudd no site da banda?

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online