Black Sabbath: O ataque do deus da guerra!

Resenha - TYR - Black Sabbath

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Para quem não fica muito preso ao passado e sabe aceitar as novidades e mudanças que um artista pode oferecer, sempre terá boas músicas para curtir, e por consequência, ainda ajudar a perpetuar mais o nome da banda que gosta, de forma respeitosa.

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalRegis Tadeu: a burrice reinante na música brasileira é mais perigosa do que você imagina

Imagem

Mesmo que Tony Iommi sempre tenha procurado o melhor para o Black Sabbath (e para si mesmo), ao longo de sua carreira, marcada por inúmeros altos, e alguns "baixos", não significa que não tenha sofrido críticas e torcida-de-narizes por parte da praga do radicalismo de "fãs" inconformados com os direcionamentos seguidos e expostos por ele. TYR pode ser considerado como um dos trabalhos mais obscuros, de uma fase ainda mais "obscura" (sim, pois para a maioria esmagadora, só é Black Sabbath verdadeiro o que contou com Ozzy ou Dio nos vocais...) do grupo inglês, mas por isso tende a ser algo desprezível indigno de se conhecer? Eu te digo bem alto: NÃO!!

Mesmo não sendo também um clássico absoluto, não se pode ignorar faixas luxuosas e imperdíveis como a balada "Feels Good To Me" (que ganhou um vídeo bem dramático), as rápidas "Law Maker" e "Valhalla", a quase Doom "The Sabbath Stones" (que curiosamente me lembra um pouco o som que o Solitude Aeturnus faria mais tarde), a impactante "Heaven in Black" e a pesada com momentos mais refinados "Anno Mundi", que valem muito bem a responsabilidade do nome que ostentam.

Imagem

Para quem espera um trabalho conceitual, sobre a mitologia nórdica, sinto informar, mas, apenas três faixas tratam do tema, sendo o que tem de mitológico mesmo é a formação, com Tony Martin cantando pra valer (apesar de quê, em alguns breves momentos, lembrar bem o Dio...) e dos mais que experientes Cozy Powell e Neil Murray (Whitesnake), além do apoio nas teclas do fiel Geoff Nicholls!

Leitor inconformado, este disco pode não ser do Black Sabbath que gravou 'Vol. 4' ou 'Heaven And Hell', mas ainda sim, deve ser apreciado sem qualquer receio! Se você acha que merece...

Line-up:
Tony Martin - Vocals
Neil Murray - Bass
Cozy Powell (R.I.P. 1998) - Drums
Tony Iommi - Guitars
(Geoff Nicholls - Keyboards)

Track List:
1. Anno Mundi
2. The Law Maker
3. Jerusalem
4. The Sabbath Stones
5. The Battle of Tyr
6. Odin's Court
7. Valhalla
8. Feels Good to Me
9. Heaven in Black

Lançamento: Agosto/1990 - I.R.S. Records

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de TYR - Black Sabbath

Tradução - Tyr - Black Sabbath

Rock e Metal
Doze ótimos álbuns para iniciantes

Blend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalShows: veja quanto Sabbath, A7X, Red Hot e Disturbed faturaramRock e Metal: em vídeo, as piores covers da históriaTodas as matérias e notícias sobre "Black Sabbath"

Heavy Metal
25 bandas que fizeram o gênero ser o que é

Geezer Butler
Religião, humildade, e vegetarianismo

Vanusa e Black Sabbath
A notável coincidência nos riffs

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 09 de março de 2016

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Black Sabbath"

Regis Tadeu
A burrice reinante na música é mais perigosa do que você imagina

Coisa de Satanás
As bandas de rock mais perigosas do mundo

Entrevistas
Coices e tretas entre entrevistador e artista

Butcher Babies: Conheça o Porn Metal de ex-coelhinhas da PlayboyFotos de infância: rockstars em constrangedoras fotos de anuárioReinaldo - um apaixonado pelos ScorpionsLars Ulrich: O rock pesado não se ajuda faz duas décadasÁlbuns: e se os rockstars mortos sumissem das capas?Guerra: batalha sangrenta parodiada nas capas de 8 álbuns de Rock

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online