Arbach: Elevando a bandeira do black metal com honra e seriedade

Resenha - Left Hand Path - Arbach

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Cristiano Borges
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

O Arbach vem de Anápolis, Goiás e no ano de 2015 lançou seu debut álbum depois de 11 anos de batalhas e uma demo e um single lançados, 2008 e 2014 respectivamente. Detentora de um black metal calcado na escola norueguesa: som gélido, ríspido e cru na parte sonora e muitas blasfêmias na parte lírica, o full que se intitula Left Hand Path está recheado de riffs cortantes e afiados, a bateria martelando sem parar(sem blast beats) além do vocal que é bem particular e o baixo que dá aquele peso soturno para completar essa possessa horda.

Na Mira do Regis: farsa do playback no "Superstar" é desmascaradaBruce Dickinson: "Venha para o backstage e eu cuidarei de você"

Imagem

Além de uma pequena intro o disco contém 08 faixas e a maioria segue a mesma linha, a mesma rispidez, porém cada qual com sua particularidade, com sua variação característica. Fica difícil destacar algumas, mas tem aquelas que não tem como passar em branco como por exemplo a faixa titulo que é avassaladora; "Angel Of Faith And Light" tem aquela pegada pauleira característica mas que desbanca numa inspirada levada cadenciada e logo depois acaba na mesma linha inicial; "The Warriors of Pagan Empire" é outra que tem uma leva rápida mas varia para uma outra atmosfera e que inclusive tem um riff que fica grudado na mente (AARRRGGHHH); se distinguem "I Am The Goat" que carrega consigo um puta clima sombrio e é cadenciada do início ao fim, "Lucifer’s Reign" inicia numa clima arrastado e melancólico com o vocal soando gutural(fudido hino ao submundo); "The Hammer of Heretics" fecha o álbum com maestria, essa que seria um resumo do som da horda pois contém um pouco de tudo que já foi citado; para completar ainda temos "Thirty-Nine Lashes" e "Steel and the Stone (The Book of Satan)".

Formada por Emperor Diavolos (vocais e guitarras), Lord Maledictum (baixo) e Horus (bateria) a horda Arbach trilha seu negro caminho elevando a bandeira do black metal com honra e seriedade e tais posturas só fazem com que o metal negro nacional se fortaleça ainda mais!!!

Hail Metal Negro!

Músicas:

1. Intro
2. Left Hand Path
3. Angel of Faith and Light
4. Thirty-Nine Lashes
5. I Am The Goat
6. The Warriors of Pagan Empire
7. Lucifer's Reign
8. Stell and The Stone (The Book of Satan)
9. The Hammer of Heretics

Formação:

Emperor Diavolos (Guitarra e Vocais)
Lord Maledictum (Baixista)

Acompanhe Arbach através das redes:
http://www.facebook.com/arbachhorde
arbachhorde.wix.com/arbach
Contatos:arbachhorde@gmail.com

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Arbach"

Na Mira do Regis
Farsa do playback no "Superstar" é desmascarada

Bruce Dickinson
"Venha para o backstage e eu cuidarei de você"

Lemmy Kilmister
Chorando, Dave Grohl se despede do grande amigo

Iron Maiden: as aventuras de Adrian Smith como vocalistaMetal Sucks: os melhores álbuns de metal do século 21Metal Hammer: os maiores hits do rock eleitos em votaçãoResenha - Sgt. Peppers - BeatlesRodolfo Abrantes: "Raimundos como banda não me interessa"Slash: Babymetal é a coisa mais empolgante que escutei recentemente

Sobre Cristiano Borges

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online