Apple Sin: Um belo cartão de visitas

Resenha - Fire Star - Apple Sin

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Apesar da embalagem simples, com uma slipcase envolta apenas da bolachinha, o Apple Sin estreia com uma belíssima apresentação. Afinal, a arte de “Fire Star” é linda e já tem chamado atenção do público mais atento, mérito de Phillipe Belchior e do baixista Raul Lourenço que trabalharam nela.

AC/DC: empresário recorda exigências inusitadas da bandaLars Ulrich: O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"

Imagem

Mas, falando do som que é o que interessa, o quinteto de Barroso/MG já destacou nas coletâneas Roadie Metal, organizadas pela rádio de mesmo nome e não decepciona em seu primeiro registro. Trazendo um Heavy Metal tradicional sem invencionices, a banda consegue soar agradável e consistente.

A tradicional NWOBHM é uma referência forte aqui, sendo que a banda investe em levadas mais cadenciadas, com riffs que não carregam tanto no peso (deixando isso para o baixo pulsante) e uma bateria precisa. Patric Belchior não esconde suas influências de Bruce Dickinson, sendo que seu timbre lembra muito o britânico, incluindo em sua carreira solo.

Uma característica importante do Apple Sin são os refrãos pegajosos, principalmente das faixas Apple Sin e Fire Star que são os carros chefes da banda. Ambas impregnam de cara na cabeça e mostram que eles têm um potencial incrível. Vale mencionar que Darkness of World pode não ser tão pegajosa quanto às mencionadas, mas possui uma qualidade impar com sua variação e versatilidade.

Com produção e mixagem do baterista Eduardo Rodrigues, o Apple Sin conseguiu atingir um resultado satisfatório, que com leves ajustes pode levar a banda ainda mais acima. Enfim, “Fire Star” atingiu as expectativas e serviu muito bem como cartão de visitas da banda, que pode render muito mais frutos ainda.

https://www.facebook.com/bandaapplesin

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Fire Star - Apple Sin

Apple Sin: Banda convence e agrada em "Fire Star"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Apple Sin"

AC/DC
Empresário recorda exigências inusitadas da banda

Lars Ulrich
O motivo pelo qual o Big Four tocou "Am I Evil"

Slayer
O que acontece quando tentam tocar com um violão?

Separados no nascimento: Kevin Bacon e Myles KennedySteven Tyler: vocalista admite que já queimou a roscaBaixistas: membro mais importante das bandas, segundo cientistasAs regras do Prog MetalNirvana: O equipamento de Kurt CobainGaleria - Tatuagens em homenagem ao Kiss

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online