Colosus: O individualismo característico

Resenha - Blestem - Colosus

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Logo ao ouvir este debut do Colosus já se nota que trata-se de uma one-man-band. Os motivos? É muito comum ‘bandas’ neste formato investirem neste tipo de som – no caso aqui o Atmospheric Black Metal – pois trata-se de algo extremamente individualista.
Sepultura: vídeo de Andreas e seu filho tocando "Seek & Destroy"Epica: entrevista de Simone Simons para a Playboy

O sujeito por trás do Colosus é multi instrumentista britânico Krhudd (Clouds, Deos, Eye of Solitude, God Eat God, entre outros) que destila uma sonoridade sombria, gélida e cheia de sentimentos negativos neste primeiro e único trabalho até então. Pra resumir bem o clima há um recado mais ou menos assim no release: ‘Blestem é um conjunto extremamente íntimo e pessoal de canções, por isso as letras não estão disponíveis’.

E este clima é sentido logo de cara. A produção pecou um pouco deixando as guitarras um pouco baixas, mas nota-se as nítidas influências nos timbres clássicos do Black Metal praticado na Escandinávia. As músicas são um pouco cadenciadas e cheias de climas melancólicos e até depressivos, causando sentimentos de agonia, por exemplo.

O disco, não é monótono, apesar das faixas longas e leva o ouvinte a uma viagem sombria, sendo que as mentes mais propícias ao declínio da alma não devem levar o trabalho muito a sério. Destaque para as faixas Mormant e Intuneric, lembrando que ainda há um cover para Red Snow do ColdWorld. Para as almas mais tristes.

https://www.facebook.com/Colosusofficial
http://colosus.bandcamp.com/

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Colosus"

Sepultura
Vídeo de Andreas e seu filho tocando "Seek & Destroy"

Epica
Entrevista de Simone Simons para a Playboy

Slipknot
Joey Jordison teve que ser carregado em último show

Total Guitar: os melhores e piores covers da históriaIron Maiden: incríveis versões em violão clássicoZZ Top: recusando US$ 1 milhão para raspar a barbaIron Maiden: garoto de 6 anos com leucemia encontra com seu heróiCorey Taylor: ele alega que quebrou o pescoço e não percebeu

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online