Delain: "The Human Contradiction", o álbum mais recente

Resenha - Human Contradiction - Delain

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Sobreira
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
A banda holandesa, praticante de um Melodic Symphonic Metal encorpado e único, com alguns elementos "pop", desde 2006 nos proporciona um som rico em detalhes e com refrãos e melodias memoráveis. Capitaneado pelo tecladista Martijn Westerholt com a ajuda da vocalista Charlotte Wessels, nesse novo álbum mostram o que de melhor podem nos oferecer e um pouco mais!
Sepultura: Max Cavalera recrutou membro do Skank para três álbunsMegadeth: Friedman explica os motivos de sua saída da banda

A identidade musical de um grupo é sem duvida fundamental para a satisfação dos fãs e ouvintes. Felizmente, o Delain nunca sofreu desse mal, sempre se aprimorando e evoluindo, sem se esquecer de quem é. O álbum se apresenta um pouco mais sombrio em relação aos anteriores, moderno como sempre, aliando peso e melodia em diversas passagens marcantes e sempre apostando em bons trabalhos de produção e gravação. Não sei se é impressão minha, mas, parece que as guitarras e o baixo estão um pouco mais evidentes... Sera? Além disso, posso afirmar que todas as músicas são muito boas mesmo, mas sempre existem aquelas com as quais nos apegamos mais, e no meu caso cito : "Stardust", "My Masquerade", "Sing To Me", "Army Of Dolls" e o encerramento com "The Tragedy Of The Commons" (com participação especial de Alissa White-Gluz).

Confira também "Your Body Is A Battleground", "Tell Me, Mechanist" e "Lullaby" e sinta os climas sombrios e envolventes em fusão a velha sonoridade caracteristica. O teclado e as orquestrações são indispensáveis na banda e necessários nas composições, e mesmo assim, Martijn não é daquele tipo de musico e líder egoísta, que quer ser sempre o destaque e ponto final, nada disso aqui, pois todos outros músicos tem seu espaço para chamar a atenção igualmente e para juntos fazerem a maquina funcionar.

O álbum marca também o retorno de Marco Hietala (Nightwish, Tarot) que volta a participar como convidado cantando em duas faixas e não faz feio, sendo que desde o primeiro álbum dá seu apoio a banda, onde se encaixa muito bem.

Se ainda não conhece o Delain, pode começar por esse aqui mesmo, pois não perderá seu tempo !

Track List :

1. Here Come the Vultures
2. Your Body Is a Battleground
3. Stardust
4. My Masquerade
5. Tell Me, Mechanist
6. Sing to Me
7. Army of Dolls
8. Lullaby
9. The Tragedy of the Commons

Line Up :

Martijn Westerholt - Keyboards
Charlotte Wessels - Vocals and Lyrics
Sander Zoer - Drums
Otto Schimmelpenninck van der Oije - Bass
Timo Somers - Guitars

Lançamento : 04 De Abril De 2014 / Napalm Records

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Todas as matérias e notícias sobre "Delain"

Musas do Metal
Confira as 10 mais lindas atualmente

Delain
Baixista quase perde testículo no palco - veja vídeo

Musas do Metal
As bandas que elas ouvem quando estão em casa

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Delain"

Sepultura
Max Cavalera recrutou membro do Skank para três álbuns

Megadeth
Friedman explica os motivos de sua saída da banda

Ronnie James Dio
Escolhendo entre coprofilia, necrofilia e bestialismo

Tom Araya: ensinando filhos a ouvir MetalPlanet Rock: 40 melhores discos ao vivo de todos os temposLoudwire: os melhores álbuns de rock de 2013 até agoraTom Morello: Pagando de rockstar contra pequeno restaurante em SeattleManowar: vídeo antigo mostra quebra de recorde mundialHelloween: "temos boa relação com Kai Hansen"

Sobre Vitor Sobreira

Moro no interior de Minas Gerais e curto de tudo um pouco dentro do maravilhoso mundo da música pesada, além de não dispensar também uma boa leitura, filmes e algumas séries. Mesmo não sendo um profissional da escrita, tenho como objetivos produzir textos simples e honestos, principalmente na forma de resenhas, apresentando e relembrando aos ouvintes, bandas e discos de várias ramificações do Metal/Heavy Rock, muitos dos quais, esquecidos e obscuros.

Mais matérias de Vitor Sobreira no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online