Anarchos: Se inspirando em mestres conterrâneos

Resenha - Descent into the Maelstrom - Anarchos

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Este é o segundo registro dos holandeses do Anarchos, sendo que a banda formada em 2010 havia lançado até então somente a demo “Tortured Beyond Death” (2012). Optando pelo Death Metal, o grupo une influências de todas as partes do estilo com uma pegada bem enraizada.
Butcher Babies: Conheça o Porn Metal de ex-coelhinhas da PlayboyFotos de infância: rockstars em constrangedoras fotos de anuário

Produzido no Dirty Birth Studios por Fredde Kaddeth (Massive Assault, Absorbed), “Descent Into The Maelstrom” traz uma sonoridade suja e distorcida, mas de qualidade e muito peso, fazendo com que a sonoridade da banda soe entre o rústico e o atual, dando certa diferenciação à identidade do Anarchos.

Optando por ritmos mais cadenciados (não arrastados), sendo que varia muito pouco, a banda consegue se inspirar nos conterrâneos do Asphyx, além de nomes como Six Feet Under e Possessed aqui e acolá. Uma dose homeopática de melodia é inclusa, principalmente nos solos, e deixa o som ainda mais interessante.

Com um clima maléfico a banda destila temas como a morte, a decadência humana e o oculto, sendo que faixas como Morbid Ways to Decay e Sarggeburt se destacam, mas não estando muito à frente das outras composições. Se aprecias um Metal extremo mais visceral, não perca a oportunidade de conhecer.

https://www.facebook.com/anarchos666?fref=ts
http://anarchos.bandcamp.com/

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Anarchos"

Butcher Babies
Conheça o Porn Metal de ex-coelhinhas da Playboy

Fotos de infância
Rockstars em constrangedoras fotos de anuário

Collectors Room
Fã compra tudo o que vê pela frente com o nome Scorpions

Rock: as dez lendas mais macabras do gêneroUm por todos e todos por um: o making of de Led Zeppelin IVDeath: a avó do fã que foi sepultada com a camiseta da bandaOzzy Osbourne: Sharon conta como o madman quase a estrangulouKerrang!: As 20 melhores músicas do rock em 2014Phil Anselmo: "Sem Vince, não há reunião do Pantera"

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online