Brutal Morticínio: O primeiro despertar

Resenha - Despertar dos Chacais... O Outono dos Povos - Brutal Morticínio

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Apesar de atualmente estar divulgando seu segundo álbum, “Obsessores Espíritos das Florestas Austrais” (2014), foi o “Despertar dos Chacais...” que colocou o nome do Brutal Morticínio em voga. Lançado originalmente em 2008, o trabalho foi relançado em 2012 entre uma parceria de diversos selos e com a adição de bônus.
Tradução - Kill 'em All - Metallica

Os gaúchos de Novo Hamburgo primam por fazer um Pagan Black Metal com algumas influências de Death Metal e cantando em português. Este debut já deixa bem clara a intenção da banda e soa muito, mas muito interessante aos amantes do típico Metal extremo nacional.

Apesar de ser notada influências do Black Metal escandinavo, principalmente nas guitarras, as maiores referências aqui ficam por conta da particularidade do Metal extremo nacional criado no final dos anos oitenta e lapidado no início dos anos noventa. Mais positivo impossível.

Os riffs se mostram versáteis, pois ora soam ríspidos como pede o Metal negro, sendo que outrora pendem um pouco para a morbidez. O peso fica por conta da cozinha coesa e direta que não deixa lacunas. Destaque para faixas como A Eterna Marcha da Devastação, E a Morte Triunfa... e A Longa Noite dos Corvos (Civilização Cristã), mas confesso que me afeiçoei pelo álbum de uma forma em geral.

Inclusive pelas bônus que traz mais duas composições próprias (Evocando os Espíritos Obsessores das Florestas Austrais e Deusas Névoas das Profundezas), além de um cover sensacional para o clássico do Amen Corner, My Soul Burns In Hell. Um trabalho memorável que tem seu lugar no underground guardado para sempre.

https://www.facebook.com/b.morticinio
http://www.reverbnation.com/brutalmorticinio

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Despertar dos Chacais... O Outono dos Povos - Brutal Morticínio

Brutal Morticínio: De sola no cenário extremo nacional

Todas as matérias e notícias sobre "Brutal Morticinio"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Brutal Morticinio"

Tradução
O clássico Kill 'em All, do Metallica

Duff McKagan: 3 litros de vodka, 3 gramas e meio de cocaínaHeavy Metal: 10 músicas inspiradas em heróis de quadrinhosSobre Joelhos, Metallica e o 1º Princípio da FilosofiaSlipknot: Processo contra o médico de Paul Grey chega ao fimMétodo científico: como escolher seu instrumento musicalPokémon: álbuns clássicos do rock/metal com personagens do anime

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online