Abate Macabro: Colocando o Brasil entre os maiores do Black Metal

Resenha - Açougueiro Brutal Black Metal - Abate Macabro

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Finalmente em mãos o debut dos gaúchos do Abate Macabro que, apesar do nome em português e o título do álbum, optam por cantar em inglês e destilam temas totalmente anticristãos. E impressiona a qualidade deste disco, singelamente chamado de “Açougueiro Brutal Black Metal”.
Lemmy: "quando surge uma tentação, eu cedo imediatamente"

Fazendo jus à alcunha do álbum, a sonoridade encontrada aqui é uma verdadeira aula de Black Metal, sem firulas e apelações de arranjos. Odioso, rústico e maléfico, o Metal negro aqui impressiona por descartar artifícios datados e, muito menos, se rende ao modernismo barato.

Claro que há influências, afinal todo gênero teve seu criador, mas o Abate Macabro parece não se preocupar em soar ‘assim ou assado’. O que ouvimos é uma música direta, caótica e muito bem produzida (por sinal), mérito da própria banda e Ernani Savaris.

Contando com uma introdução e oito temas, não podemos deixar de destacar a agressividade e os riffs angustiantes de Battle Cries Of Freedom, a impiedosa Defecating in Christ's Viscera e a apocalíptica Kill The Lord. Menção honrosa para a já clássica Porco Dio, cantada em italiano e que soa muito diferenciada.

Vale lembrar que ainda há um cover para os noruegueses do Immortal, da faixa Unsilent Storms in the North Abyss, que ficou sensacional e se mostra uma grande influência. O Abate Macabro só confirma a opinião deste que vos escreve: definitivamente o Brasil é um dos melhores celeiros do Black Metal mundial.

https://www.facebook.com/abatemacabro
https://myspace.com/abatemacabro

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Abate Macabro"

Lemmy
"Quando surge uma tentação, eu cedo imediatamente"

Guns N' Roses
Em vídeo, o momento em que Steven Adler tem que sair do palco

Dimebag: Rede de TV libera fotos inéditas da cena do crimeHumor involuntário: as resenhas de discos da Rock Brigade na década de 80Axl Rose: recebendo os parabéns de Slash em seu aniversárioTwisted Sister: a ascensão e a decadência em apenas 18 meses

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online