WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Degolate/Gulag: Split unindo duas forças nacionais do Death Metal

Resenha - Consanguineous Fury - Degolate/Gulag

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
“Consanguineous Fury” é um split que marca a estreia em registro de duas bandas. De Atibaia/SP vem o Degolate, enquanto o Gulag tem sua origem fincada em Campinas/SP. Ambas investem no Death Metal e, obviamente, cada uma do seu jeito e com competência.
Iron Maiden: Steve Harris odiava os PunksNoisecreep: as 10 guitarras mais icônicas do metal

O Degolate surgiu das cinzas do Cruscifire, nome que gerou bons frutos e sabe-se lá porque deu uma pausa em suas atividades. A banda investe em um Death Metal agressivo, com resquícios do que nos habituamos a chamar de Brutal Death Metal. Além de tudo o trio injeta doses homeopáticas de ‘groove’ em sua música, fato evidente em Scalped Murder.

O som do trio mostra certo dinamismo, com levadas raivosas de bateria e riffs de ótima qualidade. Victor Angelotti, também baixista, parece estar urrando bem melhor que em sua antiga banda e seus vocais se encaixam perfeitamente com a proposta. Destaque também para a brutal Rot Alone (que lindo nome).

O Gulag, que curiosamente também é um trio, parte para um lado mais obscuro e ‘old school’, o que não quer dizer que seu som também não possui brutalidade. A diferença é que a banda varia mais em seus ritmos e possui composições mais mórbidas, além de apostar numa produção mais orgânica.

Sem dúvidas a influência do Metal extremo de ‘raiz’ faz com o que som da banda soe muito interessante e cative os fãs mais ardorosos do Death Metal. Os vocais de André Neil (também guitarrista) são cavernosos e resgata um jeito de cantar que não se vê desde um passado recente. As quatro faixas são de ótimo nível.

“Consanguineous Fury” une duas bandas de extrema categoria e fogem dos padrões atuais do Metal extremo, provando que underground nacional ainda tem muitos frutos a dar. Se és fã de Death Metal de alta qualidade e com aquela veia nacional, não pode perder este trabalho.

Degolate:
https://www.facebook.com/degolate
http://degolate.bandcamp.com/

Gulag:
https://www.facebook.com/GulagDeathMetal

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Degolate"Todas as matérias sobre "Gulag"

Iron Maiden
Steve Harris odiava os punks

Noisecreep
As 10 guitarras mais icônicas do metal

The Voice Kids
Até Brian May ficou impressionado com brasileiro

Kerrang!: os 100 melhores álbuns de Rock em lista da revistaLado feminino: astros do rock que se vestiram de mulherJudas Priest: Rob Halford compara Lady Gaga a MadonnaSlash: guitarrista fala sobre Jimi HendrixMegadeth: David Ellefson e a lenda de Mary JaneCapas Assustadoras: Loudwire elege as Top 10 do Metal

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online