WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

AC/DC: O mesmo de sempre, graças a Deus

Resenha - Rock Or Bust - AC/DC

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fabiano de Souza, Tradução
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Excelente maneira de começar um novo álbum com "Rock or Bust", segundo single do CD, e uma aposta segura para não decepcionar ninguém. Esta é a banda como tal, começa com uma sucessão de acordes de guitarra, e então você vai incorporando a batida típica da bateria e uma guitarra muito blueseira. Brian leva sua voz ao coro, eficaz e simples. Tiro certo.
The Voice Kids: Lucas Vasconcelos concorre com AC/DCArte: Quando rockstars encontram as telas e pincéis

"Play Ball", o primeiro single do álbum, tem um refrão cativante ("Vamos jogar bola"), então tem vários riffs de guitarra em seguida. Impossível tirá-la da cabeça. O breve solo de Angus é intercalado com alguns gritos de Brian, que mantém a sua timbre apesar de seus 67 anos.

"Rock The Blues Away" é tocada com classe. O tratamento é de guitarras muito gentis, elas não têm quase nenhuma distorção, algo que certamente lhe cai muito bem para uma música com ar otimista.

Em "Miss Adventure" o grupo sai um pouco do seu padrão. É mais moderna e louca do que o habitual, outro riff articula um corte direto, que inclui um coro de "Thunderstruck" e até mesmo algumas linhas de progressivo. A canção soa muito agradável.

Uma guitarra com atraso, a bateria na qual é construída a melodia e uma voz profunda que diz "Dogs Of War" dá lugar a um tema escuro que cresce lentamente, como trata o coro, e funciona muito bem. Angus detona alguns riffs de guitarra como nunca.

"Got Some Rock & Roll Thunder" é animada e riffs de guitarra fazem você bater a cabeça desde o início. Linha de baixo dinâmica e estilo que fazem você apreciar muito a canção. Brian canta o tema desde o primeiro segundo. As palmas acompanhar a caixa ao longo do tema, muito tentador para não aceitar o convite. Eu gosto da variação do coro no final, com Angus demonstrando que carrega as veias do rock.

Com um ritmo mais lento e insistente, "Hard Times", em que Brian canta com uma voz mais profunda. Em geral, parece-me a música mais fraca do cd, com melodias um pouco sem graça e um refrão que falta algo. Bom trabalho Angus, no entanto, interrompido várias vezes pela voz.

"Batpism By Fire" cheira anos setenta, a psicodelia. O riff de guitarra com pouca distorção me lembrou o som do Stone Temple Pilots. Os arranjos de guitarra e a maneira pela qual deriva a melodia para o coro são muito naturais.

"Rock The House" tem um riff muito alternativo de guitarra (acho parecido com Tom Morello do Rage Against The Machine), mas também uma estrutura e essência do rock clássico. Tem um refrão muito cativante e um solo de guitarra com um som vintage. Brian soa com muita atitude.

"Sweet Candy" é uma canção feita pra completar a bolacha, mas é uma música boa no fim das contas, onde Brian canta sensualmente sua "doce doce".

"Emission Control", com uma guitarra que anda acima da batida com estilo. Em cerca de 35 segundos atinge uma mudança brusca, mas agradável e flui para um refrão repetitivo, aqueles que servem para aprender o nome da música também. Solos de Angus exalam classe. Muito boa canção.

Conclusão

O AC/DC não decepcionou e tem um punhado de canções muito curtas, mas não deixam a desejar. Grandes riffs, refrões muito cativantes e uma fórmula de sucesso que está sempre lá e em que até levanta algumas experiências interessantes. Rock Or Bust é um dos discos de rock do ano e AC / DC continua a ser uma lenda viva da música. E espero que muito mais tempo. Nota 9.

1. "Rock or Bust"
2. "Play Ball"
3. "Rock the Blues Away"
4. "Miss Adventure"
5. "Dogs of War"
6. "Got Some Rock & Roll Thunder"
7. "Hard Times"
8. "Baptism by Fire"
9. "Rock the House"
10. "Sweet Candy"
11. "Emission Control"

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Rock Or Bust - AC/DC

AC/DC: Em meio aos destroços, banda lança bom discoAC/DC: Rock Or Bust é poderoso e traz referências de outras fasesAC/DC: Mais do mesmo, mas e daí?AC/DC: Longe dos tempos áureos mas ainda muito eficiente

The Voice Kids
Lucas Vasconcelos concorre com AC/DC

Rock e Metal: em vídeo, as piores covers da históriaEm 28/02/2016: Brian Johnson faz seu último show com o AC/DCTodas as matérias e notícias sobre "AC/DC"

Roadrunner
Os melhores frontmen de todos os tempos

Rock Life - ACDC
O dia em que a comunidade do Rock 'n Roll ficou abalada

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 28 de novembro de 2014

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "AC/DC"

Arte
Quando rockstars encontram as telas e pincéis

Megadeth
"Nós éramos os reais bad boys", diz Mustaine

Dimebag: Rede de TV libera fotos inéditas da cena do crimeHumor involuntário: as resenhas de discos da Rock Brigade na década de 80Helloween: "Tudo o que fazemos surge naturalmente"Linkin Park: Mike Shinoda opina sobre comentários de Chester Bennington

Sobre Fabiano de Souza

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online