WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Bloody Violence: Death Metal gaúcho técnico e brutal

Resenha - Obliterate - Bloody Violence

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
E o Death Metal gaúcho dá as caras mais uma vez e, melhor ainda, da melhor forma possível, provando que o Rio Grande do Sul é um dos grandes celeiros do estilo no Brasil. Neste caso temos uma banda formada por músicos com conhecimento de causa devido à qualidade e técnica das composições.
Batman: 10 razões pelas quais ele é Metal pra carambaSlipknot: confira a evolução das máscaras de Joey Jordison

O Bloody Violence é uma banda nova, formada em 2013, e este “Obliterate” é seu primeiro registro. Apesar de vir no formato de um EP, tem a produção sonora e gráfica de álbum oficial de alto nível, com direito a embalagem ‘jewel case’.

Mas, indo para a sonoridade, o que é o que realmente importa, temos um Technical Death Metal de extremo bom gosto, objetivo apesar da alcunha, e muito bem estruturado. O melhor de tudo é que o conjunto da obra é o principal destaque e resulta em algo muito legal.

Apesar disso, há o destaque individual para as guitarras de Igor Dornelles (The Jokke) que destila solos como base se alternando com riffs bem elaborados e demonstrando certo grau de complexidade. Não há dúvidas que é algo, de certa forma, inovador e que surpreende o ouvinte logo de cara.

Mas, ele não funcionaria se tocasse sozinho, portanto tem o aval de uma cozinha excelente, coesa, com um baixo poderoso e uma bateria certeira a cargo da dupla Eduardo Polidori (bateria, Ankh) e Israel Savaris (baixo, The Jokke). Além de tudo os vocais guturais de Cantídio Fontes são ‘belíssimos’.

São apenas três faixas que deixam um extremo gosto de quero mais após a audição do trabalho. Destaque para a faixa título, apesar de todas serem de qualidade indubitável. A assustadora arte da capa (a cargo de Rafael Tavares) também merece menção. Podem gravar um debut imediatamente.

https://www.facebook.com/BloodyViolenceOfficial
http://bloodyviolence.bandcamp.com/

Inscreva-se no nosso canalWhiplash.Net no YouTube
Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Obliterate - Bloody Violence

Bloody Violence: Death Metal agressivo e cheio de técnica

Todas as matérias e notícias sobre "Bloody Violence"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Bloody Violence"

Batman
10 razões pelas quais ele é Metal pra caramba

Slipknot
Confira a evolução das máscaras de Joey Jordison

Kiss
"Ace não estava lá! Aquela não era a banda original!"

Bruce Dickinson: "Venha para o backstage e eu cuidarei de você"Kurt Cobain: filha presta tocante homenagem ao pai, que faria 50 anos hojeBlack and "Blues": a influência do lamento negro no Black SabbathYngwie Malmsteen: a pirataria matou a indústria musical

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online