Emi Bulls: De volta à ativa e em grande forma

Resenha - Sacrifice To Venus - Emil Bulls

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Fernando Reis
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 7

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
A melhor e mais famosa banda de metal alternativo alemão de volta às edições e em grande forma.
Ghost e Rob Zombie: O Globo errou mesmo a legenda da fotoCapas: confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

De regresso da alucinante viagem ao mundo das editoras multinacionais, os alemães Emil Bulls são uns gigantes na sua Alemanha-natal. A banda capitalizou como ninguém a etiqueta do “metal alternativo” no gigante país da Europa Central, trepou a tops de vendas, encabeçou grandes festivais e, pelo caminho, transformou-se numa bela proposta, que transcende a resposta alemã ao nu-metal que representava em 1997, quando editou o seu disco de estreia. [Sacrifice To Venus] é o oitavo álbum de originais do quinteto e volta a equilibrar com mestria death metal melódico, hard rock moderno, pós-grunge e metal alternativo.

O joker continua a ser o vocalista Christoph “Christ” von Freydorf, capaz de liderar toda a banda, em repentinas mudanças de tom, para um estilo completamente diferente ou para arranjos inesperados e refrescantes. Por vezes parece que estamos a ouvir um compilação de temas de Slipknot, Nickelback, Avatar, Anthrax e Hellyeah, mas os Emil Bulls conseguem não apenas manter um padrão de qualidade em todos os diferentes géneros que abordam como ainda fazê-lo com uma coesão acima de qualquer reparo. Por tudo isto, [Sacrifice To Venus] é mais um certificado documental da liderança do metal alternativo, por parte dos Emil Bulls, na cena alemã.

01. The Grave
02. Hearteater
03. Pants Down
04. I Wanna Feel You
05. Rainbows And Butterflies
06. The Way Of The Warrior
07. The Reckoning
08. The Age Of Revolution
09. Sacrifice To Venus
10. Gone Baby Gone
11. Keep On Dreaming
12. Behind The Sun

Fernando Reis

Resenha originalmente publicada no blog português A Ópera Só Acaba Quando A Senhora Gorda Canta.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Emil Bulls"

Ghost
O Globo errou mesmo a legenda da foto

Capas
Confira 10 das mais belas do Rock/Metal Nacional

Heavy Metal
As melhores faixas de 2012 segundo o Loudwire

Fotos de Infância: Simone Simons muito antes da famaCompressorhead: a banda de heavy metal mais pesada do planetaGuns N' Roses: ex-guitarrista Gilby Clarke foi atraído por SlashAC/DC: ouça Brian Johnson cantando clássicos do LedIron Maiden: Nicko McBrain e Clive Burr tocando com o TrustSeparados no nascimento: Joe Satriani e Cazé da MTV

Sobre Fernando Reis

Fernando Reis é jornalista musical em Portugal, tendo passado por publicações de referência naquele país como as revistas Riff e Loud!. Foi também editor de fanzines como o Feedback e Tenser. Atualmente, edita o blog Misantropia Extrema e o fanzine South Of Heaven. Foi ainda label manager da Misdeed Records e Major Label Industries, coordenador do departamento de promoção e marketing da Megamúsica e diretor comercial na Fiomúsica.

Mais matérias de Fernando Reis no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online