WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Cauê Leitão: Nem todo guitarrista toca à velocidade da luz

Resenha - Lab Guitar Experience - Cauê Leitão

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vicente Reckziegel
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Sempre é complicado resenhar um disco instrumental de um guitarrista, pois de certa forma nos armamos com ideias pré-concebidas, como esperar dezenas de solos a velocidade da luz, exibicionismos gratuitos e por ai vai... Felizmente “Lab Guitar Experience “ foge de todos esses estereótipos.
Iron Maiden: fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Isso porque Caue Leitão foi extremamente inteligente em fazer um disco voltado para a música, e não como uma forma de simplesmente mostrar o que sabe para os outros. Obviamente que aqui temos solos elaborados que mostram sua técnica, mas o que mais chama atenção em “Lab Guitar Experience “ são o grande arsenal de riffs e belas melodias de guitarra.

Seja em músicas peso-pesado como “Power of a Warrior”, “Shouts of Anguish”, Lab Guitar Experience” e a mais extrema “Chaos on the Ropes”, essa com alguns riffs quase beirando ao Death Metal estilo Cannibal Corpse/Carcass , naquela que soube dosar com maestria peso e melodia “Faith in a Miracle”, nas mais “estranhas”, fugindo do lugar comum do metal, mas igualmente bacanas “Relection in Groove” e “Beyond of the Fight”, e até mesmo nas baladas (ou o mais próximo que pode ser uma balada instrumental) “Taken by the Feeling” e “Into the Cloud”, o resultado final foi muito positivo, fazendo com que a audição completa de “Lab Guitar Experience” seja algo prazeroso, requisito básico em um disco de Rock (ou ao menos assim sempre deveria ser).

E o destaque, além de obviamente Caue Leitão, ficou com a ótima bateria gravada por Daniel de Sá e Alexandre Oliveira, de forma enérgica e muito técnica. É um disco com nuances mais modernas, como a banda Andragonia, da qual Caue faz parte, mas é um disco para agradar todos que apreciam uma música de grande qualidade

Tracklist:
1. Corner of the Gods in the Desert
2. Faith in a Miracle
3. Power of a Warrior
4. Taken by the Feeling
5. Shouts of Anguish
6. Reflection in Groove
7. Lab Guitar Experience
8. Beyond of the Fight
9. Chaos on the Ropes
10. Into the Cloud
11. C. G. D. (remix)

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Lab Guitar Experience - Cauê Leitão

Cauê Leitão: disco solo com muita personalidade e técnica musicalCauê Leitão: esse disco pode sim ser apreciado por leigos

Todas as matérias e notícias sobre "Cauê Leitão"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cauê Leitão"

Iron Maiden
Fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Sebastian Bach
Afinal, porque ele não entrou no Priest?

Deuses do Rock: o tempo passa para (quase) todos elesBeatles - Perguntas e Respostas

Sobre Vicente Reckziegel

Servidor público, escritor, mas principalmente um apaixonado pelo Rock e Metal há pelo menos duas décadas. Mantêm o Blog Witheverytearadream desde Dezembro de 2007. Natural e ainda morador de uma pequena cidade no interior do Rio Grande do Sul, chamada Estrela. Há muitos anos atrás tentou ser músico, mas notou que faltava algo simples: habilidade para tocar qualquer instrumento. Acredita na música feita no Brasil, e gosta de todos os gêneros, desde Rock clássico até Black Metal.

Mais matérias de Vicente Reckziegel no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online