Dry: "Enjoy the fall", disponível em cloud álbum

Resenha - Enjoy the fall - Dry

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Edson Sidião de Souza Júnior
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
O primeiro álbum da banda goiana Dry, denominado Enjoy the fall, acaba de sair do forno. Acreditando na liberdade inerente da internet aos usuários, a banda lançou o disco em forma de cloud álbum (disponível em www.dry.fm) com site-encarte. Foi registrado, com a possibilidade de download e reprodução liberada, como Creative Commons desde que sejam dados os devidos créditos. A produção do disco é da própria banda em parceria com Fernando Santos e a gravação/mixagem realizada no Estúdio Pandarus. O encarte é um destaque à parte remetendo aos trabalhos gráficos encontrados nos tradicionais LPs. A fotografia é de responsabilidade da dupla Delcio Gonçalves e Hafaell Pereira.
Ozzy: Sharon se sentiu terrível após levar lição de moral do U2Michael J. Fox: A volta triunfal de Marty McFly em um show do Coldplay

No ano de 2011 a banda iniciou suas atividades com Marco Bauer no vocal, Augusto Zimiani na bateria, Gustavo Gontijo no baixo e Pedro Bernardi na guitarra. Tendo como principal referência o Grunge - que dominou o cenário do Rock nos anos 1990. A banda aponta que suas preferências individuais são fundamentais no processo de criação. Mas o elo entre todos os membros é o Metal: “Claro que existe uma referência máxima que une a todos nós, sempre que uma música está semi pronta nos perguntamos se ela está Black Sabbath o suficiente... e a resposta é sempre não”, destaca Marco. Neste álbum, as faixas constituem uma mescla de composições que datam de sua formação, com faixas mais recentes, permitindo visualizar os trilhos que a banda quer seguir.

Com a faixa-pancada Lost My Mind o álbum tem início. Uma canção que alterna momentos violentos e melódicos, lição aprendida na escola dos RHCP.

Com uma bela combinação de bateria e baixo a faixa dois Trapped nos remete aos bons tempos do Grunge. A nostálgica combinação de vozes em diferentes tons é típica de bandas referenciais dessa era.

A nostalgia é continuada na terceira e sombria faixa, I Don’t Know. O destaque dessa faixa é a qualidade do vocal, capaz de quebrar a monotonia da canção.

A quarta faixa é construída em cima de um belo Riff. A consistência da canção Dung Beetle é garantida pelo lirismo da letra na reflexão de um rock star sobre o seu ser.

Imagem

Mais uma vez a banda alterna riffs violentos e momentos melódicos como receita para a construção da deliciosa Reavier Mirrow. Mas, dessa vez, o solo de guitarra é o tempero certeiro.

Em Leasson, sexta faixa, a base construída pelo baixo e bateria é fundamental para groove diferenciado da canção.

Gasoline é a faixa turbinada do álbum. É composta pelos combustíveis do Metal: um riff veloz, excelente desempenho vocal e cozinha explosiva que garante a evolução acelerada da faixa.

A introspectiva faixa Hideout se destaca pelo mutualismo entre o vocal e condução da guitarra, principalmente no refrão. Soa como as canções depressivas do Grunge, mas é, ao mesmo tempo, original e novo.

Esta inovação fica mais evidente na experimental The Wave, onde se destaca novamente o solo diferencial de guitarra e a versatilidade vocal de Bauer.

O groove conduzido por Gontijo no baixo permitiu a construção da excelente faixa She.

E o exemplo de um baixo bem utilizado continua na décima primeira faixa denominada 11’, onde a banda utiliza o baixo para pausar a evolução da canção, anteriormente ao solo.

A penúltima faixa, Way Home é uma mescla de ritmos, que nos remete à escola Faith No More. Trata-se do ponto alto do álbum e reflete o potencial da banda.

A derradeira faixa, Six toes traz um pouco das virtudes apresentadas em todo álbum pela banda: riff veloz, versatilidade do vocal e cozinha que permite a condução e evolução de uma canção inovadora, mas com raízes no bom e velho Rock n’Roll.

Destaco ainda o excelente trabalho gráfico e fotografia, bem como a estratégia corajosa de disponibilizar o álbum completo para download, considerando os recursos escassos para divulgação, inerentes de uma banda independente em nosso país.

Track-list de Enjoy the fall (2014):

1. Lost My Mind
2. Trapped
3. I Don’t Know
4. Dung Beetle
5. Rearview Mirror
6. Lessons
7. Gasoline
8. Hideout
9. The Wave
10. She
11. 11’
12. Way Home
13. Six Toes

http://www.dry.fm
https://www.facebook.com/dry.official

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Dry"

Ozzy Osbourne
Sharon se sentiu terrível após levar lição de moral do U2

Michael J. Fox
A volta triunfal de Marty McFly em um show do Coldplay

Spotify
Mapa mostra as bandas de rock mais ouvidas no Brasil

Mick Jagger: em cerimônia na escola do filho em São PauloVocalistas: alguns que poderão ser os novos ídolos do nosso MetalIron Maiden: As 10 melhores músicas da atual formaçãoMetallica e Lady Gaga: o único dueto que faz sentidoBruce Dickinson: Em defesa dos pubs ingleses contra o estilo americanoSlayer: esposa de Jeff Hanneman fala sobre problema no braço

Sobre Edson Sidião de Souza Júnior

Nascido no fim da década de 70 e em meio à uma comunidade "sertaneja", manteve seu gosto intacto e protegido pelos fones de ouvido de seu WalKman. Hoje, após 30 anos, considera-se um fiel consumidor da boa arte: o Heavy Metal.

Mais matérias de Edson Sidião de Souza Júnior no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online