WHIPLASH.NET - Rock e Heavy MetalWHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal

FacebookTwitterGoogle+RSSYouTubeInstagramApp IOSApp Android
MenuBuscaReload

Soulfly: O bom e velho Thrash Metal de primeira

Resenha - Dark Ages - Soulfly

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 9

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Todo mundo está careca de saber que a saída de Max Cavalera foi traumática para o Sepultura, ainda mais por estarem no auge da carreira devido ao sucesso do Roots (1996). Enquanto a banda mineira encontrava em Derrick Green a voz que procuravam para preencher o vazio, Max criou o Soulfly, para expressar toda a raiva e dor interior.
Heavy Metal: as melhores músicas lançadas recentementeThe Wall - Uma obra de arte conceitual

Depois de três discos dedicados à fase Roots pós-Sepultura, Max resolveu mudar suas raízes metálicas e gravou Prophecy (2004) e Dark Ages (2005). Este último mostrou o porquê da proposta da banda de fazer o bom e velho Thrash Metal de primeira.

Juntamente com Marc Rizzo (guitarra), Bobby Burns (baixo) e Joe nunez (bateria), o Soulfly viajou para cinco países diferentes para gravar o disco. Rússia, Sérvia, Turquia, França e pelos Estados Unidos foram fundamentais para que Dark Ages tivesse as experimentações dos álbuns anteriores.

Max escrevia as letras, quando de repente seu neto Moses morreu. A intenção do disco é para homenagear não só Moses, como também Dimebag Darrell, e o título do disco tem a ver com esses episódios.

Óbvio que as influências que o Max herdou na época do Sepultura ainda estão cravadas em algumas músicas, mas faixas como Babylon, I And I, Carved Inside, Arise Again, Corrosion Creeps (homenagem ao Chuck Schuldiner, do Death) ainda dão vontade de banguear e soltar berros.

A melhor faixa é Frontlines, brutal e rápida, com direito à homenagem ao Korzus, com aquele riff do Internally. Outras faixas como Molotov (com Billy Milano do SOD, gravado no celular) e Innerspirit (com a banda sérvia Eyes Burn) também são excelentes. Pra homenagear seu neto Moses, o disco termina com Soulfly V.

Um ótimo CD que mostra o que viria a seguir. Back to the Frontlines!

Tracklist:

1. The Dark Ages
2. Babylon
3. I And I
4. Carved Inside
5. Arise Again
6. Molotov
7. Frontlines
8. Innerspirit
9. Corrosion Creeps
10. Riotstarter
11. Bleak
12. (The) March
13. Fuel The Hate
14. Stay Strong
15. Soulfly V

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Dark Ages - Soulfly

Resenha - Dark Ages - SoulflyResenha - Dark Ages - Soulfly

O Metal continua relevante?
As melhores músicas lançadas recentemente

Kreator/Sepultura, Part Soilwor/Aborted: show na terra da rainhaAndreas: não liga para os que clamam pela formação clássicaTodas as matérias e notícias sobre "Sepultura"

Andreas Kisser
Não precisa escolher, você pode ouvir as 2 bandas

Sepultura
Demo rara com Andreas Kisser no vocal

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Soulfly"Todas as matérias sobre "Cavalera Conspiracy"Todas as matérias sobre "Sepultura"

Pink Floyd
The Wall: uma obra de arte conceitual

Cradle Of Filth
Dani Filth gostaria de socar vocalista do Coldplay

Show das Poderosas
Pre-pare-se para uma versão metal

Jethro Tull: a fúria de Ian Anderson pra cima do Led ZeppelinBlack Sabbath - Perguntas e RespostasPhil Anselmo: os discos de Metal e filmes de horror preferidos

Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don´t Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em agosto: 1.237.477 visitantes, 2.825.604 visitas, 7.034.755 pageviews.

Usuários online