Resenha - Brief Nocturnes and Dreamless Sleep - Spock's Beard

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Brief Nocturnes and Dreamless Sleep - Spock's Beard


  | Comentários:

Muitos fãs de Rock Progressivo devem ter se perguntado ultimamente o que andava fazendo uma das bandas mais legais, subestimadas e inventivas do gênero nos últimos tempos. Estou me referindo, claro, ao Spock's Beard. Como fã da banda estadunidense, eu posso falar por mim; vinha me perguntando muito sobre a próxima manobra do grupo com extrema curiosidade. E escutando o mais novo álbum da banda que, de certa forma marca um segundo recomeço para o grupo estadunidense, podemos dizer que, apesar do grupo manter suas raízes musicais que fez a cabeça de tantos fãs, vieram ao mesmo tempo se reinventando mais uma vez.

Nota: 8

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Se há alguns anos atrás eram perseguidos pelo estigma de serem uma espécie de Genesis moderno, até mesmo pelos acontecimentos pertinentes à primeira fase do grupo com seu frontman original Neal Morse, podemos finalmente dizer que este estigma agora chega ao fim.

Tentando sair da sombra de Neal, o quarteto remanescente lançou um quarteto de discos (simbólico, não?) com Nick D'Virgílio, o baterista, fazendo a famosa "manobra Phil Collins". Com esses discos, conseguiu se reinventar e permanecer relevante por bastante tempo. Porém agora, a banda perde mais um membro importante, Nick. E agora? Desistir? Continuar como um trio? Com o Genesis, deu certo...

Mas não. O trio remanescente decide uma manobra mais ousada. Incorporam finalmente na formação o baterista de turnê Jimmi Keegan que vinha acompanhando a banda nos últimos anos em seus shows e decidem atacar com um novo frontman, tendo como escolha o vocalista Ted Leonard do Enchant, voltando assim a serem um quinteto. Talentoso, multi-instrumentista, com uma voz e estilo marcantes, o frontman fez bastante barulho em seus tempos de Enchant, banda da qual eu gostava, mas parece que algum tempo atrás não se decidia se voltava, e ao menos por enquanto isso não aconteceu.

Ted inicialmente não iria fazer parte do grupo. Ele foi o substituto de Nick por alguns shows em que o mesmo não poderia estar presente na banda em decorrência de diversos compromissos, inclusive com a trupe do Cirque Du Soleil. No fim das contas, Nick achou melhor abandonar o barco e ceder o lugar a Ted, que aceitou de muito bom grado.

E assim, a nova formação do grupo, hoje composto por integrantes fundadores como Alan Morse e David Meros junto com o tecladista de longa data Ryo Okumoto e os quase-novatos Jimmi e Ted, resolveram logo colocar a prova esta nova fase com seu 11º disco de estúdio, "Brief Nocturnes and Dreamless Sleep", sucessor de seu disco de 2010, "X"; aliás nome muito interessante para um trabalho e que contém uma arte extremamente linda na capa do disco que evoca diversas sensações. Portanto, vamos analisar este segundo renascimento da banda com este primeiro disco da nova formação e ver se a banda de quase duas décadas de existência ainda consegue nos impressionar.

De cara, podemos notar a extrema guinada sonora que a banda deu, mais uma vez. Em "Hiding Out", Ted traz ao grupo as características da sonoridade que praticava no Enchant e isto é muito visível nos refrões da música. Eu quase que me descuido e penso que estou escutando ao novo álbum do Enchant, o sucessor de Tug of War, último disco da banda que saiu a exatos 10 anos atrás, sem brincadeiras! E não é a toa que nos vem esta sensação, pois a música é de autoria de Ted. De cara, podemos perceber a confiança que os membros remanescentes do grupo tem em seu novo frontman, do contrário não lhe dariam este tipo de liberdade criativa já em sua estréia. E quando esse tipo de coisa acontece, meus amigos, mágica pode ocorrer no grupo! E de fato ocorre! Uma faixa de abertura extremamente convidativa para esta nova fase da banda e que eu escutei repetidas vezes!

E só para fazer um adendo ao Enchant aqui, a feliz notícia que tive do retorno da banda em Junho de 2012 só me faz ainda mais curioso de como Ted Leonard irá administrar suas duas bandas a partir de agora. E eu de todo coração desejo todo o sucesso para ele, pois o cara manda muito bem, e desejo que esse retorno do Enchant não demore mais a acontecer. Continuando...

Eu falei de como Ted influenciou a reinvenção do som da banda na primeira faixa, certo? Pois bem, "I Know Your Secret" nos traz de volta à sonoridade frenética e mais crua praticada na época de Nick como frontman, inclusive vemos que o webmaster, produtor e amigo próximo do grupo John Boegehold ainda participa do processo de composição, trazendo-nos de volta àquele lugar sonoro que nos fez conhecer com o Beard quarteto. Isto, misturado aos grandes talentos de Ted nos faz ter algo que é ao mesmo tempo excitante, familiar e novo no som da banda. Alguns podem até chamar de o "Beard Enchantizado" a partir de agora, o que para mim não deixa de ser excitante! Com a faixa seguinte, "A Treasure Abandoned", esta impressão não muda, com a banda nos trazendo mais uma bacana viagem sonora que soa familiar porém com alguns novos sabores. Mas é bom lembrar que essa é apenas uma impressão inicial do que pode a vir a ser o som da banda em álbuns futuros, e que não permeia o novo álbum por completo. Teremos então que aguardar os acontecimentos futuros, o que temos no momento são então boas promessas de surpresas ainda por vir.

E atenção para uma balada mais hard pop, característica que era marcante na época de Neal, continuou em voga com Nick no front e não irá embora tão cedo nem com uma nova formação. A música "Submerged", de autoria de Ted é terreno mais do que familiar para quem tem acompanhado o Beard nestas quase duas décadas de banda. Uma balada depois e agora temos algo realmente clássico na banda. Os irmãos Morse, Alan e Neal, junto com Ted nos trazem "Afterthoughts", e eu sinto a presença de Neal, sinto a musicalidade de Neal, a influência de Neal, ele está, mesmo que indiretamente aqui, presente, latente e constante nesta nova faixa. Quem era fã da fase de Neal na banda vai simplesmente se deliciar com esta faixa! Lembram de "Thoughts"? "Thoughts Pt. 2"? "Gibberish"? Os coros e jogos de vozes? Agora juntem tudo isso! Eu só sei de uma coisa: um sorriso se abriu em meu rosto, de uma orelha a outra! Se esta música fosse declarada como uma conclusão da saga "Thoughts" eu não ficaria nada surpreso! O que me traz à seguinte constatação: Neal Morse nunca saiu realmente da banda. Quem acompanha o grupo desde o começo como eu, sabe o quanto foi difícil para Neal deixar seu grupo com sua conversão e tudo mais. Para mim não há a menor dúvida aqui: ele sempre esteve presente, mesmo que indiretamente. Ouvir esta música meus caros, é como voltar para casa! Pena que Nick não estava presente.

Arranjos que parecem saídos de um filme de ficção-científica nos introduzem a "Something Very Strange", mais uma colaboração aqui de John Boegehold para a banda e que nos lembra do melhor das duas encarnações anteriores do grupo. O álbum em sua versão normal então fecha com chave de ouro, com a faixa de 12 minutos "Waiting for Me", colaboração advinda dos irmãos Morse, e com Neal aqui fornecendo também seus talentos tocando guitarra ao lado do irmão num breve retorno à sua "ex"-banda. E de cara nota-se sua influência ainda forte e latente nos arranjos e composição. O front ainda é de Ted aqui, assim como a bateria é de Jimmi, mas não há como negar que os três quartos de Beard original (Neal, Alan e Dave) são hiper significativos à experiência final e contam bem mais. Novamente, um verdadeiro deleite aos fãs da formação original e mais um retorno do filho pródigo à sua casa. Neal, amigão, como fã eu digo: seja bem vindo de volta!

Tem-se ainda um segundo disco de material extra, algo que a banda já fez antes em seu oitavo disco, Octane e repete a fórmula aqui. Vamos falar então um pouco agora do disco extra da Edição Limitada do álbum. Temos uma primeira colaboração de Alan Morse e seu parceiro Stan Ausmus que também toca guitarra aqui, dos discos da era de Nick com "The Man You're Afraid You Are", nos remetendo bem à sonoridade desenvolvida nessa época quarteto da banda. A seguir Boegehold e Alan se juntam de novo para escrever a balada "Down A Burning Road", novamente a sonoridade característica da era Nick está bem presente. Uma terceira faixa bastante interessante, "Wish I Were Here", escrita por Alan, junta conceitos da era Nick com alguma ousadia sonora no som da banda, algo mais espacial. Para finalizar, temos duas contribuições finais de Boegehold para a banda, uma versão alternativa de "Something Very Strange", entitulada de 'Sanctified Remix', seja lá o que isso queira dizer e fechando o disco extra uma faixa instrumental, "Postcards from Perdition" que resume bem o trabalho instrumental do disco.

Com este novo lançamento o Spock's Beard nos mostra que não perdeu a mão e continua praticando seu característico som progressivo e ousando por novas vias sonoras, buscando novos horizontes e nos mostrando que pode ainda nos levar a lugares incríveis e belos. E eu como fã do grupo estadunidense mal posso esperar para ver esses lugares! Mas uma das melhores surpresas do disco foi o retorno de um "ex"-membro muito querido, nos trazendo de volta sabores e cores muito especiais de uma banda que conquistou o coração dos fãs do bom Rock Progressivo. E que Neal esteja cada vez mais presente num futuro próximo, pois ele é e sempre foi a alma do grupo, alma essa que não só manteve o grupo unido, mesmo estando distante, mas também fez com que a banda continuasse na estrada ousando, buscando e alcançando lugares fantásticos. E que essa Enterprise, essa nave que ainda tem muitos lugares a percorrer tenha vida longa e próspera e nos traga ainda ótimas surpresas!

Brief Nocturnes and Dreamless Sleep (2013)
(Spock's Beard)
Limited Edition

Tracklist:

01. Hiding Out
02. I Know Your Secret
03. A Treasure Abandoned
04. Submerged
05. Afterthoughts
06. Something Very Strange
07. Waiting For Me

Limited Edition Bonus Disc:
01. The Man You're Afraid You Are
02. Down A Burning Road
03. Wish I Were Here
04. Something Very Strange (Sanctified Remix)
05. Postcards From Perdition

Selo: InsideOut Music

Discografia anterior:

- X (2010)
- Spock's Beard (2006)
- Octane (2005)
- Feel Euphoria (2003)
- Snow (2002)
- V (2000)
- Day for Night (1999)
- The Kindness of Strangers (1998)
- Beware of Darkness (1996)
- The Light (1995)

Site oficial:
http://www.spocksbeard.com

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Spocks Beard"

Transatlantic: Minha épica viagem de dirigível em São Paulo
Transatlantic: TV Diário divulga trechos do show em SP
Transatlantic: Galeria de imagens do show em São Paulo
Transatlantic: Um show para toda a família em São Paulo
Transatlantic: uma breve épica viagem
Transatlantic: entrevista com o músico Neal Morse
Transatlantic: dream team envia mensagem aos sul-americanos
Transatlantic: mais infos sobre show do dream team em SP
Transatlantic: supergrupo vem ao Brasil em fevereiro de 2014
Spock's Beard: o estígma de Genesis moderno agora chega ao fim
Spock's Beard: banda lança novo álbum em abril
Cover 2 Cover: a estreia do grupo de Morse e Portnoy
Neal Morse: turnê do "Testimony" com Mike Portnoy
Mike Portnoy: "diário de bordo" de novo projeto (em inglês)
Mike Portnoy: mais detalhes sobre seu novo projeto

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Ricardo Pagliaro Thomaz

Roqueiro e apreciador da boa música desde os 9 anos de idade, quando mamãe me dizia para "parar de miar que nem gato" quando tentava cantarolar "Sweet Child O'Mine" ou "Paradise City". Primeiro disco de rock que ganhei: RPM - Rádio Pirata ao Vivo, e por mais que isso possa soar galhofa hoje em dia, escolhi o disco justamente por causa da caveira da capa e sim, hoje me envergonho disso! Sou também grande apreciador do hardão dos anos 70 e de rock progressivo, com algumas incursões na música pop de qualidade. Também aprecio o bom metal, embora minhas raízes roqueiras sejam mais calcadas no blues. Considero Freddie Mercury o cantor supremo que habita o cosmos do universo e não acredito que há a mínima possibilidade de alguém superá-lo um dia, pelo menos até o dia em que o Planeta Terra derreter e virar uma massa cinzenta sem vida.

Mais matérias de Ricardo Pagliaro Thomaz no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas