Resenha - Super Collider - Megadeth

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Super Collider - Megadeth


  | Comentários:

Megadeth é uma banda que dispensa apresentações, seja você um ardoroso fã ou um detrator da banda. O talentoso Dave Mustaine já há algum tempo conseguiu estabilizar a formação de sua banda, que nos últimos anos traz além dele o seu companheiro de longa data David Ellefson, o monstruoso guitarrista Chris Broderick e o ótimo baterista Shawn Drover.

Nota: 8

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Com um time de músicos desse calibre, a pressão de que todo novo álbum da banda seja fantástico é algo compreensível. Super Collider, o novo álbum, traz uma banda coesa e dez novas canções autorais (em sua maioria) bem típicas do grupo. Abaixo estarei comentando sobre cada uma delas e dando o meu parecer sobre o álbum como um todo, no final. Então, como diria Jack o estripador, "vamos por partes":

01- Kingmaker (4:16): Abre muito bem o álbum, sendo uma canção bem direta, pesada. É forte candidata a se tornar presença obrigatória nos próximos shows da banda.

02- Super Collider (4:11): A faixa-título vem na sequência e apesar de muitos terem torcido o nariz para ela quando a mesma foi divulgada na internet antes do álbum sair, não concordo com a maioria e a considero uma boa canção. É uma canção mais "solta", um pouco diferente do padrão normalmente utilizado pelo Megadeth em suas músicas, mas mesmo assim não deixa de ser uma canção interessante e que mereça a audição.

03- Burn! (4:11): Uma das melhores faixas do novo álbum, com riffs, licks e solos de guitarra sensacionais, e ainda conta com umas das melhores linhas vocais de Dave Mustaine em todo o disco. É uma faixa tão empolgante que logo termina e você fica querendo que ela continuasse por mais bons minutos.

04- Built for War (3:57): Mais uma faixa direta, crua, com uma bateria destruidora muito bem acompanhada pelo baixo grave e pesado de David Ellefson.

05- Off the Edge (4:11): Ótimo e pulsante riff de guitarra dita o ritmo de mais esta ótima canção. Refrão bacana e solos de guitarras empolgantes.

06- Dance in The Rain (4:45): Primeira música do álbum que traz a participação de David Draiman, vocalista do Disturbed e também da banda Device. Tem um início narrado e depois cai em linhas vocais bem melancólicas feitas por Dave Mustaine, e depois muda novamente, seguindo uma linha mais direta. Draiman canta um dos trechos mais pesados próximo do final da canção e mostra suas qualidades vocais.

07- The Beginning of Sorrow (3:51): Canção com uma condução pesada e com um clima melancólico. Para mim não chega a ser um dos destaques do álbum, mas nem por isso se trata de uma música ruim.

08- The Blackest Crow (4:27): Canção mais variada do álbum, cheia de mudanças de andamento e com várias partes acústicas. Questão de gosto, mas é a faixa que menos me agradou do novo trabalho do Megadeth.

09- Forget to Remember (4:28): Segunda faixa que conta com participação de David Draiman. Canção com uma condução direta, pesada e empolgante. Na minha opinião umas das melhores músicas do álbum (se não for a melhor).

10- Don't Turn Your Back...(3:47): Possui uma introdução meio Blues, mas logo a música se transforma em um "metalzão" de dar gosto de ouvir! Outra canção que está entre as minhas preferidas do novo trabalho do Megadeth e que encerra as canções autorais de Super Collider com chave de ouro.

11- Cold Sweat(3:10): Trata-se de um cover da lendária banda Thin Lizzy. Uma bela homenagem do Megadeth a uma de suas influências.

Concluindo: Super Collider em seus pouco mais de 45 minutos de duração traz um Megadeth mais direto, onde canções não chegam perto dos cinco minutos de duração. Para quem esperava um álbum com músicas mais longas, cheias de solos, poderá se decepcionar um pouco com o álbum, mas já aqueles que querem ouvir algo mais "simples" e direto ao ponto, irão aprovar a direção tomada pela banda neste disco. Mesmo estando longe de ser o melhor trabalho do grupo nos últimos tempos, Super Collider também está longe de ser o pior. Trata-se de um trabalho que na minha opinião mantém o Megadeth entre os grandes do Heavy Metal mundial.

Formação:

Dave Mustaine – Vocais, Guitarras
Chris Broderick – Guitarras, Vocais de apoio
David Ellefson – Baixo, Vocais de apoio
Shawn Drover – Bateria, Percussão

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de Super Collider - Megadeth

Megadeth: Nem de longe tão ruim quanto dizem
Megadeth: Reciclando ideias sem parecer forçado
Megadeth: banda faz um disco de rock para quem gosta de música
Megadeth: teria Mustaine lançado o seu "Load/Reload"?
Megadeth: criativo e inovador em alguns momentos
Megadeth: Dave Mustaine & Cia não são mais os mesmos
Megadeth: Mustaine ainda é um dos músicos mais relevantes da cena


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Megadeth"

Megadeth: ele espera trabalhar com produtor da era Rust In Peace
Megadeth: garota de 29 anos ouve a banda pela primeira vez
Megadeth: faixa e álbum citados por assassino no Canadá
Megadeth: Assista Dave Mustaine com Sinfônica de San Diego
Dave Mustaine: veja vídeos do recital com a San Diego Symphony
Dave Mustaine: vinho do vocalista esgotou-se em 72 horas
Parcerias Brilhantes: duplas que marcaram história
Megadeth: Dave Mustaine e a orquestra sinfônica? Mega-sim!
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Megadeth: Dave Mustaine envia mensagem aos fãs brasileiros
Dave Mustaine: E se ele tivesse tocado nos Novos Baianos?
Megadeth: Ellefson fala sobre drogas e álcool a estudantes
David Ellefson: falando sobre drogas com adolescentes dos EUA
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Megadeth: promovendo o "Youthanasia" no David Letterman

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre André Breder Rodrigues

André Breder começou a ouvir rock na adolescência e desde aquela época se mostrou bem eclético: ouvia Nirvana, Aerosmith, Metallica e Iron Maiden, tudo numa boa. Não gosta de rótulos, e sim de boa música, mesmo que tenha que assumir que possui no Heavy Metal tradicional seu gênero preferido.

Mais matérias de André Breder Rodrigues no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas