Resenha - Johnny the Fox - Thin Lizzy

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Johnny the Fox - Thin Lizzy


  | Comentários:

Depois do grande sucesso de "jailbreak" (março de 1976), o THIN LIZZY ficou com um grande desafio a cumprir, criar um álbum que pelo menos igualasse a sua musicalidade. Mas a turma de PHIL LYNOTT não se intimidou com isso. Aquele foi um ano de grande inspiração para os músicos, pois sete meses depois já estavam lançando o seu sucessor, "Johnny the Fox" (outubro de 1976). Como haveria de se esperar ele entra para a lista de clássicos da banda e ainda explora novos horizontes em sua música. É até difícil de acreditar que esse "tesouro" foi concebido enquanto LYNOTT se recuperava de uma hepatite que havia contraído durante a turnê do último LP, mas o vocalista/baixista de maneira alguma se deixou vencer, pelo menos nessa época.

Nota: 10

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
"Johnny" abre o play com o "gingado" característico do THIN LIZZY e mostra uma banda com uma proposta mais evoluída na sua música. BRIAN DOWNEY com seu estilo único trata o seu kit com um "carinho paterno" sem se exaltar nas viradas e mantendo sempre uma pegada boa de ouvir.

A segunda, "Rocky", mostra o lado mais pesado do grupo. É carregada de energia principalmente na voz de LYNOTT e nos solos das guitarras gêmeas de SCOTT GORHAM e BRIAN ROBERTSON, ingredientes fundamentais que resultaram na formação do movimento britânico NWOBHM.

O primeiro momento 'light' do álbum é a faixa "Borderline" que quebra totalmente o clima 'Hard' da música anterior, mas que leva o ouvinte a uma viagem muito agradável ofuscando um pouco as tensões vividas por PHIL e BRIAN naquela época.

E por falar em tensão, a quarta faixa, "Don't Believe a Word", causou certo "furor" entre esses dois artistas, pois o vocalista a tinha composto num formato 'Blues' deixando o guitarrista bem descontente. Depois de receber duras críticas de ROBERTSON, LYNOTT passou alguns dias sumido, o tempo foi oportuno para o guitarrista recriar o seu riff com um ritmo mais rápido de DOWNEY. Em fim, a música é uma das principais do álbum.

A canção que fechava o lado 1 do LP é "Fools Gold", uma ótima música carregada de bastante 'feeling' e competência na harmonia, perfeita com belos riffs e solos.

O THIN LYZZY colocou pra fora toda a sua influência da 'Black Music' e deu um show de interpretação na faixa "Johnny the Fox Meets Jimmy the Weed". Ela traz aquele "Swing Funk" que te convida a balançar pela batida da bateria e o ritmo marcante do baixo.

"Old Flame" é rica em melodia, as guitarras tocam as mesmas notas praticamente a canção inteira se separando apenas na hora do solo. A linha de baixo sai perfeita com um acompanhamento linear aos riffs. Obra de mestres.

A faixa de número oito nada mais é que um dos principais hinos da banda, "Massacre". LYNOTT e seu baixo se superam mais uma vez, mas BRIAN DOWNEY também vive um de seus melhores momentos aqui mostrando garra e talento com sua bateria. O que deixa esse clássico mais poderoso ainda são os solos dos parceiros SCOTT GORHAM e BRIAN ROBERTSON. Acertaram no alvo!

Mais uma vez o clima "festivo" do CD é quebrado para dar lugar a mais uma balada, "Sweet Marie", ela vem com solo hipnotizante de GORHAM que, aliás, também assina a composição ao lado do vocalista mentor.

A última é a "inquietante" "Boogie Woogie Dance", seu riff é intenso e as partes de baixo e bateria ajudam a construir uma sonoridade perfeita para o seu tema. Destaque para o refrão poderoso que lhe caiu muito bem.

Em janeiro de 2011 "Johnny the Fox" foi relançado como álbum duplo, sendo que o CD1 traz as canções nas versões originais remasterizadas na edição lançada em 1996 e o CD2 traz as mesmas remasterizadas em 2010. Aproveitem!

Imagem

Lançamento:
'Vertigo Records' (Reino Unido);
'Mercury Records' (EUA).

Line Up:
PHIL LYNOTT – baixo, guitarra, guitarra acústica, vocal;
SCOTT GORHAM – guitarra, violão;
BRIAN ROBERTSON – guitarra, violão;
BRIAN DOWNEY – bateria, percussão;
FIACHRA TRENCH – arranjos de cordas, baixo (Convidado);
PHIL COLLINS – percussão (convidado);
KIM BEACON – backing vocal (convidado).

Track List:
01 - Johnny
02 - Rocky
03 - Borderline
04 - Don't Believe a Word
05 - Fools Gold
06 - Johnny the Fox Meets Jimmy the Weed
07 - Old Flame
08 - Massacre
09 - Sweet Marie
10 - Boogie Woogie Dance

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Thin Lizzy"

Thin Lizzy: 35 anos de "Black Rose: A Rock Legend"
Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
The Bridge: Membros do Leppard, Sister, Lizzy e Ministry em filme
Stones, Led, Nazareth e outros: rockers que já gravaram Reggae
Black Sabbath e Thin Lizzy: as semelhanças entre dois clássicos
Thin Lizzy: reedições de luxo em CD saem em setembro
Megadeth et al: surge novo vídeo da jam com Slash, Zakk & Newsted
Megadeth: mais vídeos da jam com Slash, Zakk, Newsted & Cia.
Gibson: Top 10 de baixistas que também lidam com vocais
Black Star Riders: ex-Thin Lizzy lançam novo álbum
1976: grandes álbuns lançados naquele ano
Thin Lizzy: estátua de Phil Lynott é danificada por vândalos
Europe: novo DVD terá Michael Schenker e Scott Gorham
Anthrax: ouça a versão da banda para Jailbreak, do Thin Lizzy
Mötley Crüe & Kiss: vídeos em HD da tour australiana

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Leonardo M. Brauna

Leonardo M. Brauna é cearense de Maracanaú e desde 1989 vive à cultura e ideologia do Metal Pesado sendo fã ardoroso do Classic Rock ao Death Metal. A sua dedicação se define na constante busca por boas novidades e tesouros ainda obscuros.

Mais matérias de Leonardo M. Brauna no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas