Burning Torment: mostra que a banda veio para ficar

Resenha - Darkness Reborn - Burning Torment

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Leonardo Daniel Tavares da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
O título da primeira música da primeira demo da BURNING TORMENT não poderia ser mais apropriado. "The Pain Is Coming" descortina um elenco de faixas absurdamente brutais que, com o perdão do trocadilho, trazem a dor, mas também a Peste, a Guerra, a Fome e a Morte, cada uma muito bem representada (de forma não necessariamente intencional) nas quatro faixas seguintes, e na capa, belíssima, com os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.
Slayer: Kerry King acha que Black Metal norueguês é uma merdaSlipknot: Demissão de Joey Jordison foi a decisão mais difícil da carreira

Darkness Reborn, lançada pelos selos Nordeath Distro e MVCSDistro, é uma demo que mostra que a banda veio para ficar e nos deixa ansiosos por um full-length. Riffs poderosíssimos de guitarra e um trabalho impressionante de bateria em músicas cheias de criatividade, que apesar de lembrar CANNIBAL CORPSE, mas tem personalidade própria. Embora sempre com o peso característico do death metal, nenhuma faixa soa repetitiva. Os vocais de Luiz Paulo Pereira também são dignos de nota, passando furiosamente, mas, com facilidade, do mais rasgado para o mais gutural. A banda não fica devendo em nada para aquelas que são suas maiores influências, como o citado CANNIBAL CORPSE.

O breve petardo já começa arrebentando com uma bateria furiosa, onipresente, sendo castigada com muita fúria e vai assim até o final, num duelo incessante e magnífico com a guitarra de Ednardo. Na última faixa, com o baixo de Alexandre mais evidente, a briga fica ainda mais prazerosa de se escutar.

Formada no início de 2011 por Ednardo na Guitarra, Alexandre no baixo e David na bateria, a banda BURNING TORMENT recrutou Luiz Paulo Pereira em março do mesmo ano. Já com algumas composições prontas, a banda viu que já poderia lançar uma demo, esta. Logo após a gravação da demo, ocorreu a saída de David, deixando vago o posto de baterista. Problema resolvido no início de 2012 com a entrada de Mardônio Malheiros assumindo as baquetas. Com esta formação, a banda tem feito vários shows em Fortaleza, divulgando seu som. Que venha o full-length.

http://www.myspace.com/burningtormentdeath

1. The Pain is Coming
2. Feeding Hatred
3. Night of Terror
4. God is Dead
5. Praise the Devil

Imagem

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Burning Torment"

Slayer
"Kerry King: Black Metal norueguês é uma merda!"

Slipknot
Demissão de Joey foi a decisão mais difícil da carreira

Slipknot
Corey Taylor elogia Justin Bieber em vídeo

John Taylor: o guitarrista mais rápido do mundo?Chorão: Tico Santa Cruz solta o verbo à sociedade hipócritaDeath On Two Legs: a declaração de ódio de Freddie MercurySeparados no nascimento: Cazuza e Lauro CoronaIron Maiden: Gastão Moreira repassa as vindas da banda ao BrasilPhil Anselmo: cantor lista filmes de terror favoritos

Sobre Leonardo Daniel Tavares da Silva

Daniel Tavares nasceu quando as melhores bandas estavam sobre a Terra (os anos 70), não sabe tocar nenhum instrumento (com exceção de batucar os dedos na mesa do computador ou os pés no chão) e nem sabe que a próxima nota depois do Dó é o Ré, mas é consumidor voraz de música desde quando o cão era menino. Quando adolescente, voltava a pé da escola, economizando o dinheiro para comprar fitas e gravar nelas os seus discos favoritos de metal. Aprendeu a falar inglês pra saber o que o Axl Rose dizia quando sua banda era boa. Gosta de falar dos discos que escuta e procura em seus textos apoiar a cena musical de Fortaleza, cidade onde mora. É apaixonado pela Sílvia Amora (com quem casou após levar fora dela por 13 anos) e pai do João Daniel, de 1 ano (que gosta de dormir ouvindo Iron Maiden).

Mais matérias de Leonardo Daniel Tavares da Silva no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online