As Silence Breaks: som encorpado com boas melodias e groove

Resenha - Architecture Of Truth - As Silence Breaks

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Oriunda de Sydney, Austrália, a banda As Silence Breaks acaba de lançar seu Segundo trabalho oficial, o primeiro auto intitulado foi lançado em 2009. Além destes, a banda lançou uma demo "08" (2008) e um EP "The Inferno" (2011). O som do grupo consiste na mescla de diversos estilos que resultam em um som encorpado, com boas melodias e groove.
Rock In Rio: por que ladrões agem menos no dia do Metal?Dia do rock: relembre os jogos mais roqueiros da história

Não se assuste ao ler no release da banda o termo Metalcore, já que o que Sam Rilat (vocal), Bem Irwin (guitarra/vocal), Dan O’Brien (guitarra), Kiel Stanger (baixo) e Reece Kirby (bateria) se propõem a fazer está mais para o lado de nomes como Soilwork, As A Lay Dying e In Flames têm feito ultimamente.

No caso do As Silence Breaks a melodia está muito bem encaixada e a utilização de alguns vocais limpos está bem limitada, o que não deixa o som cair diante do comum e soar brutal durante toda a audição deste "The Architecture Of Truth". O trabalho de guitarras é muito bem feito dando uma dinâmica mais Heavy Metal às composições!

O interessante é notar alguns tons de dramaticidade nas melodias e isso já pode ser percebido na primeira faixa Litany Of Fear. Outro tema muito interessante é Freedom que possui um refrão mais moderno e boas doses de groove. A cozinha simplesmente arregaça nessa faixa. Instrument Of Vegeance, Purpose e Discord também se destacam.

Gravado no Lambesis Studios, de propriedade de Tim Lambesi (vocal do As I Lay Dying), em San Diego, EUA, "The Architecture Of Truth" possui uma ótima sonoridade e agradará em cheio aos fãs do Metal extremo mais moderno. Mas, vale sempre o alerta, moderno não é New Metal (longe disso!).

http://www.assilencebreaks.com
http://www.newjusticerecords.com.au
http://www.myspace.com/assilencebreaks
http://www.youtube.com/assilencebreaks10
http://www.twitter.com/assilencebreaks
http://assilencebreaks.bigcartel.com

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "As Silence Breaks"

Rock In Rio
Por que ladrões agiram menos no dia do Metal?

Dia do rock
Relembre os jogos mais roqueiros da história

Iron Maiden
Uma curiosa entrevista com o mascote Eddie

Phil Anselmo: Lord Ezec desafia vocalista para duelo na porradaMetallica: NME elege as 10 melhores músicas do grupoHetfield: egos, Mustaine, Load e homossexualidade no MetallicaBlack Sabbath: eu odiava aulas de música, diz Tony IommiPrimeira Vez: a música ideal para apresentar os grandes do Metal - Parte 1Queen: garoto de 11 anos canta clássico no The Voice Kids Brasil

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online