Resenha - Strangers In The Night - UFO

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Strangers In The Night - UFO


  | Comentários:

É aquela tal história: ganha-se de um lado, perde-se do outro. Se a Inglaterra inventou o futebol e nós tomamos deles, o mesmo vale para a Invasão britânica no território ianque no terreno do rock n´roll. Dos primórdios, passando pelo hard e chegando no metal, não dá para negar que os saxões fizeram a barba, cabelo e bigode.

Nota: 10

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Entre os pioneiros do hard metal, sem dúvida, os caras do UFO fizeram a grande diferença: capitaneados pelo encrenqueiro (e genial) PHIL MOOG, O UFO foi fundado em 1969, e sua chamada formação clássica contou com PETE WAY (baixo - que mais tarde formaria o FASTWAY com EDDIE ”FAST” CLARKE - ex-MOTORHEAD), ANDY PARKER (bateria), PAUL RAYMOND (teclados) e , claro, o monstruoso alemão de Sarstedt, MICHAEL SCHENKER (guitarra) que influenciou desde KIRK HAMMETT até o guitarrista da esquina da minha casa.

Depois de idas e vindas, vários álbuns e muito quebra pau (principalmente entre SCHENKER, que saiu e só voltou à banda para a reunião de 1993, e MOOG), em 1979 é lançado ‘Strangers in the night”, um tratado de rock n´roll ao vivo.

Lançado originalmente como álbum duplo, “Strangers” capta a essência da banda que funcionava bem em estúdio, e bem demais ao vivo. Controvérsias a parte (segundo consta algumas partes foram recriadas em overdub posterior - coisa que TODO MUNDO faz), o que se percebe é uma banda coesa, preenchendo os espaços de forma brilhante.

“Doctor Doctor’, “Let it Roll”, “Lights Out" (minha preferida)”, “Rock Bottom”, são exemplos dignos da influência decisiva do UFO na NWOBHM - que estava se iniciando - mostrando como SAXON e IRON beberam dessa fonte. Nas baladas tudo certo - “Love to Love” e “Out in the Street” passam a quilômetros das porcarias melosas feitas nos anos seguintes (sem falar de hoje em dia!)

A porrada ainda come solta em clássico indiscutíveis como “Mother Mary”, “Shoot Shoot” e “Too hot to handle”, com SCHENKER “abrindo a caixa de ferramentas” e descendo o pau. Para quem gosta (eu não me incluo) ”Out in the street” tem uma levada mais pop, levemente progressiva.

Se uma obra tem de ser analisada em seu conjunto, em seu contexto, esse disco não pode receber menos que 10!

Track List:
1. "Natural Thing"
2. "Out in the Street"
3. "Only You Can Rock Me"
4. "Doctor Doctor"
1. "Mother Mary"
2. "This Kid's"
3. "Love to Love"
1. "Lights Out"
2. "Rock Bottom"
1. "Too Hot to Handle"
2. "I'm a Loser"
3. "Let It Roll"
4. "Shoot Shoot"

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de Strangers In The Night - UFO

Resenha - Strangers In The Night - UFO


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Ufo"

Guitar World: 10 Álbuns clássicos essenciais do Metal
Aerosmith: Michael Schenker lembra do teste para a banda em 1979
Michael Schenker: The Attack Of The Mad Axeman atinge NYC
Pete Way: ex-UFO agradece apoio em sua luta contra câncer
Michael Schenker: Um álbum maduro com sonoridade mais atual
Michael Schenker: confira faixa do novo álbum
UFO, Robin Trower e Ten Years After: Rhino lança discos ao vivo
Lovedrive Reunion: vídeo do programa Todo Seu
Michael Schenker: os shows do Brasil e uma análise histórica
Lovedrive Reunion Tour em Goiânia: "Banzai Bolshoi! Banzai!"
Lovedrive Reunion & Tokyo Tapes: clima festivo em Belo Horizonte
Lovedrive Reunion & Tokyo Tapes: bom show, mas aquém do esperado
Michael Schenker & ex-Scorpions: galeria de fotos em São Paulo
Michael Schenker: entrevistado da semana no Wikimetal
Michael Schenker: em entrevista, a promessa de um show especial

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Paulo Severo da Costa

Paulo Severo da Costa é ensaísta, professor universitário e doente por rock n´roll. Adora críticas, mas não dá a mínima pra elas. Email para contato: [email protected]

Mais matérias de Paulo Severo da Costa no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas