Motorhead: É hino atrás de hino, destacá-los é covardia

Resenha - Ace Of Spades - Motorhead

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Rodrigo Noé de Souza
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
1980. Este foi o começo de uma era que tornou-se histórica para a música pesada. Lançamentos não faltavam: Blizzard Of Ozz, British Steel, Heaven & Hell, Back In Black, além dos trabalhos iniciais da New Wave Of British Heavy Metal.
Saxon: Novo álbum em 2018 e homenagem a LemmyIron Maiden: fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Mas o destaque mesmo vai para o Motörhead e seu Ace Of Spades. Comentar sobre a banda do Lemmy Kilmister (bx/v) é chover no molhado. Apesar de assumir que toca só Rock, ele sempre leva sua vida Heavy Metal a sério.

Depois dos sucessos dos álbuns Overkill e Bomber), ambos de 1979, Lemmy, "Fast" Eddie Clack (g) e "Philty Animal" Taylor (bt) juntaram-se com Vic Maile para gravarem o álbum que, mais tarde, mudaria a cena musical. Um álbum transgressor que virou mais um episódio da série Classic Albuns.

A faixa-título dispensa maiores comentários. Já ouvi ela umas trocentas vezes sem cansar. Até o refrão dela é legal: "You know I'm born to lose, and gambling's for fools, but that's the way I like it baby, I don't wanna live forever". Soa igualzinha a versão de My Generation, do Who (Hope I Die before I get old). Mas se acham que o disco só vale pela música estão enganados.

É hino atrás de hino. Destacá-los é covardia. Mas, vejamos... The Chase Is Better Than The Catch marca história com direito a solo nos minutos finais. (We Are) the Road Crew homenageia os roadies que sempre acompanham a banda, seja nos palcos, nos bares, nas estradas. Lemmy lembra bem disso, já que foi roadie do Jimi Hendrix.

Quanto ao resto é só violencia sonora, como a faixa The Hammer, hino do Crossover. outro destaque é a faixa bonus Dirty Love (lado B do single Ace Of Spades) e as faixas do famosíssimo EP ST. Valentine's Day Massacre, Please Don't Touch (com as "gatas" do Girlschool) e Emergency (cover do Girlschool, na voz do Eddie).

Ace Of Spades atingiu a 4ª posição da parada inglesa, iniciando a era de ouro do Motörhead, com direito a turnes concorridissimas, shows com direito a efeitos pirotécnicos e cenário lembrando a 2ª Guerra mundial. Sem falar do poder de deixar todo mundo surdo com os ampificadores no volume máximo.

Nas pakavras do Animal Taylor: "Estou muito feliz com o direcionamento da banda. Queremos ser como o Status Quo e seguir pela eternidade, fazendo sempre o nosso som. Chuck Berry e Little Richard nunca mudaram e é exatamente isso que queremos para o nosso futuro". Quer mais? Garry Bushell, da Sounds, deu nota máxima e escreveu: "Motörhead é Heavy Metal no único sentido significativo do termo. Todo o resto é apenas faz-de-conta".

Line-up:

Lemmy Kilmister - vocal/baixo
"Fast" Eddie Clack - guitarra
"Philty Animal" Taylor - bateria

Tracklist:

1-Ace Of Spades
2-Love Me Like A Reptile
3-Shoot You In The Back
4-Live To win
5-Fast And Loose
6-(We Are) The Road Crew
7-Fie, Fire
8-Jailbait
9-Dance
10-Bite The Bullet
11-The Chase Is Better Than The Catch
12-The Hammer
13-Dirty Love
14-Please Don't Touch
15-Emergency

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Ace Of Spades - Motorhead

Motorhead: sujo, muito sujo, pesado, muito pesado

Motörhead
Pela 1ª vez, Mikkey Dee visita estátua de Lemmy

Saxon: Novo álbum em 2018 e homenagem a LemmyBlend Guitar: em vídeo, as dez maiores bandas de Heavy MetalRock e Metal: em vídeo, as 10 despedidas mais épicas da históriaTodas as matérias e notícias sobre "Motorhead"

Lemmy Kilmister
Cinzas foram depositadas próximo ao túmulo de Dio

Metal
E se as letras fossem posts motivacionais?

Motorhead
Lemmy e o direito de morrer como quiser

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Mais comentários na Fanpage do site, no link abaixo:

Post de 11 de junho de 2012

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Motorhead"

Iron Maiden
Fatos estranhos na gravação de The Number Of The Beast

Reb Beach
"Não me importo de dizer, Kirk Hammet é um bosta!"

New Metal
Raiva, calças folgadas, problemas na infância...

Bruno Sutter: ouça em primeira mão o 1º single, "The Best Singer in the World"Notas altas: as dez mais impressionantes do Heavy MetalNo, Sir: Músicos que negaram honrarias do Império BritânicoSlash conta qual foi o disco que mudou sua vidaMike Portnoy: "Bateria não é trabalho para fracotes"Kerrang: os melhores singles já lançados

Sobre Rodrigo Noé de Souza

Nasci em 1984. Esse ano não é só o início de uma nova democracia, mas também é o ano em que vários discos foram lançados, como Powerslave (IRON MAIDEN), Stay Hungry (TWISTED SISTER), W.A.S.P., Don´t Break The Oath (Mercyful Fate), Slide It In (WHITESNAKE), 1984 (VAN HALEN), The Last In Line (DIO) e, o meu favorito de todos, Ride the Lightning (METALLICA). Sou um aficcionado por Metal, desde AC/DC e ZZ Top, até Anaal Nathrakh e Krisiun. Sou Jornalista, blogueiro, facebookeiro, o que for. Quem quiser saber o que eu escrevo, acessem meu blog: www.esporropublico.zip.net.

Mais matérias de Rodrigo Noé de Souza no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online