Bad Trip: Diversas vertentes do Rock com influência dos 70s

Resenha - Bad Trip - Bad Trip

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Renato Soares
Enviar correções  |  Comentários  | 

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Com uma forte influência dos anos 70, a banda paulistana de rock experimental Bad Trip tem em suas composições um vasto arsenal capaz de despertar diversas sensações em seus ouvintes.
Axl Rose: "tomo muito cuidado com minha voz"Mortes em 2014: Rockstars e pessoas ligadas que nos deixaram

A banda acaba de lançar o seu primeiro CD com 9 faixas e apesar da forte identidade na sua sonoridade, as músicas da Bad Trip foram compostas sempre com elementos e formas diferentes uma das outras, a cada música surge um novo universo sensorial, tornando assim o álbum, música após música, uma bela caixa de surpresas. A Bad Trip transita por diversas vertentes do rock, uma mistura que vai desde baladas como “All Colors At Once”, uma faixa com duração de 2 minutos e 21 segundos e conta com a participação de um vocal feminino na primeira voz, passando pela psicodélica e progressiva “Space Pilot” com duração de 12 minutos e 40 segundos, destacando também “Dawning Heart”, um tema instrumental, tendo em uma das partes dessa música um ritmo brasileiro enquanto as guitarras de forma incendiária continuam distorcidas e com uma pegada roqueira em meio a uma bateria cheia de swing brasileiro contrapondo ao grito feroz do rock.

Um riff de guitarra poderoso e um timbre característico do gênero, faz da “The Yellow Tree” a música mais visceral do CD, trazendo a tona a força de um bom riff de guitarra e a energia frenética do mundo do rock.

Uma das principais características da banda é a sua criatividade rítmica e harmônica: na grande maioria das músicas há modulações na harmonia, havendo em uma mesma música harmonia tonal e harmonia modal. Existe também em quase todas as músicas uma grande variação nas fórmulas de compasso, com exceção de apenas duas músicas.

Outro fator muito característico da Bad Trip se refere ao timbre e à maneira de executar as guitarras, que levam a um virtuosismo no uso de efeitos e no uso da mesma como instrumento de ruídos sonoros, dessa forma diferenciando os arranjos e expondo todos os experimentalismos em suas músicas.

São estes elementos distintos e uma sensibilidade musical aguçada dos seus integrantes que faz da banda Bad Trip uma banda peculiar e ousada, que traz em suas composições sons que nos remetem aos anos de outrora sem deixar de lado a sensação de ouvir os nossos tempos.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Bad Trip"

Axl Rose
"Tomo muito cuidado com minha voz"

Mortes em 2014
Rockstars e pessoas ligadas que nos deixaram

Led Zeppelin
O lendário solo de bateria de John Bonham

Megadeth: o guitarrista que poderia ter ficado com a vaga de KikoIron Maiden: conheça o responsável pelos teclados na bandaSeparados no nascimento: Phil Lynott e TiriricaDj Ashba: guitarrista fala sobre guitarristas preferidosSepultura: a história por trás do álbum "Beneath The Remains"SketchShe: Uma versão de "Bohemian Rhapsody" com humor e peitos

Sobre Renato Soares

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online