Resenha - Flying Colors - Flying Colors

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Flying Colors - Flying Colors


  | Comentários:

Quando surge um novo supergrupo, a expectativa gerada entre os fãs e os críticos é grande: é mais uma banda onde cada integrante demonstra suas habilidades indiscriminadamente sem um propósito claro, ou um conjunto no qual a "química" realmente aconteceu? Definitivamente, o FLYING COLORS se enquadra na segunda categoria.

Nota: 9

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Não que o álbum de estreia do grupo, autointitulado, trate-se de uma obra prima do rock contemporâneo, longe disso. Mas é provavelmente um dos trabalhos mais bem feitos dos integrantes que formam o grupo. Cada um deles parece estar tocando bem à vontade, como se a banda já existisse há anos e os membros fossem companheiros de longa data. No caso de MIKE PORTNOY (bateria, vocais) & NEAL MORSE (teclados, vocais) e STEVE MORSE (guitarras) & DAVE LARUE (baixo), isso não deixa de ser verdade, já que eles trabalharam juntos no TRANSATLANTIC e no DIXIE DREGS, respectivamente. O quinteto é fechado com o vocalista/guitarrista CASEY MCPHERSON.

Não cabe aqui fazer comparações com os projetos antigos ou paralelos dos membros da banda. O que é possível se afirmar com segurança é que cada músico está muito bem fazendo o que faz. MIKE não está distribuindo pancadas arrepiantes em sua bateria como fazia no DREAM THEATER, mas a suavização que trouxe às suas linhas caíram como uma luva no grupo. DAVE e STEVE trouxeram riffs bem interessantes no baixo e na guitarra, que transportam o ouvinte automaticamente para algumas décadas atrás, quando o rock estava no seu auge. NEAL completa a sonoridade com seus arranjos únicos, além dos vocais, feitos por ele e por CASEY, um músico praticamente desconhecido se comparado aos outros quatro, mas nem por isso menos capaz. Se ele precisava de um momento para alavancar sua carreira, este momento chegou, e ele soube aproveitá-lo.

É difícil descrever o que o quinteto produziu com "Flying Colors", mas basta dizer que é um trabalho impecável. Há espaço para músicas leves ("Blue Ocean", "Better Than Walking Away"), pesadas ("Shoulda, Coulda, Woulda", "All Falls Down") e melódicas ("Kayla", "Everything Changes"). Mas em nenhum momento o álbum parece perder a conexão que existe entre suas faixas, o que faz da sua sonoridade algo diverso, e, ao mesmo tempo, constante. Todos os elementos acabam convergindo em uma mistura na faixa épica "Infinite Fire", de 12 minutos, que fecha a obra.

"Flying Colors" é um ótimo começo para uma banda nova, o que se deve, é claro, à vasta experiência de cada um dos músicos envolvidos, apesar de isto não ser garantia para um bom álbum. Se as agendas dos músicos permitirem, o Flying Colors tem grandes chances de render uma banda "séria", que produza mais álbuns e turnês, em vez de empacar no primeiro ou segundo disco, como acontece com muitos supergrupos.

O Flying Colors ainda não tem vídeos promocionais nem registros de performances ao vivo, mas você pode conferir algumas cenas das gravações do álbum com algumas faixas ao fundo neste vídeo:

"Blue Ocean" - 7:05
"Shoulda Coulda Woulda" - 4:32
"Kayla" - 5:20
"The Storm" - 4:53
"Forever in a Daze" - 3:56
"Love is What I'm Waiting For" - 3:36
"Everything Changes" - 6:55
"Better Than Walking Away" - 4:57
"All Falls Down" - 3:22
"Fool in My Heart" - 3:48
"Infinite Fire" - 12:02

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de Flying Colors - Flying Colors

Flying Colors: uma verdadeira mistura sonora
Flying Colors: O som produzido pela mistura do virtuosismo.
Flying Colors: Um projeto que veio pra ficar
Flying Colors: O Supergrupo com Mike Portnoy e Neal Morse


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Flying Colors"
Todas as matérias sobre "Mike Portnoy"

The Winery Dogs: ouça versão ao vivo de "Criminal" de CD deluxe
The Winery Dogs: vídeos da banda no Monsters Of Rock Cruise
Mike Portnoy: Ele enganou todo mundo no Monsters Of Rock Cruise?
The Winery Dogs: estreando nova música em Nova York
Bigelf: A volta do Majestoso Elfo com Portnoy nas baquetas
Mike Portnoy: um guerreiro do prog tocando contundido em Madrid
Mike Portnoy: cruzeiro foi uma das suas maiores experiências
Transatlantic: Minha épica viagem de dirigível em São Paulo
Transatlantic: TV Diário divulga trechos do show em SP
Transatlantic: Galeria de imagens do show em São Paulo
Transatlantic: Um show para toda a família em São Paulo
Transatlantic: uma breve épica viagem
Transatlantic: entrevista com o músico Neal Morse
Mike Portnoy: o top 25 de bateristas da Modern Drummer
Mike Portnoy: apresentando nova música de banda do filho

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Victor de Andrade Lopes

Victor de Andrade Lopes é paulistano e morador da Granja Viana em Carapicuíba, São Paulo. Formado em Jornalismo pela PUC-SP, tem um blog de resenhas musicais e outros assuntos chamado Sinfonia de Ideias. É voluntário do Movimento Wikimedia Brasil e passa as horas livres editando as Wikipédias em inglês e português. Apaixonado por livros, ciências, cinema, viagens, ufologia, e, é claro, música, que entra em seus ouvidos na forma de rock, metal, pop, dance, folk, erudito, ou todos juntos. Além de ouvir, também toca e compõe com o piano ou teclado.

Mais matérias de Victor de Andrade Lopes no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas