Behavior: Fissura pelo extremismo dos velhos tempos

Resenha - Awakening Of Madness - Behavior

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Ben Ami Scopinho
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Com fissura pelo extremismo dos velhos tempos, o Behavior começou suas atividades em 2008, em plena Salvador (BA), tendo liberado neste mesmo ano “Walking For A Rotten Destiny”, demo que mostrou a intimidade do pessoal com a podridão musical. E esta intimidade aí agora deu origem a seu primeiro disco, “The Awakening Of Madness”, que está chegando ao mercado em uma edição bastante lapidada.
Avantasia: gafes durante show na Alemanha em 2010Avenged Sevenfold: banda toca "Lepo-Lepo"' em show em São Paulo

Ainda que de forma simples, a linha adotada por “The Awakening Of Madness” é bastante versátil em se tratando de Death Metal. Seguindo a cartilha old school e explorando cada vez mais as estruturas das composições, o Behavior tem como trunfo um repertório bastante diversificado em seu extremismo, inclusive não demonstrando temor em inserir algumas poucas vocalizações mais limpas, o que não deixa de ser um passo curioso, considerando o território em que pisam.

Mas o resultado ficou excelente, com “Pain” se encaixando plenamente no contexto aplicado e, melhor, não ‘amaciando’ o cerne furioso de sua música. E é a brutalidade sem concessões que permanece como prioridade no disco, tendo em “Rotten Destiny”, “Wanted Dead Or Alive” e “Desire To Kill” exemplos de ótimas canções. Além disso, o Behavior colocou como bônus as três faixas de sua demo, o que possibilita que se entenda melhor a evolução dos baianos em sua proposta.

“The Awakening Of Madness” está sendo distribuído através da Eternal Hatred Records – cuja iniciativa em prol do Heavy Metal extremo está abrindo alternativas de espaço para as bandas do Brasil, diga-se – em versão digipak e com imagens tão realistas que, se torcer, pode espirrar sangue. Então, amantes da música extrema na linha do Cannibal Corpse, sirvam-se enquanto a carne está quente...!

Contato: www.myspace.com/behaviordeath

Formação:
Fabrício Pazelli - voz
Leonardo Pinheiro - guitarra
Dan Loureiro - guitarra
Marcelo Almeida - baixo
Ricardo Agatte - bateria

Behavior - The Awakening Of Madness
(2011 / Eternal Hatred Records – nacional)

01. Into the Madness (Intro)
02. Rotten Destiny
03. Wanted Dead Or Alive
04. The Dead
05. Fight,Glory And Death
06. Desire To Kill
07. Animal Behavior
08. Lunatic Preacher
09. Pain
10. Return To The Grave
11. The Words Of Pestilent Wisdom (bonus)
12. Marching For Hell (bonus)
13. The Cry Of My Restless Soul (bonus)

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Awakening Of Madness - Behavior

Behavior: Death que derrete os tímpanos dos desavisados

Todas as matérias e notícias sobre "Behavior"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Behavior"

Avantasia
Gafes durante show na Alemanha; confira em vídeo

Avenged Sevenfold
"Lepo-Lepo"' no show em São Paulo

Ghost
Papa Francisco impede apresentação da banda nos EUA

Rock: as dez lendas mais macabras do gêneroMetallica: lista de exigências do camarim da bandaMike Portnoy: o cara trabalha pra kct, será que ganha bem?Slayer: Fatos sobre Kerry King que o deixariam surpresoComo enviar conteúdo ou se tornar um colaborador do Whiplash.Net?Ira! - Para entender os mods

Sobre Ben Ami Scopinho

Ben Ami é paulistano, porém reside em Florianópolis (SC) desde o início dos anos 1990, onde passou a trabalhar como técnico gráfico e ilustrador. Desde a década anterior, adolescente ainda, já vinha acompanhando o desenvolvimento do Heavy Metal e Hard Rock, e sua paixão pelos discos permitiu que passasse a colaborar com o Whiplash! a partir de 2004 com resenhas, entrevistas e na coluna "Hard Rock - Aqueles que ficaram para trás".

Mais informações sobre Ben Ami Scopinho

Mais matérias de Ben Ami Scopinho no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online