Resenha - Lulu - Metallica & Lou Reed

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Lulu - Metallica & Lou Reed

Por Thiago Barcellos

  | Comentários:

Incógnita. É o que a maioria de nós esperou de um inusitado encontro de Lou Reed e Metallica. Seria como, para nós brasileiros, um projeto do Krisiun com o Sérgio Reis(?!?).Muito falatório, muita especulação, muita ansiedade e muito, mas muito pessimismo. O Metallica não está nem aí para o que eu, você, seu irmão ou seu vizinho achamos deles. Aprendam a viver com isso.

Nota: 8

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Como fã incondicional do quarteto americano, eu talvez não fosse a pessoa mais indicada para resenhar esse trabalho.
Mas resolvi fazê-lo, porque aqui não temos um disco do Metallica e ponto.

O álbum é 90% Lou Reed, e 10% Metallica. E não é aquele Metallica dos 3 primeiros CDs, sequer este que gravou o Death Magnetic. É um Metallica diferente de tudo, sem a menor preocupação de como deveriam soar, do que deveriam fazer. Apenas ligaram o record, deixaram as letras pesadas e densas do trabalho guiarem e começaram a tocar, logo não se pode esperar um grande apuro musical, mas muito feeling.

Não adianta, se você é daqueles fãs que pararam no Master ou Justice, nem termine de ler esta resenha, fuja deste álbum o mais rápido possível e ignore-o.

Dispa-se de todo e qualquer preconceito, ouça o álbum do início ao fim umas 3 ou 4 vezes, esqueça que é o Metallica que gravou One, Master of Puppets, Damage Inc. ou Fight fire with fire (coisa que estamos acostumados a fazer nos últimos 20 anos).

As músicas são longas, densas, um pouco repetitivas (instrumentalmente falando), e realmente de um gosto difícil e apurado. Reed meio que declama as músicas com sua voz grave, cantando de fato apenas pequenos trechos (algo meio Zé Ramalho, manja?). Já nas pouquíssimas partes aonde James canta vemos um vocal bem mais agressivo que os usados no último CD da banda e com ótimas doses de interpretação, mas o instrumental lembra outras canções do Metallica. Basta uma ouvida com atenção e vocês identificarão similaridades de determinados trechos, como por exemplo o final de "Mistress Dread" que é idêntico ao de "Disposable Heroes".

O foda é o que vai ter de gente pagando uma de intelectualóide e cult dizendo que este CD é uma obra-prima e tal mesmo sem ter curtido (ou nem mesmo entendido) a porra do CD.

Resumindo, meus amigos: Não é Metallica, não é Lou Reed, é um pouco dos dois mas com algo completamente diferente. Eu mesmo não sei dizer ainda se curti ou não, preciso ouvir mais vezes... Dou a nota que dou pela ousadia, pela produção e principalmente pela tentativa de algo novo, coisa praticamente esquecida pelos artistas da atualidade.

Tracklist:

"Brandenburg Gate" – 4:19
"The View" – 5:17
"Pumping Blood" – 7:24
"Mistress Dread" – 6:52
"Iced Honey" – 4:36
"Cheat on Me" – 11:26
"Frustration" – 8:33
"Little Dog" – 8:01
"Dragon" – 11:08
"Junior Dad" – 19:28

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Lou Reed"
Todas as matérias sobre "Metallica"

Metallica: confira "One" e "Orion" na Argentina
Faixas Instrumentais: VH1 elege as 20 melhores do Hard e Metal
Homenagens: Canções inspiradas em músicos falecidos
Falsificação: polícia inglesa apreende camisetas falsas
Dio: Tributo faz jus à sua importância para a música pesada
Dedo x Palheta: Jason Newsted joga gasolina na fogueira do debate
Metallica: Vídeo oficial de "One" e "Orion" em Buenos Aires
Metallica: as mil expressões faciais de Lars Ulrich
Metallica: "Sempre seremos criativos", diz Kirk
Metallica: monstro de Jump In The Fire em edição limitada
Guitar World: 11 Álbuns Essenciais do Thrash Metal
Metallica: saiba quanto a banda faturou na América do Sul
Metallica: Confira "The Unforgiven" e "And Justice" na Argentina
Kiss: Paul Stanley continua questionando o Rock Hall Of Fame
Morbid Angel e Metallica: bandas em novo quadro do Arte Extrema

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Thiago Barcellos

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados.

Caso seja o autor, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas