Resenha - Theatre Of Shadows - Shadowside

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Theatre Of Shadows - Shadowside


  | Comentários:

Vocal feminino há muito tempo deixou de ser exclusividade de bandas de symphonic/gothic metal, cada vez mais cresce a lista de vocalistas nos mais diversos estilos do Metal que são front women de grande qualidade. Na metade da década passada a SHADOWSIDE, liderada pela vocalista Dani Nolden, começou a ganhar destaque através do lançamento do debut "Theatre of Shadows". Confesso que só por volta de 2008 conheci a banda, por meio da música Highlight, mas esta já me surpreendeu pelo vocal diferenciado assumido. Finalmente ouvindo todo este álbum, é fato que ele é uma das jóias raras do metal nacional da última década.

Nota: 9

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
A intro "Enter The Shadowside" é breve, e mostra um belo arranjo orquestral que rapidamente dá espaço a um primeiro contato com a voz de Dani Nolden em "Vampire Hunter" e também à majestosos riffs durante a música. "Highlight" nos mostra passagens marcantes e também um belo trabalho vocal de Dani Nolden, bem encaixados também com a bateria de Fabio Buitvidas.

O álbum segue com a ótima "We Want a Miracle" e um arranjo orquestral combinado a um ritmo mais cadenciado de início. Destaque também para a ótima letra desta canção, mostrando também as habilidades de composição da banda. Em seguida surge "Illusions", minha favorita e talvez a mais "Power metal" do álbum, com algumas pitadas de Thrash. Considero neste álbum uma das faixas que melhor demonstra o potencial desta vocalista, desde o vocal em tons mais cadenciados até os mais agressivos e agudos. Outro destaque é o arranjo de teclado muito bem inserido e, mais uma vez, a letra, que entre outras coisas, diz que "O mundo que você está vendo é cheio de ilusões, injetadas em suas veias, mágica para seu cérebro. Como uma droga que assume o controle de sua alma, enganado por um sonho, não irá ajudar se você gritar".

Para acalmar (mas não muito), o álbum segue com a bela "Queen of The Sky", e mais uma passagem orquestral bem inserida, caminhando lado a lado com riffs poderosos de guitarra. "Believe in Yourself" chega para ser uma das melhores do álbum, evidenciando certa influência do Iron Maiden (logo de início temos uma batera bem a la Be Quick Or Be Dead), Dani Nolden reafirmando seu potencial vocal em um refrão contagiante, combinado a mais um grande solo mais rock and roll, que logo dá lugar ao virtuosismo característico do Heavy Metal.

"Tonight" segue a levada característica do álbum, mais um competente trabalho do baterista Fabio Buitvidas. Em seguida, outra faixa que com certeza merece destaque no álbum, "Kingdom of Life". Pode ser esta a música que retrata melhor a mescla de elementos que compõem este álbum, já que temos aqui uma letra bem feita, melodia grandiosa, unida ao peso das guitarras e bateria, Dani Nolden mostrando mais uma vez um vocal potente e mais limpo a certa altura, eliminando quaisquer resquício de dúvida que possa ter ficado sobre a competência e versatilidade nos vocais, adicionando-se um ritmo mais cadenciado e uma boa passagem mais progressiva que logo dá lugar ao que é o heavy metal: solos, boa pegada na batera e um belo refrão mais uma vez para fechar.

"Red Storm", e seu ritmo mais JUDAS PRIEST nos leva também a algumas passagens do Hard Rock. Em seguida, os dois atos que fecham a obra: "Shadow Dance" e seu ritmo empolgante somado com outro refrão para não sair da cabeça, conduzido por mais um solo arrematador, e com algumas passagens que nos lembram HELLOWEEN e GAMMA RAY. Finalmente, "Here To Stay" apresenta o peso característico do álbum todo, mais uma com notória influência do HELLOWEEN, e uma melodia bem feita para fechar.

Após ouvir este disco, é fato que paramos para pensar no quão boas são as bandas daqui, pois sim, podemos ter Heavy Metal brasileiro de qualidade ecoando pelos quatro cantos do país e pelo mundo. Realmente não haveria uma faixa mais apropriada para encerrar este álbum, pois essa banda realmente veio aqui para ficar.

Formação neste álbum:

Dani Nolden: vocais/teclado
Bill Shadow: guitarra (hoje ex-membro, atualmente lugar ocupado por Raphael Mattos)
Ricky Slater: guitarra (hoje ex-membro)
Lucas De Santis: baixo (hoje ex-membro, atualmente lugar ocupado por Ricardo Piccoli)
Fabio Buitvidas: bateria

Faixas - Theatre Of Shadows:

1. Enter the Shadowside (instrumental)
2. Vampire Hunter
3. Highlight
4. We Want a Miracle
5. Illusions
6. Queen of the Sky
7. Believe in Yourself
8. Tonight
9. Kingdom of Life
10. Red Storm
The Theatre of Shadows
11. act. 1 - Shadow Dance
12. act. 2 - Here to Stay

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.

Outras resenhas de Theatre Of Shadows - Shadowside

Resenha - Theatre Of Shadows - Shadowside


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Shadowside"

Blog Sutil Como Uma Granada: Musas do rock/metal nacional
Shadowside e Angra: show em BH oficialmente confirmado
Shadowside: criatividade que gera crescimento!
Shadowside: vocalista agradece por ter ganho eleição
Heavy Metal: Warner exibe documentário sobre a cena no Brasil
Shadowside: "Este é o melhor momento da nossa carreira"
Shadowside: "temos que parar com essa rivalidade sem sentido"
Shadowside: existem bandas ruins no Metal e coisas boas fora dele
Shadowside: entrevista ao vivo neste domingo à Rádio Corsário
Shadowside: data de lançamento de novo videoclipe
Shadowside: Dani Nolden convoca fãs para festival no RJ
Shadowside: "Ninguém escutava Dio porque ele era bonito"
Sphaera Rock Orchestra: Dani Nolden é a vocalista do grupo
Shadowside: no lineupo do Sphaera Rock Orchestra
Shadowside: banda é atração de festival no RJ

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre José Antonio Alves

Nascido em 02/07/1989, sou estudante de Informática e me aventuro nos caminhos do rock desde os treze anos. Comecei ouvindo os clássicos, Iron Maiden, Black Sabbath, Motorhead. Hoje ouço um leque variado de bandas dentro do Metal, sem radicalizações de estilo. Posso ser encontrado no twitter no @jose665.

Mais matérias de José Antonio Alves no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas