Cruscifire: Death Metal com algumas pitadas de Thrash

Resenha - Chaos Season - Cruscifire

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Vitor Franceschini
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 8

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
O Cruscifire é capitaneado pelos irmãos Caio (guitarras) e Victor Angelotti (vocal/baixo) e este trabalho, além deles, contou com Ricardo Cari na bateria. Atualmente a banda adicionou em sua formação Victor Nabuco (bateria) e Murilo Romagnoli (guitarra).
Evanescence: estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filhoAerosmith: Tyler tem mesmo um salsichão ou Adler mentiu?

O som praticado pelo grupo é direto e brutal, dando ênfase ao grande trabalho de guitarras, tanto em riffs quanto em solos. A maior referência é o Death Metal, mas algumas pitadas de Thrash também fazem parte dos elementos que compõem o som do grupo.

São 10 faixas que, apesar de homogêneas, não deixam nada a desejar às bandas gringas do estilo. “The Chaos Season” possui grandes riffs e se destaca principalmente por suas quebradas. “Squeals From Slaughterhouse” é outro grande destaque, com muito de Death Metal e até passagens Grindcore (principalmente nos vocais). O trabalho das guitarras é outro grande destaque tanto em bases quanto em riffs.

Outro destaque são os vocais monocórdios de Victor que casam perfeitamente com o estilo da banda. Guturais cavernosos mantêm a linha e somente em alguns casos partem para uma forma mais rasgadas ou ‘porco sendo assassinado’ bem na linha Grind. Um bom exemplo para se notar isso é a faixa “Smash Your Head”.

“Song Of Disgrace” deve soar perfeita ao vivo com seu início avassalador e levada veloz. Os trabalhos de guitarras vêm à tona novamente como uma fábrica de riffs.

O detalhe negativo fica por conta de o baixo ter ficado baixo (que me perdoem o trocadilho), o que poderia ter dado ainda mais peso para as composições. Portanto, não compromete muito a sonoridade da banda.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Outras resenhas de Chaos Season - Cruscifire

Cruscifire: Recomendado para os fãs do Metal ExtremoCruscifire: Mantendo a relevância do Death Metal

Todas as matérias e notícias sobre "Cruscifire"

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Cruscifire"

Evanescence
Estranha criatura em foto de Amy Lee com seu filho

Aerosmith
Steven Tyler tem mesmo um salsichão ou Adler mentiu?

Dave Mustaine
Aquela foi a pior "Master of Puppets" que ele já ouviu

Cópia Infiel: Ato 1, Raul Seixas e o Dolo de OuroBaixista Magnus Rosén quase morre durante vôo rumo à América do SulMetallica: guitarrista carioca grava medley com 102 riffsJack Bruce: ameaçado de morte por fãs do Led ZeppelinGaleria - Tatuagens em homenagem ao Iron Maiden (I)Hell Divine: revista elege 10 discos para sair da mesmice

Sobre Vitor Franceschini

Jornalista graduado tem como principal base escrever sobre Rock e Metal, sua grande paixão. Ex-editor do finado Goredeath Zine, atual comandante do blog Arte Metal, além de colaborador de diversos veículos do underground.

Mais matérias de Vitor Franceschini no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online