Disturbed: Muito mais que uma banda de New Metal

Resenha - Ten Thousand Fists - Disturbed

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Por Arthur Trajano Da Silva
Enviar correções  |  Comentários  | 

Nota: 10

O texto representa opinião do autor, não do Whiplash.Net ou dos editores.

Imagem
Sabe aquele álbum que você nunca cansa de escutar? Aquele que nunca vai ficar com um som ultrapassado com o passar dos anos? Pois bem, esse é o Ten Thousand Fists.
Metallica: Oito grandes covers feitas por outras bandasChinese Democracy: Talaricagem, galinheiros e megalomania

Pode-se dizer que este foi o álbum que mudou o estilo do Disturbed: Algumas músicas apresentam solos de guitarra, existe uma melhor harmonia entre as partes pesadas e as melódicas, riffs mais bem trabalhados, bateria mais rítmica e o baixo com uma pegada bem mais forte se comparado aos trabalhos anteriores da banda. Isso é claro, sem esquecer da voz incrível do David Draiman, que parece ficar melhor a cada álbum. E não houve apenas uma mudança na música,mas também na banda, com a saída de Steve Kmak, o grupo colocou outro baixista em seu lugar, o John Moyer.

O álbum começa com a pesada faixa-título, "Ten Thousand Fists", com uma pegada bem forte, bateria destruidora e refrão marcante. Depois vem a "Just Stop", uma música com muita atitude e um refrão bem melódico, destaque para David nesta faixa.

E sem dar chances de descansar começa a rápida "Guarded", aparentemente é a música mais pesada do disco. Logo em seguida começa a "Deify", com uma intro perfeita, guitarra pesada, na minha opinião é a melhor do álbum.

Com uma entrada matadora começa "Stricken", essa que é uma das mais famosas da banda, se não for a mais famosa. Com um solo explosivo. Ótima música. A próxima música é "I'm Alive", com um som que alterna bastante entre o peso e o melódico. É aqui que você percebe como a voz de Draiman evoluiu. Muito boa. "Sons Of Plunder" tem um som bem envolvente, uma das melhores do álbum.

"Overburdened" é a música que expressa mais sentimentos, com um refrão grudento, é a mais leve do "Ten Thousand Fists". A faixa nove é "Decadence". É a que mais se aproxima do New Metal. Grande música. "Forgiven" lembra bastante a "Intoxication" do álbum Believe. Uma música muito bem feita.

E o que falar da "Land Of Confusion"? Uma ótima versão "disturbiada" da banda Genesis. "Sacred Lie" é matadora. Ponto. E o "Dez Mil Punhos" continua com a "Pain Redefined", essa é uma daquelas músicas que você coloca no "Repeat" e deixa por um bom tempo tocando. Perfeita. Então o disco finaliza com a animada "Avarice". Muito boa.

Bem, depois de escutar o álbum, eu acho que muitos daqueles que diziam que Disturbed era uma banda de "New Metal" calaram a boca. Disturbed é muito mais do que isso.

Faixas:

"Ten Thousand Fists" – 3:32
"Just Stop" – 3:43
"Guarded" – 3:20
"Deify" – 4:17
"Stricken" – 4:05
"I m Alive" – 4:41
"Sons of Plunder" – 3:47
"Overburdened" – 5:57
"Decadence" – 3:24
"Forgiven" – 4:12
"Land of Confusion" – 4:49 (Cover de Genesis)
"Sacred Lie" – 3:05
"Pain Redefined" – 4:17
"Avarice" – 2:56

Gravadora: Reprise Records.

Quer ficar atualizado? Siga no Facebook, Twitter, G+, Newsletter, etc

GosteiNão gostei

Compartilhar no FacebookCompartilhar no TwitterCompartilhar no G+Compartilhar no WhatsApp

Metallica
Oito grandes covers feitas por outras bandas de Rock e Metal

Shows: veja quanto Sabbath, A7X, Red Hot e Disturbed faturaramOzzfest: vídeo resumo de 2016 com Sabbath, Disturbed, MegadethTodas as matérias e notícias sobre "Disturbed"

Feeling
Existe no rock/metal moderno? 7 músicas que comprovam

Quadrinhos
Top 20 das capas do Rock criadas por artistas do gênero

Piercings
Nem todo rockstar é capaz de usar, veja alguns

Os comentários são postados usando scripts e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Respeite usuários e colaboradores, não seja chato, não seja agressivo, não provoque e não responda provocações; Prefira enviar correções pelo link de envio de correções. Trolls e chatos que quebram estas regras podem ser banidos. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs e DVDsTodas as matérias sobre "Disturbed"

Guns N' Roses
Talaricagem, galinheiros e megalomania

Metallica
Lars é um bom baterista? Mike Portnoy explica

Tempo implacável
Os rockstars também envelhecem parte 1

Motörhead: Amy Lee no colo de Lemmy KilmisterMick Jagger: "Posso ser responsável pelo primeiro gol da Alemanha, mas não pelos sete"Atenção músicos: vocês estão f-u-d-i-d-o-sJudas Priest: uma insana versão caipira do clássico Painkiller!Black and "Blues": a influência do lamento negro no Black SabbathSepultura: aceite ou não, a maior banda brasileira da história

Sobre Arthur Trajano Da Silva

Autor sem foto e/ou descrição cadastrados. Caso seja o autor e tenha dez ou mais matérias publicadas no Whiplash.Net, entre em contato enviando sua descrição e link de uma foto.

Link que não funciona para email (ignore)

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em fevereiro: 1.218.643 visitantes, 2.740.135 visitas, 6.216.850 pageviews.

Usuários online