Resenha - Reborn In Fire - Empires of Eden

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Reborn In Fire - Empires of Eden


  | Comentários:

O EMPIRES OF EDEN é um projeto de Power Metal Australiano que teve início em meados de 2008 na cidade de Sydney. Um ano depois, houve o lançamento do primeiro CD chamado "Songs of War and Vengeance". O projeto é encabeçado pelo guitarrista e produtor Stu Marshall, que apesar de não ser muito conhecido do grande público, conta com grande prestígio no cenário do metal mundial. Uma prova disso é o line-up do mais novo trabalho da banda, "Reborn In Fire", que conta com os vocalistas renomados Mike Vescera, Zak Stevens e o brasileiro Carlos Zema.

Nota: 9

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Não é de hoje que a combinação Power Metal/Metal Melódico & Sinfonias estão em alta. Sem dúvida o mais famoso deles é o alemão AVANTASIA, e aqui no Brasil temos o SOULSPELL METAL OPERA, que embalam o público com seu Dream Team do metal. Na mesma linha o EMPIRES OF EDEN mostra que o estilo também está em alta, pelos lados da longínqua Austrália.

Neste segundo CD, com o nome de “Reborn In Fire”, temos uma abertura em grande estilo com a música “Of Ligth and Shadows”, brilhantemente cantada pelo mestre MIKE VESCERA (LOUDNESS, YNGWIE MALMSTEEN e DR. SIN) com seu timbre marcante e agudos potentes, lembra os memoráveis anos 90 no MALMSTEEN, e tudo isso com quase 50 anos de idade.

Logo em seguida vem a ótima “Enter the Storm” com o vocalista Louie Gorgievski, que havia participado do primeiro CD do grupo e que agora retorna. O frontman tem ótima desenvoltura nos vocais e o destaque da faixa fica por conta do instrumental, que duela solos de guitarra e teclados à la STRATOVARIUS e tornam a música um verdadeiro presente aos fãs de Power Metal.

A terceira faixa faz fielmente jus ao seu nome, “Total Devastation” interpretada de forma furiosa por Sean Peck (Cage), abusando dos agudos e drives no vocal. A bateria e as guitarras vão no mesmo ritmo acelerado. Sem dúvida essa música é uma das melhores do álbum.

Em seguida temos “Prognatus Ut Obscurum” dessa vez na voz de um velho conhecido do público brasileiro, o vocalista Zak Stevens (SAVATAGE e SOULSPELL METAL OPERA). A música explora bastante a união do Power Metal com sinfônico, e Zak como sempre manda ver no microfone, acompanhado de solos e riffs impecáveis de Stu Marshall (PAINDIVISION e DUNGEON).

Na quinta faixa temos a primeira balada do disco, a homônima “Reborn In Fire”, interpretada pela promissora dupla Mike Zoias e Chris Ninni, que fazem da canção uma bela demonstração de Metal melódico com consideráveis nuances em Hard Rock.

Posteriormente temos “Beyond Daybreak” com o notório vocalista Steve Grimmett (GRIM REAPER e LIONSHEART) com timbre semelhante ao do companheiro de projeto Mike Vescera, ele realiza uma grande participação.

A sétima chama-se “Death Machine”, com letra emblemática e novamente o vocalista Louie Gorgievski. O destaque no entanto, fica para o instrumental, pois com interessantes harmônicas nas guitarras e um linha de bateria impecável de Jasix Prowlingwolf, a música é mais uma ‘paulera’.

A oitava e penúltima, trata-se de “Searching Within”, que conta pela terceira vez com Louie Gorgievski, a música tem uma pegada Power moderna, com solos de guitarra virtuosos e cheio de arpejos.

E finalmente para ‘fechar com chave de ouro’ temos mais uma balada, “Rising”, cantada pelo vocalista brasileiro Carlos Zema (HEAVEN’S GUARDIAN, VOUGAN e OUTWORLD), que de ‘garoto prodígio’ no final dos anos 90, ainda em Goiânia se tornou uma realidade com renome nos EUA. Também não é por menos, seu vocal marcante, repleto de técnicas torna a música uma linda balada de Metal melódico.

Apesar de ter sido um álbum com pouca penetração na grande mídia metálica, sobretudo no Brasil, “Reborn In Fire” é um daqueles trabalhos que marcam a discografia do Power Metal. O CD não tem ressalvas, sem exageros um dos melhores álbuns do ano, não perdendo em nada para “Wiched Symphony” do AVANTASIA. O trabalho mesclou divinamente consagrados e novos nomes do metal, e intercalou músicas com propostas modernas ao estilo, sem fugir de suas raizes.

Contatos:
http://www.myspace.com/empiresofeden
http://www.myspace.com/stumarshall

Membros:
Stu Marshall - Guitarras, baixo & arranjos orquestrais
Mike Vescera - Vocais
Zak Stevens - Vocais
Carlos Zema - Vocais
Steve Grimmett - Vocais
Sean Peak - Vocais
Louie Gorgievski - Vocais
Chris Ninni - Vocais
Mike Zoias - Vocais
Jasix Prowlingwolf - Bateria
Bobby Williamson - Teclados

Empires of Eden – Reborn In Fire (2010 - 7hard Records - USA – UK
Europe/ Rockstar Records - Australia)

01. Of Light And Shadows
03. Total Devastation
04. Prognatum Ut Obscurum
05. Reborn In Fire
06. Beyond Daybreak
07. Death Machine
08. Searching Within
09. Rising

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Empires of Eden"

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Paulo Henrique de Assis Faria

Paulo Henrique tem 26 anos, é jornalista e mora em Goiânia. Suas especialidades são o jornalismo cultural, sobretudo o jornalismo de rock. É atualmente repórter do programa de televisão "Tribos do Rock". Fã assíduo de rock é vocalista de duas bandas goianienses, Opus Hominis (Power Metal) e Omega Hard (Hard Rock e Heavy Metal).

Mais matérias de Paulo Henrique de Assis Faria no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas