Resenha - Thank You Mr. Churchill - Peter Frampton

WHIPLASH.NET - Rock e Heavy Metal!

Resenha - Thank You Mr. Churchill - Peter Frampton


  | Comentários:

Após dividir a liderança do Humble Pie - uma das mais marcantes e comercialmente injustiçadas bandas de blues rock do mundo -, o vocalista/guitarrista Peter Frampton investiu em uma carreira solo que resultou em um meteórico período de "vacas gordas" para o mundo da música (alguém pensou no clássico álbum ao vivo "Frampton Comes Alive", de 1976?).

Nota: 9

O texto representa a opinião do autor, não do Whiplash.Net ou de seus editores.

Imagem
Em 2010, após lançar álbuns quase tão bons quanto os da sua antiga banda - ainda que tais trabalhos apresentem uma sonoridade mais voltada ao 'classic rock' e ao soft rock -, o Sr. Frampton entrega "Thank You Mr. Churchill", mostrando que ainda sabe tocar um rock maduro e vigoroso, ao mesmo tempo. De fato, isso já pode ser notado logo na curiosa faixa-título, que abre o álbum com uma temática bastante biográfica.

Falando em vigor, tal característica estava em falta nos álbuns anteriores, os quais pecavam pelo excesso de violões e baladas. Aqui, temos apenas flertes com esta vertente, através da linda e criativa "Vaudeville Nanna and the Banjolele", da melancólica - e quase sussurrada - "Black Ice", e da eclética e instrumental "Suite: Liberte" - que se divide na parte acústica "Megumi", e no blues "Huria Watu".

Mas espere um pouco... estávamos falando de rock, não? Pois bem, o competente guitarrista nos brinda com as vibrantes "Solution" (uma das melhores músicas do ano, fácil fácil) e "Road to the Sun" (que poderia ser também um ótimo single, se não fosse pela duvidosa presença do seu filho Julian Frampton nos vocais), além do agradável pop/rock "I'm Due a You".

Destaque também para a levada arrastada e pesada de "Asleep at the Wheel", a qual combina muito bem com a temática da música. Destaque ainda maior para a semi-acústica e sombria "Restraint", que consegue ser um dos rocks mais brilhantes e "pesados" do álbum. Sem deixar a peteca cair, Frampton ainda entrega o ótimo hard rock "I Want It Back" e o funk rock dançante "Invisible Man".

Em uma certa mescla de sub-gêneros, temos como resultado em "Thank You Mr. Churchill" uma espécie de "rock clássico dos dias atuais", uma sonoridade que cai como uma luva para Peter Frampton - tanto o vocalista quanto o guitarrista. Ao final deste que certamente ficará marcado como um dos seus melhores trabalhos, podemos apenas dizer: Thank you, Mr. Frampton!

Músicas:
1. Thank You Mr. Churchill
2. Solution
3. Road to the Sun (feat. Julian Frampton)
4. I'm Due a You
5. Vaudeville Nanna and the Banjolele
6. Asleep at the Wheel
7. Suite: Liberte - A. Megumi B. Huria Watu
8. Restraint
9. I Want it Back
10. Invisible Man
11. Black Ice

Criado em 1996, Whiplash.Net é o mais completo site sobre Rock e Heavy Metal em português. Em março de 2013 o site teve 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas e 8.590.108 pageviews. Redatores, bandas e promotores podem colaborar pelo link ENVIAR MATERIAL no topo do site.


  | Comentários:

Todas as matérias da seção Resenhas de CDs
Todas as matérias sobre "Peter Frampton"

Bloody Beetroots: com Paul McCartney, Peter Frampton & Tommy Lee
Peter Frampton: turnê inclui BB King, Steve Lukater, Robert Cray
1976: grandes álbuns lançados naquele ano
Separados no nascimento: Paulo Coelho e Peter Frampton
Peter Frampton: confirmando material inédito do Humble Pie
Peter Frampton: DVD, CD e BLuRay em novembro
Coletânea: Tributo a Hank Marvin & The Shadows
Peter Frampton: veículo é atingido por outro carro
Peter Frampton: recuperando guitarra perdida há 30 anos
Phil Anselmo: Beatles e Kiss como principais influências
Peter Frampton: turnê comemora 35 anos de clássico
Rodgers, Anthony, Frampton, Bonham: em evento beneficente
Peter Frampton: ainda fazendo um rock maduro e vigoroso
Peter Frampton em SP: resenha e fotos no Coredump
Peter Frampton: galeria de fotos da apresentação em SP

Os comentários são postados usando scripts do FACEBOOK e logins do FACEBOOK, não estão hospedados no Whiplash.Net, não refletem a opinião dos editores do site, não são previamente moderados, e são de autoria e responsabilidade dos usuários que os assinam. Caso considere justo que qualquer comentário seja apagado, entre em contato.

Pense antes de escrever; os outros usuários e colaboradores merecem respeito;
Não seja agressivo, não provoque e não responda provocações com outras provocações;
Seja gentil ao apontar erros e seja útil usando o link de ENVIO DE CORREÇÕES;
Lembre-se de também elogiar quando encontrar bom conteúdo. :-)

Trolls, chatos de qualquer tipo e usuários que quebram estas regras podem ser banidos sem aviso. Denuncie e ajude a manter este espaço limpo.

Sobre Fábio Cavalcanti

Baiano, sempre morou em Salvador. Trabalha na área de Informática e ¨brinca¨ na bateria em momentos vagos, sem maiores pretensões. Além disso, procura conhecer novas - e antigas - bandas dos mais variados subgêneros do rock. Por fim, luta para divulgar, sempre que possível, o pouco conhecido cenário rocker da tão sofrida ¨Terra do Axé¨.

Mais matérias de Fábio Cavalcanti no Whiplash.Net.

Link que não funciona para email (ignore)

QUEM SOMOS | ANUNCIAR | ENVIAR MATERIAL | FALE CONOSCO

Whiplash.Net é um site colaborativo. Todo o conteúdo é de responsabilidade de colaboradores voluntários citados em cada matéria, e não representam a opinião dos editores ou responsáveis pela manutenção do site, mas apenas dos autores e colaboradores citados. Em caso de quebra de copyright ou por qualquer motivo que julgue conveniente denuncie material impróprio e este será removido. Conheça a nossa Política de Privacidade.

Em março: 1.258.407 visitantes, 2.988.224 visitas, 8.590.108 pageviews.


Principal

Resenhas

Seções e Colunas

Temas

Bandas mais acessadas

NOME
1Iron Maiden
2Guns N' Roses
3Metallica
4Black Sabbath
5Megadeth
6Ozzy Osbourne
7Kiss
8Led Zeppelin
9Slayer
10AC/DC
11Angra
12Sepultura
13Dream Theater
14Judas Priest
15Van Halen

Lista completa de bandas e artistas mais acessados na história do site

Matérias mais lidas